“A presidente já não governa mais. Quem está governando são os acólitos (ajudantes, acompanhantes) que estão do lado dela”- Hélio Bicudo, jurista, fundador do PT, que quer o impeachment de Dilma.

02set

imagesDA4ETC2L

Aqui na na terra aonde o rabo abana o cachorro determinadas coisas funcionam mais ou menos assim:
O cidadão, desses “despachado”, bem falante, perde o emprego. E agora José?
No primeiro momento fica matutando, e resolve abrir seu próprio negócio… Como num passe de mágica decide virar empresário da área de comunicação, para isso precisa ter uma rádio. Pode ser AM ou FM, isso não importa. O primeiro passo é ir na Argentina e/ou Paraguai e alugar uma rádio. O preço varia de 300 a  600 dólares mensais. Depende da “quilagem” na antena (alguns mais abastados compram essas rádios).
A negociação é super rápida. “Verdinha” pra lá, rádio pra cá. De posse do código para iniciar as transmissões, nosso herói volta para sua casa e prepara o que será a “sede” de sua rádio. Um “puxadinho” ao lado da cozinha da sua casa (na hora de servir o café pra patuleia fica mais fácil…)
Os apetrechos como microfones, auto-falante e todas as gambiaras necessárias tá tudo no Paraguai, por preços módicos.
Montada a geringonça, o gajo dá início a sua programação. Arruma um nome sugestivo para a rádio e desanda a falar para a vizinhança. Manda abraço para todos do bairro. Fala de polícia, política, artes visuais, cinema, literatura, física quântica e o escambau a quatro. Fica famoso no pedaço.
Pronto! Nasceu mais uma rádio pirata na fronteira. Não se sabe ao certo quantas existam. Estima-se que sejam 30, 40, ou mais… ? Vai-se saber…
Algumas conseguem a proeza de durar um bom tempo quando agregam ao seu portfólio nomes de gente importante, que seriam os tais “laranjas”…Gente tida como enjangadas politicamente…
Outras nascem e morrem rapidinho. Na maioria dos casos, o dono da rádio faz propaganda em troca de duas pizzas semanais, um saco de carvão para o churrasco de domingo, etc, etc.. Descobriram reino encantado das permutas… Chegam a vender comerciais por 50, 100 reais por mês. Avacalham o mercado, mas mesmo assim La Nave Vá…
Na outra ponta, temos o verdadeiro empresário do segmento, esse herói que luta para sobreviver, aquele que adquiriu a sua rádio pelos meios legais. É a chamada rádio legalizada, autorizada pela ANATEL, verdadeira, com alvará para funcionamento.
Esse nosso personagem é um abnegado, pois mantém a sua rádio contratando bons profissionais com carteira assinada, paga todos os impostos, submete-se a todas as exigências dos órgãos fiscalizadores e… vê-se na obrigação de competir com os bandalhas das rádio piratas. Tá certo isso? Lógico que não!
O que causa espécie é saber que alguns políticos de alto coturno estão por trás dessa tática.
Um deles é o Ratinho (Rede Massa), o outro é o Eduardo Sciarra.
Vejamos quem são nossos ilustres personagens: Ratinho (filho) quer ser governador do Paraná em 2018, estrela de primeira grandeza da politica paranaense. Sciarra, além de ser um dos donos da Cataratas S/A (concessionária pública) que não para de agigantar-se, é chefe da casa civil do Beto Richa e homem forte do PSD no estado, lembrando que esse mesmo PSD deve lançar o Chico Brasileiro como prefeito de Foz do Iguaçu em 2016 (será que o Chico Brasileiro aprova rádios piratas?)
Em paralelo, a esse samba do crioulo doido, vemos a briosa Polícia Federal e o MPF, e demais autoridade pertinentes ao caso em tela, apáticas, aparentemente, sem vontade nenhuma de coibir a nefasta proliferação das rádios piratas na fronteira.
Da outra banda pergunta-se: Porque a prefeitura concede alvarás para funcionamento dessas  “arapucas”? Ou será que esse procedimento é legal?

