FAZENDA SANTA MARIA E SERGIO MACHADO

Ex-ministro de Dilma assumirá interinamente pasta da Transparência

Divulgação/CGU
Carlos Higino Ribeiro de Alencar
Carlos Higino Ribeiro de Alencar, que assume a pasta da Transparência, em foto sem data

UOL 

Com o pedido nesta segunda-feira (30) de demissão de Fabiano Silveira, o governo interino de Michel Temer ficou em uma saia-justa sobre quem assumirá interinamente o posto até a escolha de um novo nome para o comando do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle.

O secretário-executivo escolhido pela nova gestão, Marcio Tancredi, que assumiria o posto na ausência do ministro, ainda não foi nomeado oficialmente, apesar dele já despachar na pasta.

Com o vácuo na função, quem assumirá internamente a partir desta terça-feira (31) será Carlos Higino de Alencar, que foi o número dois do ministério na administração de Dilma Rousseff e chegou a assumir a pasta com a saída de Luiz Navarro.

Higino, no entanto, não despacha mais na pasta e já pediu demissão do cargo, apesar da exoneração ainda não ter sido publicada no Diário Oficial da União.

Segundo o governo federal, Higino será o ministro interino até que Tancredi seja nomeado oficialmente.

RENAN

Na tentativa de evitar novas ameaças de demissões de servidores da pasta, o presidente interino começou a avaliar na noite desta segunda-feira (30) nomes de carreira para o lugar de Silveira.

A escolha, no entanto, passará pelo presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), responsável pela indicação do atual ministro para o posto.

Segundo a Folha apurou, Temer já informou a Renan por meio de um interlocutor a disposição de ouvi-lo antes da escolha.

Com a abertura de um posto na Esplanada dos Ministérios, aliados do peemedebista têm defendido ao presidente interino que ele escolha uma mulher para o cargo, arrefecendo assim as críticas da ausência de nomes femininos no primeiro escalão da gestão provisória.

SITUAÇÃO DOS FUNDOS DE PENSÃO ESTATAIS! ROMBO DE R$ 250 BILHÕES!

(Sonia Racy – Estado de S.Paulo, 28) 1. A situação é para lá de preocupante: o rombo dos fundos de pensão das estatais do governo federal pode chegar à soma de R$ 250 bilhões. Valor que supera, de longe, os R$ 60,9 bilhões estimados em levantamentos divulgados em abril. É com esse número, segundo fonte próxima a Temer, que o governo interino intensifica a procura de técnicos para tocar os fundos–que até investimentos na Venezuela fizeram nos últimos anos.

2. No centro da questão, quatro megafundos – Petros, Postalis, Funcef e Previ, ligados respectivamente à Petrobrás, aos Correios, à Caixa e ao BB, que respondem pela maior parte do buraco. Para enfrentar – tardiamente – o desafio, o Senado aprovou em abril, e remeteu à Câmara, novas regras para frear a influência dos partidos na nomeação de conselheiros dessas instituições.

Comissão de investigação inicia tomada de depoimentos ouvindo servidor público municipal

Comissão de investigação inicia tomada de depoimentos ouvindo servidor público municipal

Os trabalhos tiveram início pela Secretaria de Obras e próximos passos devem nortear a investigação
A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as denúncias deflagradas pela Operação Pecúlio realizou reunião na manhã desta segunda-feira, 30 de maio, quando ouviram um servidor para entender funcionamento da Secretaria de Obras.
O Vereador Nilton Bobato (PCdoB) explicitou “ouvimos o servidor para entender o funcionamento da Secretaria de Obras a fim de termos conhecimento técnico sobre o funcionamento da pasta para definirmos então quais serão as outras pessoas que vamos chamar para serem ouvidas”.
O Presidente da CPI, Vereador Dilto Vitorassi (PV), afirmou que “em cima das informações obtidas até agora pela comissão estão pegando o fio da meada da investigação, o caminho a ser traçado”.
O Presidente da CPI, Vereador Dilto Vitorassi (PV), já havia afirmado que a primeira análise será sobre as denúncias que envolvem a questão do asfalto e depois vão investigar as denúncias que envolvem o Fozhabita.
A CPI ouve dois ex-secretário de obras nesta quarta-feira, 1 de junho, às 10h, Cristiano Fure de França; Evori Patzlaf e também Luiz Carlos Medeiros. Conforme definido em ata pela Comissão, as oitivas serão abertas à imprensa, com ressalvas de que caso o depoente se oponha, será solicitada a saída da imprensa. Os parlamentares que integram a CPI são: Dilto Vitorassi (PV); Edílio Dall´Agnol (PSC) – relator e Nilton Bobato (PcdoB) – membro.

