Arquivo mensais:agosto 2016

Polícia Civil e Militar prendem por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo

Desktop8

Na noite desta terça-feira (30), investigadores da Delegacia de São Miguel do Iguaçu e Policiais Militares realizaram a prisão de Marciano Merencio, 36 anos de idade, pela prática do crime de tráfico de drogas e a pessoa de Fabrício Bordignon, 35 anos de idade, por posse irregular de arma de fogo, na região central da cidade.

Informações chegaram as forças de segurança que um veículo Chevrolet/kadett estaria deixando determinada residência na Linha Cotiporã carregado de entorpecentes. Os policiais lograram êxito em localizar na região central da cidade determinado veículo, que ao avistar a viatura o condutor chegou a tentar empreender fuga abandonando o veículo, no entanto foi detido pela equipe. No interior do veículo foram localizados 281Kg (duzentos e oitenta um) de maconha.

Dando prosseguimento aos fatos, os investigadores se deslocaram até a residência em que o referido veículo teria saído, onde tiveram sua entrada franqueada pela companheira de Fabrício Bordignon. Nas buscas os policiais acabaram localizando uma pistola Taurus, calibre 380, municiada.

Diante dos fatos, os autores dos crimes foram encaminhados a Delegacia da Polícia Civil onde foi lavrado o flagrante delito, sendo posteriormente os autores encaminhados à carceragem de São Miguel do Iguaçu, onde permaneceram à disposição da justiça.

POLÍCIA CIVIL ELUCIDA CASO DE ROUBO Á MÉDICO DA CIDADE 

866064f3-d714-43b8-b703-a013acfd72a8

Na tarde desta terça-feira (30), investigadores da equipe Alfha/G.D.E, realizaram a prisão em flagrante pela prática dos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, de Clayton Olavo Guimarães, 37 anos de idade, no bairro Jardim Manaus.

A pessoa de Clayton Olavo Guimarães é um dos integrantes da quadrilha que realizou um roubo a um médico oftalmologista na última quinta-feira nesta cidade. No momento do roubo, cinco indivíduos adentraram na clínica localizada no centro, foi feito de refém o médico e as pessoas que ali se encontravam.  Posteriormente, um dos autores do crime levou o médico até a sua própria residência onde foi roubado além de dinheiro e joias uma Toyota/Hilux de propriedade da vítima.

As diligências iniciaram logo após o fato, ocasião em que os investigadores lograram êxito em localizar no mesmo dia do crime, a caminhonete roubada no bairro Jardim Polo Centro.

Já na tarde desta terça-feira, após intensas investigações, a equipe chegou até a pessoa de Clayton Olavo, o qual se encontrava em uma residência do referido bairro e no momento da abordagem policial este portava na cintura uma pistola, calibre .40 municiada com nove munições intactas. Buscas foram realizadas na residência onde foram encontrados ainda 890 gramas (oitocentos e noventa) de crack escondidos no forro e um carregador de outra pistola calibre 9mm municiados com 10 cartuchos.

Foram recuperadas também parte das jóias roubadas do médico. Além de Clayton Olavo, os investigadores já identificaram mais três homens como autores do crime. No momento as diligências prosseguem com a finalidade de localizar os outros envolvidos. O suspeito irá responder pelo crime de roubo, assim como, pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo de calibre restrito.

PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

Às 11h, a equipe da Rocam estava patrulhando a Avenida Mario Filho, quando avistou dois indivíduos em atitudes suspeitas. O maior de idade foi abordado, sendo encontrado em sua cintura uma pistola marca llama, calibre 9mm. O adolescente tinha uma mandado de apreensão e foi conduzido para a Delegacia do Adolescente.

CUMPRIMENTO DE MANDADO DE PRISÃO

Às 15h do dia 30, foi repassado através de denúncia anônima, que havia um indivíduo com mandado de prisão na avenida Mario Filho no Morumbi. A equipe abordou o rapaz e constatou que o mandado se referia ao crime contra a dignidade sexual, expedido pela comarca de Bento Gonçalves (RS).

Às 15h45, uma equipe da Rocam abordou um veículo com três pessoas na rua Amoreira na Vila A. Um deles tinha um mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Matelândia.

DESCAMINHO

Às 19h, policiais do pelotão de trânsito abordaram um veículo GM/Zafira na rua Bacalhau no bairro Profilurb. No interior do veículo havia 3 volumes de mercadorias oriundas do Paraguai. O material apreendido foi encaminhado para a Receita Federal.