Da série: perguntar não ofende.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

 

Nesta terça-feira, 1º de setembro, a sessão da Câmara de Vereadores de Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba, terminou em bate-boca e empurrões entre o prefeito Onildo Gelati (PP) e o vereador Fernando Teixeira (PCdoB). Em meio a outros vereadores e populares que acompanhavam a sessão, os dois se confrontaram em frente ao Teatro Municipal, onde funciona temporariamente as sessões. Após denúncias de irregularidades e investigações do TCE-PR, o vereador pediu em plenário a cassação do prefeito. As informações são da Banda B.

A briga entre eles aconteceu por volta das 20h30 e o vídeo mostra o momento em que o prefeito e o vereador batem boca por conta das denúncias de desvios de dinheiro. O prefeito teria ido tomar satisfação após receber informações sobre o pedido de cassação, mencionado por Teixeira, em plenário.

Pelas palavras do vereador, o ‘prefeito estava desesperado porque agora terá que se explicar na justiça’. Por sua vez, Gelati negou as irregularidades e acusou outros vereadores de participarem de esquemas de desvios de dinheiro público. Outras pessoas que estavam presentes também se envolveram em brigas paralelas e o tumulto foi geral. Tudo foi acompanhado pelo Jornal ORepórter.

A confusão aconteceu após a veiculação de uma reportagem produzida e exibida pela RPC TV, no Paraná TV, 2ª Edição, na noite de ontem. Segundo essas denúncias, o TCE-PR acusa o prefeito de Mandirituba a usar a quantia R$ 2, 2 milhões indevidamente, que seria destinada para a área da saúde. O valor seria relacionado a pagamentos de serviços entre 2013 e 2015, mas que nunca aconteceram.

Veja o vídeo

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

As investigações da Operação Lava Jato indicam que o ex-ministro José Dirceu recebeu R$ 11,8 milhões em propinas do esquema de corrupção na Petrobrás.

Esse é o valor comprovado, segundo a PF, mas os investigadores estimam que Dirceu pode ter embolsado outros R$ 7 milhões provenientes de contratos firmados em sua área de influência na petroleira. As informações são do Estadão.

Relatórios de investigação da PF apontam, ainda, que o esquema de corrupção atribuído a Dirceu, que chefiou a Casa Civil no primeiro mandato de Lula, movimentou mais de R$ 59 milhões propinas. A PF estima que o valor pode ultrapassar os R$ 84 milhões.

O petista recebeu mais do que o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque que, segundo as investigações, foi destinatário de R$ 7,6 milhões em propina enquanto esteve na Diretoria de Serviços, em valores já confirmados.

Nesta terça-feira, 1º de setembro, no inquérito da Operação Pixuleco – desdobramento da Lava Jato. Dirceu é acusado de formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Derrotado na definição do Orçamento de 2016, que foi enviado ao Congresso com uma previsão inédita de deficit primário, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, voltou a mandar recados nesta terça-feira (1º) sobre os riscos de piora da crise econômica. As informações são da Folha de S. Paulo.

Em audiência na Câmara, ele disse haver um “desafio para todo mundo”, citando sociedade, governo e Congresso, para “botar a casa em ordem”. Em seguida, frisou que “evidentemente que ela não está em ordem” e “a gente precisa crescer e ter a confiança para não ver o dólar disparar”.

As colocações do ministro foram recebidas com preocupação por operadores de mercado. A reação foi quase simultânea, levando mais pressão ao mercado de câmbio, com o dólar subindo por causa da deterioração da situação fiscal do governo e também por notícias ruins vindas da China.