EBC fala em ajuste fiscal e suspende contratos que somam cerca de R$ 3 milhões

ebc-fala-em-ajuste-fiscal-e-suspende-contratos-que-somam-cerca-de-r-3-milhoes
EBC suspende contratos de pessoas jurídicas em razão de ajuste fiscal (Imagem: Divulgação)

A EBC conta que levantamento preliminar revelou déficit em torno de R$ 60 milhões no caixa da empresa. “Diante do quadro de severa restrição orçamentária, a nova direção da EBC decidiu suspender alguns contratos por 120 dias, até que seja melhor definido o tamanho do esforço financeiro necessário para adequar a empresa ao ajuste fiscal que a crise econômica impõe ao conjunto do governo Federal”, informou em texto.

De acordo com a EBC, só o contrato com a produtora e o apresentador do programa semanal ‘Espaço Público’, por exemplo, custa cerca de R$ 570 mil anuais. A empresa ressaltou, ainda, que neste primeiro momento estão sendo suspensos sete contratos com pessoas jurídicas, enquanto a direção reavalia a viabilidade de manter tais compromissos financeiros.

Delegacia de Homicídios solicita colaboração da população

Na data de 08 de maio de 2016, ocorreu uma dupla tentativa de homicídio, na Avenida Luiza Vancher, Bairro São Luiz.

A informação é de que as vítimas Cleber Luiz Veloso, 18 anos de idade, e Leomar Carlos Bottega, 25 anos de idade, o qual veio a óbito no dia seguinte ao fato, teriam saído de uma festa que ocorria nas proximidades do crime. No momento em que as vítimas transitavam com o veículo VW/Santana pela referida avenida, por volta das 5h40 da madrugada, um veículo GM/Astra, cor escura, teria perseguido as vítimas e emparelhado os veículos, mandando que as vítimas parassem o carro; oportunidade em que desferiram disparos de arma de fogo contra Leomar, o qual conduzia o veículo Santana e Cleber que ocupava o banco de passageiros.

Os autores que conduziam o veículo Astra, seriam dois rapazes, os quais aparecem no vídeo levantado pela delegacia de homicídios. Um indivíduo trajando: calça jeans, camiseta branca e boné branco com aba preta. Outro suspeito veste bermuda jeans, jaqueta de moletom azul e boné preto.

A Delegacia de Homicídios de Foz do Iguaçu está investigando o caso, mas pede ajuda da população que tenha qualquer informação sobre a identificação dos suspeitos. Para colaborar com as investigações, basta ligar para o telefone 0800-643-2977. A denúncia é anônima.

Lembrando ainda que, quanto mais detalhes forem repassados na denúncia, mais rápido a Polícia chegará nos envolvidos com o crime.
Faça sua parte, não se omita!

Veja o vídeo

Nova delegada assume o NUCRIA

DSCN1760

 Assumiu, a partir da última quarta-feira (25), o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de crimes – NUCRIA a nova delegada lotada na cidade, Dra. Iane Cardoso do Nascimento.

 A delegada possui ampla experiência no tratamento dos crimes apurados pela especializada, isto porque Dra. Iane Cardoso já atuou por um período de um ano e meio na Delegacia da Mulher e no Nucria da capital. A partir de 2011, a mesma assumiu como delegada adjunta na 17ª Subdivisão Policial de Apucarana, bem como acumulou função como delegada titular da Delegacia da Mulher que apurava inclusive crimes cometidos contra crianças e adolescentes, visto não ter sido implantado até o momento a especializada.  

A Dra. Iane Cardoso ressalta que o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes também é responsabilidade da família e da sociedade e que as denúncias precisam ser formalizadas para que as investigações tenham início, ressaltando, ainda, que nos casos de abusos sexuais a palavra da vítima assume um valor probatório diferenciado vez que os crimes contra a dignidade sexual normalmente são perpetrados sem a presença de testemunhas oculares.

FOZ DO IGUAÇU PODERÁ SER O TERCEIRO MAIOR PRODUTOR DE GOIABA DO PARANÁ

Com investimentos da secretaria municipal de Agricultura e da Emater, agricultores de Foz do Iguaçu estão apostando na produção da fruta pensando em valorização e crescimento

A goiaba é uma fruta originária da América tropical, possivelmente na área formada entre

o México e o Peru. No Brasil, tem sido mais cultivada em áreas quentes, mas se adapta quase que em todo território do país. A maior parte dos pomares está localizada no estado de São Paulo, e nas regiões às margens do rio São Francisco, nas cidades, pernambucana de Petrolina e baiana de Juazeiro. No Paraná, o norte pioneiro se destaca como maior produtor de goiaba. Carlópolis carrega o título de maior produtor de goiaba de mesa da América Latina e Foz do Iguaçu, na região oeste pode se tornar o terceiro maior produtor do Estado.