POLICIAIS APREENDEM 281KG DE MACONHA EM SÃO MIGUEL DO IGUAÇU

Por volta  das 19h aproximadamente, foi repassado a informação que dois veículos estariam saindo da linha Cotipora sentido São Miguel do Iguaçu com entorpecentes, que seria um veículo Kadett e um Montana. Uma equipe visualizou o condutor do Kadett abandonando o carro em um posto de combustíveis, no entanto ele foi preso. O carro estava carregado com 13 fardos de substância análoga a maconha que posterior em pesagem totalizaram 281,5 kg.

Na continuidade foi deslocado até a residência onde estavam os veículos mencionados, sendo encontrada uma pistola calibre 380 com 7 munições.  Dentro do imóvel foram encontrados diversos celulares e documentos de outros veículos. Também foi apreendido um Toyota Corolla, uma moto Suzuki, e uma van Fiat/Ducatto.

ROCAM APREENDE 4 ARMAS

Por volta das 20h, a equipe da Rocam abordou um ônibus com destino a Porto Alegre, próximo ao posto da PRF. Uma mulher foi abordada e após a revista pessoal foram encontradas 4 pistolas que estavam amarradas ao seu corpo.

TAÇA FPF SUB 23 ENTRA NA FASE DECISIVA

A Portuguesa Londrinense joga no VGD no próximo domingo (4/9) às 11 horas enfrentando o time de Campo Largo, Andraus, na partida válida pelo primeiro mata-mata da Taça FPF Sub 23, com transmissão ao vivo pela Educativa do Paraná para todo o Brasil e também aqui na TV Educativa – canal 46 UHF – e na internet http://migre.me/umrnW.

Outras duas partidas do campeonato – que propiciará uma vaga na Série D em 2017 – serão no sábado – aqui o Foz do Iguaçu joga contra o Grêmio Maringá às 15 hs no Estádio ABC e o Apucarana recebe o Paranavaí às 15:30 hs.

Três equipes classificadas agora seguirão para a próxima fase, encontrando-se com o Operário Ferroviário (Ponta Grossa), que lidera o campeonato e não precisa disputar esta etapa da competição.

REDE PARANAENSE DE TELEVISÃO DEMITE SUA PRINCIPAL REPÓRTER NA FRONTEIRA

A RPC demitiu a jornalista Izabelle Ferrari, esposa do Rodrigo Becker, que saiu da cadeia nesta terça (30) após celebrar delação premiada no processo da Péculio. Quando a Pecúlio explodiu em 19 de abril do corrente ano, Izabelle foi afastada, semana passada demitiram-na.

PITACO: Izabelle era até então uma das mais competentes jornalistas em ação na fronteira. Sempre escalada para reportagens especiais repercutidas pela rede Globo via Brasil. Uma pena o ocorrido. Que sirva para reflexão no futuro, pois ela é jovem.

OS GORDOS DO RESISTÊNCIA NÃO PARAM DE COMER

Nesta quarta (31) me bati com os três gordos do resistência comendo num restaurante do centro. Estavam concentradíssimos no PF (prato feito). Primeiro eles anunciam o local no face, na sequencia passam a se servir até o comerciante se dar conta de que a “publicidade” realizada não traz nenhum retorno. Dispensados da “propaganda” eles focam em outro local para encherem as panças proeminentes, e assim vão levando a vida de “jornalista de facebook” (Bom dia ex-bagual!)
Como a página deles no face foi fechada (depois voltou toda mixuruca, sem curtidas…), cataram um grupo “fechado” na mesma rede. Neste grupo cometem todo tipo de danos morais. Falam um monte, não demora começam a aparecer as capivaras (não comestíveis…).
Nesta quarta me deram uma espinafrada no tal grupo, postagemdifamatória e injuriosa. Não ligo que falem de mim, só não tolero baixarias. Se fizer vou pra cima. O Pedrinho Rodrigues que o diga.
Vamos processar, inclusive a meia dúzia que curtiu. E não adianta deletar que foi feito print. Me aguardem…

RESUMO DA ÓPERA DA DILMA

A rigor, quem cassou a Dilma não foi o senado. Foi o Eduardo Cunha. O senado só chancelou. Para a obra de assepsia ficar completa tem que prender o Cunha e jogar a chave da cadeia no mato. Tá demorando…

O FATO DE DILMA NÃO PERDER OS DIRETOS POLÍTICOS…

Coube ao presidente do senado Renan Calheiros (PMDB) dar o tom da segunda votação que deixou de suspender os direitos políticos da defestrada Dilma Rousseff. Desta forma ela poderá voltar nas próximas eleições…
Renan é véiaco, colocou um pé na canoa do PT e outra na do PMDB. Esse é outro que tá demorando para fazer um “curso de leãozinho”…

LEXOTAM CONTINUA EM FALTA

Com as recentes delações da Pecúlio, neguinho tá chamando urubu de meu louro… Haja lexotam que acabou nas farmácias…

FALECIMENTOS

Faleceu nesta quarta (31) o ex-prefeito de Foz e ex-secretário de Segurança do Paraná e primeiro presidente e fundador da AMOR, Julio Werner. Nossos pêsames.