Leia mais 

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Editorial, Estadão

Elaborar um Orçamento é questão complexa, que envolve ampla variedade de minúcias técnicas e legais e, principalmente, pressupostos políticos que têm a ver – ou deveriam ter – com as prioridades de uma proposta de governo consagrada nas urnas. Para bom entendimento, porém, a ideia de orçamento pode ser resumida a uma equação mais simples: receita e despesa. O governo avalia o quanto precisa e quer gastar e prevê os recursos de que disporá para tanto, partindo do princípio de que terá capacidade gerencial para fechar a conta. Essa é a teoria. Na prática, a presidente Dilma Rousseff, que não teve competência para propor ao País um Orçamento equilibrado para 2016, decidiu, pela primeira vez na história da República, encaminhar ao Congresso uma peça deficitária, que prevê um rombo de mais de R$ 30 bilhões. Lei de Responsabilidade Fiscal, nem pensar.

Passando ao largo de maiores considerações a respeito das razões por detrás da crise política, econômica, social e moral que o País enfrenta e se reflete, também, nesse lamentável episódio do orçamento deficitário, basta dizer que tudo isso é o resultado da conjugação de sectarismo ideológico com incompetência gerencial. Do estatismo populista com o aparelhamento partidário do governo. Principalmente quando a ideia é “passar o País a limpo”, como continua cinicamente pregando o lulopetismo, o desafio de governar exige duas qualidades fundamentais do governante: coragem e habilidade política. Coragem não falta a Dilma Rousseff. Ela o demonstrou na juventude, quando colocou a própria vida em risco na luta armada para substituir um regime autocrático de direita por um regime autocrático de esquerda. A habilidade política da presidente da República, no entanto, é zero. Ela parece acreditar ainda hoje que essa coisa de “habilidade política” não é mais do que uma desprezível enganação “burguesa” a serviço da exploração do povo. A presidente é a voz do povo e isso basta. O resto é “terceiro turno”.

Por força da convivência com o poder, Dilma certamente percebeu que não poderia deixar de conversar e até mesmo de delegar responsabilidades. Mas como ela tem absoluta certeza do que o País precisa, só ouve seu marqueteiro eleitoral. Delegação de poderes, por sua vez, não combina com sua natureza autoritária, e qualquer coisa parecida com isso jamais passou de simples coincidência. O que explica o relacionamento dela com Joaquim Levy e Michel Temer, para citar os exemplos mais notórios que nos remetem, também, ao lamentável episódio do orçamento deficitário.

Diante da necessidade – mas não totalmente convencida disso – de colocar as contas do governo em ordem, depois da gastança desenfreada do ano eleitoral, Dilma contrariou sua natureza e suas convicções e foi atrás de alguém habilitado para a missão, um economista “liberal”, alto executivo do Bradesco, e a ele “delegou” o comando da equipe encarregada do reajuste fiscal. É óbvio que só o fez para causar boa impressão aos agentes econômicos no País e lá fora. A maior “vitória” de Joaquim Levy até o momento é permanecer no cargo. Calejou-se de tanto bater cabeça com o núcleo duro da assessoria presidencial e perder a parada. A série de derrotas culminou com a do Orçamento, mas isso não o abalou da posição ministerial.

Com Michel Temer deu-se quase o mesmo, com a diferença de que, neste caso, Dilma estava lidando com um político experiente. E lá foi o vice-presidente da República, com os poderes “delegados” pela presidente que fingia apoiá-lo, realizar o que os petistas não sabem e não gostam de fazer: recompor alianças. Mas é claro que como a tal delegação não era para valer, Temer foi sabotado por todos os lados. Afastou-se educadamente e acabou faltando ao governo, consequentemente, apoio e sabedoria política para apresentar uma peça orçamentária decente.

Esse fiasco tem muitos pais, mas a maior responsável por ele é a presidente Dilma, que se recusou a aceitar cortes que equilibrariam o orçamento e não tem apoio político, e muito menos popular, para sair da crise.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

 

O vocalista da banda Os Reaças, Eder Borges, diz que o Pixuleco em Curitiba é um pedido das ruas. No ato em frente a Polícia Federal pode se ver cartazes com frases “Gleisi, você é a próxima”.