As fontes são da Emater que, constantemente, mantém instruções técnicas aos agricultores que resolveram apostar neste tipo de fruta, por ser de fácil cultivo e por se adaptar bem ao clima quente e às plantações planas. A árvore tem tronco tortuoso, que pode atingir de três a cinco metros de altura. Porém, há casos de o pé da fruta alcançar até oito metros. Sendo assim é importante a assistência técnica para orientar o produtor rural a cultivar da melhor forma, a evitar o uso de produtos químicos para combater as pragas da goiabeira.

Em Foz do Iguaçu, na região da Agrovila, alguns produtores se uniram para cultivar a fruta e plantaram 1.500 pés de goiaba em uma área que recebe incentivo e investimentos do município, em infraestrutura, irrigação, assistência, aplicação de calcário no solo e esterco para manter as mudas saudáveis, quando necessário. As mudas foram trazidas de São Paulo.

“Estamos trabalhando para dar todo suporte à agricultura familiar. Queremos que em breve o município seja o terceiro maior produtor de goiaba do Estado e que os produtores tenham mais uma oportunidade de renda”, disse o secretário municipal de Agricultura, Eduardo Spada. O município poderá destinar uma parte da goiaba verde para a agroindústria e a madura para o consumidor final, como já acontece com os pequenos produtores do Norte do Paraná.

Em parceria com a Emater, Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural, os técnicos visitam as propriedades semanalmente tirando dúvidas dos produtores, auxiliando nas plantações. O engenheiro Agrônomo Roberto Lolis é um dos responsáveis pela assistência à plantação das goiabas. Segundo ele, o município de Foz do Iguaçu apresenta boas condições para que o cultivo dê certo e para que futuramente venha a se destacar no mercado.

Temer escancara toda sua ‘renandependência’

Josias de Souza

Servidores ‘lavam’ a porta do gabinete do ministro da Transparência, Fabiano Silveira

Uma das prioridades do governo de Michel Temer deveria ser a restauração de uma noção mínima de coisa pública no Brasil. Mas a presença de um apadrinhado de Renan Calheiros no comando do ministério incumbido de combater a corrupção tonifica a impressão de que o governo não é capaz de saciar a fome de limpeza que está no ar.

As gravações em que o ministro Fabiano Silveira aparece orientando Renan sobre como driblar a Lava Jato ofereceram a Temer a oportunidade de corrigir um erro. Mas o presidente interino preferiu manter no cargo o auxiliar que ele jamais deveria ter nomeado. É como se Temer planejasse sua própria imolação.

Apresentaram-se várias alegações para justificar a sobrevivência de Fabiano na Esplanada. Mas o único motivo que realmente pesou só foi balbuciado longe dos refletores, em voz baixa: a exemplo do que sucedia com Dilma Rousseff, Temer não tem condições políticas de desagradar Renan.

Temer não percebera. Mas Fabiano, o afilhado do presidente do Senado, já havia se tornado um ex-ministro na véspera. Faltava apenas um ato que formalizasse o afastamento. A desmoralização de Temer cresceria na proporção direta da demora do presidente interino em mandar publicar no Diário Oficial a exoneração. Para sorte de Temer, os fatos demitiriam o ministro.

Ao indicar para líder do governo na Câmara o triplo-réu André Moura, um miliciano de Eduardo Cunha, Temer revelou-se um presidente pequeno, bem menor do que a crise que o assedia. Ao dobrar os joelhos diante de Renan Calheiros, Temer escancarou sua ‘renandependência’.

Diz-se no Planalto que a aliança com Renan, hoje o principal parceiro do governo no Congresso, ajudará a condenar Dilma no processo de impeachment. Resta saber o que dirá o asfalto quando decidir se pronunciar.

– Atualização feita às 20h15 desta segunda-feira (30): no início da noite, sentindo o chão fugir-lhe dos pés, o ministro Fabiano Silveira enviou carta de demissão ao Palácio do Planalto. Envolto numa rebelião dos servidores da pasta que deveria comandar, o preposto de Renan Calheiros foi demitido pelos fatos, não pelo presidente.