Veja o vídeo

 

 

 

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Fernando Tupan

O ex-deputado André Vargas (ex-PT) promete abrir o bico e contar tudo o que sabe sobre os destinos dos recursos desviados da Operação Lava Jato. Vargas não quer passar uma temporada em Piraquara. As bancadas de petistas e de aliados na Assembleia Legislativa do Paraná e na Câmara de Vereadores de Curitiba já estão vendo fantasmas em cada esquina.

A senadora Gleisi Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo já devem ter pesadelos. Segundo o blog petista, Brasil 247, até mesmo o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) pode estar envolvido no esquema de recebimento de recursos ilegais. O 247 disse que Fruet terá que prestar esclarecimentos dos recursos doados a campanha dele por empreiteiras. Os próximos dias serão de muita atenção no Centro Cívico e na região da Eufrásio Corrêa. Caso Vargas solte o verbo, a maioria dos aliados do PT no Paraná pode ir para o mesmo saco.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

!cid_004901d0e5b0$9d080e20$0701a8c0@Plinio

Não está ligando nome, cargo, pessoa, fatos?
Então, refrescando a sua memória :

O site Infomoney relembrou que, há um ano, em carta enviada aos clientes do Santander,
ela enviou aos clientes carta alertando sobre os riscos de eventual segundo mandato de Dilma Rousseff:“O câmbio voltaria a se desvalorizar, juros longos retomariam alta e o índice da Bovespa cairia, revertendo parte das altas recentes”, disse Sinara.

Lula reagiu furiosamente, na ocasião, pedindo a cabeça da funcionária:

“Essa moça não entende porra nenhuma de Brasil e de governo Dilma.

Manter uma mulher dessa num cargo de chefia, sinceramente…

Pode mandar ela embora e dar o bônus dela para mim”.

(No blog de José Dirceu, o “porra nenhuma” de Lula virou “nada”)
Resultado : O Santander demitiu Sinara, por pressão de Lula, e, desde a reeleição, 
o dólar subiu 23%, a taxa de juros saltou de 11% para 13,75% e o IBOVESPA chegou a cair 15 mil pontos.

E o pior: Dilma continua empregada …

 

 

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Mais de 500 pessoas acompanharam o Pixuleco, boneco estilizado do ex-presidente Lula, na manhã desta quarta-feira, 2, em frente a Polícia Federal em Curitiba. O ato foi em apoio a Operação Lava Jato e ao juiz Sergio Moro, responsável pelas ações contra a corrupção na Petrobras.  Na PF estão presos políticos, empresários e doleiros investigados na operação.

O ato é também contra a corrupção no governo federal e contra o PT. Cartazes avisam lideranças do PT, como a senadora Gleisi Hoffmann – alvo das investigações, que serão os próximos presos na PF. “Esse boneco veio para cá em consenso geral, pelo simbolismo de Curitiba dentro da Lava Jato, da luta contra a corrupção”, afirmou Éder Borges, um dos líderes do MBL. “É uma contrarrevolução encabeçada pela zoeira. Vamos mudar o país pela zoeira”, completou.

A movimentação no Santa Cândida atraiu a atenção de moradores que se encaminharam à PF para protestar contra Lula, a presidente Dilma e o PT. “Fiquei sabendo do protesto e vim aqui para lutar contra o comunismo, a corrupção e a roubalheira”, disse Amithys Jossily, que entoava gritos como “1, 2, 3, Lula no xadrez” e “Fora, PT”. “Esse boneco é personificação do Lula, que está por traz de tudo de ruim que tem neste país”, emendou.

Opinião compartilhada pelo autônomo Rafael Ferreira, de 28 anos. “Só vim observar, mas apoio a causa. O Lula é só um símbolo, mas o pior de todos”, afirmou ele, que estreia em manifestações e promete participar de todas contra a corrupção que forem organizadas em Curitiba a partir de agora.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Esta semana deve ser de mobilização para várias categorias de servidores federais em greve no Paraná. As paralisações já duram vários meses e continuam sem acordo com o governo federal. A greve do INSS já dura quase dois meses, mas durante todo esse período as agências continuaram a atender pelo menos as pessoas que já tinham perícias médicas marcadas. Mas a partir desta quinta feira, 3, a paralisação deve ganhar um novo impeditivo aos contribuintes: os médicos peritos também vão entrar em greve. As informações são da CBN/Curitiba.

No último dia 26, os servidores do INSS chegaram a organizar uma paralisação total dos serviços para pressionar o governo federal a negociar. Na segunda feira a categoria se reuniu com representantes da União e receberam uma nova proposta.

A proposta foi recusada, e agora o governo avalia a contra-proposta sugerida pelos servidores. Nesta quarta-feira, 2, eles se reúnem em uma passeata pelo centro da cidade em protesto à demora na negociação. Durante a tarde, também será organizada uma nova assembleia para discutir as atuais propostas.

O diretor do Sindprevs, Nelson Malinowsk, afirma que a categoria ainda não sabe como a paralisação dos médicos peritos vai afetar o atendimento nas agências.

No judiciário, a situação não é muito diferente. Com a paralisação que vai completar cem dias nesta semana, a principal reivindicação da classe é para que seja derrubado o veto ao projeto de lei complementar que prevê os reajustes salariais. A alteração chegou a ser aprovada pelo Congresso, mas foi vetada pela presidente Dilma que justificou que o impacto do reajuste chegaria a R$ 25 bilhões.

Nesta quarta feira a derrubada do veto volta à pauta do Congresso em uma sessão conjunta da Câmara e do Senado.  A representante do comando de greve da categoria no Paraná, Marília Machado, esclarece que apesar de alguns serviços estarem prejudicados durante a paralisação, trinta porcento dos servidores continuam nos postos de trabalho como a lei exige.

A greve dos servidores do judiciário envolve a Justiça Federal, Eleitoral e do Trabalho. Apesar de ainda aguardar a derrubada do veto, o servidores da Justiça do Trabalho decidiram em assembléia que a partir desta semana o índice de funcionários trabalhando vai passar de trinta para 50%.

Nesta quarta feira os professores, técnicos administrativos e alunos da UFPR também se reúnem para uma assembléia conjunta. A discussão vai acontecer no pátio da Reitoria, ao lado do prédio ocupado desde segunda feira por um grupo de estudantes da instituição.

Na segunda feira, os servidores se reuniram com representantes do governo federal que apresentou uma proposta com os mesmos valores de reajustes já recusados. Os técnicos administrativos da UFPR estão de braços cruzados desde o dia 25 de maio, no início de agosto os professores se juntaram à paralisação, e por último os alunos, desde o dia 19.

 

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

imagem_dia_1

Após reunião com a presidente Dilma Rousseff os presidentes da Câmara e do Senado, o deputado Eduardo Cunha e o senador Renan Calheiros rejeitaram a possibilidade de devolver ao governo a proposta de Orçamento da União de 2016, enviada ao Congresso na segunda (31). Afirmaram, no entanto, que é responsabilidade do governo encontrar uma solução para o rombo de R$ 30,5 bilhões apresentada. Ainda mais que a diferença entre o valor arrecadado e o que se espera gastar pode ser maior. As informações são da Época.

O governo conta com a arrecadação de R$ 37,5 bilhões com a venda de ativos (como terrenos, imóveis e participação acionária em empresas) e isso pode não se concretizar em um cenário de crise. Além disso, os parlamentares incluirão despesas obrigatórias de R$ 3,4 bilhões. Ou seja, as contas do governo podem ficar negativas em até R$ 70 bilhões, se a proposta for aprovada.

Contrariado com a decisão de expor o rombo no orçamento de 2016, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, começou a se reaproximar de parlamentares líderes de partidos aliados para tentar encontrar uma solução para o déficit, segundo o Estadão.

“Nós precisamos de firmeza para lidar com essa situação. A maré mudou e a ficha tem que cair”, afirmou Levy, que desejava um corte maior nas despesas públicas e agora compara o cenário econômico ao da década de 1980.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

IMG_6440
A Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu finalizou na última semana as investigações a respeito de um crime de duplo homicídio ocorrido na região do Porto Meira no ano passado. O crime aconteceu no dia 9 de agosto, onde dois adolescentes de 14 e 16 anos foram encontrados mortos na barranca do Rio Paraná com disparos de arma de fogo calibre 12 no rosto.

Com a participação da população através de denúncias anônimas, a Polícia chegou aos nomes dos principais suspeitos do crime. Ricardo Siqueira dos Santos de 29 anos, conhecido pela alcunha de “Chitão”, Lucas Roberto Siqueira dos Santos de 21 anos e dois adolescentes teriam praticado o crime. “Apesar da ausência de testemunhas presenciais, a partir de boatos na região, a população auxiliou e os suspeitos do crime, ao serem interrogados, mesmo negando o envolvimento, caíram em contradição, o que resulto em indícios suficientes de suas participações”, disse o delegado, Dr. Carlos Eduardo Pezzette Loro.
 
Após prestar depoimento, Ricardo mudou-se de endereço sem deixar pistas, sendo que os investigadores descobriram que o mesmo estaria prestando serviços a um frigorifico na cidade de Medianeira. Sendo que no dia 12 de agosto, policiais da Delegacia de Homicídios montaram uma barreira no pedágio da BR-277 em São Miguel do Iguaçu, e por volta das 03h30min da madrugada foi possível efetuar a prisão do procurado em um ônibus que transportava funcionários da empresa.
Segundo o Delegado, a motivação do crime se deu pois os autores acreditavam na participação dos adolescentes mortos em uma tentativa de homicídio sofrida por “Chitão” em 24 de maio de 2014. “Também foi possível concluir que os autores dos crimes visavam matar outros adolescentes, mas por engano ceifaram a vida das pessoas erradas, mesmo estas, momentos antes da execução terem suplicado pela vida”.
 
Também foram apreendidos pela Polícia Militar por força de mandado de apreensão os dois adolescentes que tiveram participação no crime, restando somente ainda a prisão de um dos autores do crime, Lucas Roberto Siqueira dos Santos que possui mandado de prisão em aberto e possivelmente esteja residindo no Estado de Santa Catarina.
 
Ricardo Siqueira dos Santos foi encaminhado a Cadeia Pública e irá responder pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores.
Release da 6a SDP
FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Domingo às 11 horas a TV Educativa transmitirá ao vivo de Curitiba, no Estádio da Vila Olímpica, o jogo do Paraná contra a Portuguesa Londrinense, válido pela penúltima rodada da primeira fase, onde os dois necessitam do resultado positivo para continuarem na próxima fase da Taça FPF.

Nesta rodada acontecem as partidas do Cianorte contra o Coritiba – na noite de amanhã, no sábado o Atlético Paranaense enfrenta o Paranavaí (5/9) e domingo o Andraus joga a sua classificação contra o vice líder Maringá. O Toledo que lidera a competição folga nesta rodada.

Também retransmite a partida a CATVE de Cascavel e repetidoras associadas da ÉParaná, além da transmissão via internet e parabólicas – via satélite –  para todo o Brasil.

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

vazamento

Saiu hoje no jornal Zero Hora, de Porto Alegre (RS).
FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail

02set

Continuei falando do caso “Melque” e do servidor da Câmara Municipal que aposentou-se com um salário de R$ 23 mil

AQUI (-ex-bagual ao invés de ficar me enchendo vá ouvir, para ir aprendendo…)

FacebookGoogle+LinkedInTwitterPinterestEmail
Página12... 320»