MORRE EX-GOVERNADOR JAIME CANETE JÚNIOR

Também falaceu em Curitiba o ex-governador do Paraná (1975/1979), Jaime Canet Junior, 92 anos. Beto Richa declarou luto oficial.
Doutor Jaime foi um dos grandes homens públicos do Paraná. Empresário bem sucedido, um grande empreendedor. Fez muitas coisas pelo Paraná. À maioria das grandes rodovias do Estado foi ele que fez. Político limpo e honrado, raro nos dias atuais.
Deixa três filhos, duas mulheres e um filho, o doutor Jaime Canet Neto, que cuida da rede Devillle de Hoteis. Tive a honra de trabalhar com a família Canet quando gerenciei o hotel Deville de Curitiba (Comendador Araújo 110), no início dos anos 90. Minhas condolências à família enlutada.

 

 

Vice-procuradora-geral da República pede demissão depois de dizer que Temer está sendo delatado e de chamar o impeachment de golpe

 Ela Wiecko Volkmer de Castilho, ex-vice-procuradora-geral da República (Foto: STF)Ela Wiecko Volkmer de Castilho, ex-vice-procuradora-geral da República (Foto: STF)

Ricardo Noblat

Primeiro ela apareceu em um vídeo exibido na TVT, a TV dos Trabalhadores, ligada à CUT. Ajudava a segurar uma faixa onde estava escrito “Fora Temer” durante uma manifestação, em junho último, em Portugal liderada pelo acadêmico Boaventura de Sousa Santos, professor da Universidade de Coimbra. Mas a presença dela não foi destacada pela TVT. Somente quando o vídeo caiu na internet foi que amigos e desafetos dela a identificaram.

Depois foi a entrevista concedida, ontem, à VEJA e postada no site da revista. Ali, entre outras coisas, Ela Wiecko Volkmer de Castilho, vice-procuradora-geral da República, confirmou que era ela mesma a mulher que ajudava a sustentar a faixa; chamou de golpe o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e revelou que o presidente interino Michel Temer está sendo delatado.

“Eu estava de férias [em Portugal], em um curso como estudante. Não posso pensar nada? Não posso ter liberdade de manifestação? Isso é um pouco exagerado. Fui discreta, estava junto, e não tive protagonismo maior”, justificou-se a vice-procuradora-geral. Sobre o impeachment, comentou: “Eu acho que, do ponto de vista político, é um golpe, é um golpe benfeito, dentro daquelas regras”.

Quanto a Temer: “Eu estou incomodada com essas coisas que estão acontecendo no Brasil. Acho que não foi da melhor forma possível. E pelas coisas que a gente sabe do Temer, não me agrada ter o Temer como presidente. Não me agrada mesmo. Ele não está sendo delatado? Eu sei que está. Eu não sei todas as coisas a respeito das delações, mas eu sei que tem delação contra ele”.

Poucas horas depois da divulgação da entrevista, Ela Wiecko pediu demissão a Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República. Recentemente, o marido de Ela, Manoel Lauro de Castilho, protagonizou outra polêmica. Ele era um dos assessores do ministro Teori Zavascki, relator dos processos do petrolão no Supremo Tribunal Federal. Demitiu-se após a descoberta de que assinara um manifesto em favor de Lula.

Ela Wiecko assumiu a vice-procuradoria-geral da República em 2013. Dilma quis fazê-la procuradora-geral da República, mas Janot contava com o apoio de um maior número de procuradores. Ela Wiecho acabou como vice por pressão de Dilma. Comandou até ontem a “Operação Acrônimo”, cujo alvo principal é o governador Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais, companheiro de cela de Dilma na época da ditadura militar de 64.

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) suspeitam que Ela Wiecko tenha vazado para a imprensa informações sobre as delações à Lava-Jato de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras, e Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS. Faz parte da delação de Machado uma conversa gravada por ele com o ex-presidente José Sarney. Machado critica duramente cinco ministros do STF.

Pinheiro, em um dos anexos de sua delação, sugere que ajudou o ministro Dias Tóffoli, do STF, a reformar sua casa em Brasília. Ao sair em defesa do colega, o ministro Gilmar Mendes afirmou que a delação de Pinheiro só podia ter sido vazada pelo Ministério Público. Janot negou, mas suspendeu as negociações em torno da delação que comprometeria Lula, Dilma e os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e José Serra (PSDB-SP).

Não se sabe, até aqui, se Temer foi também delatado por Pinheiro ou por outra pessoa. Sabe-se que o vídeo da TVT e a entrevista de Ela Wiecko caíram como uma bomba dentro do STF e do Palácio do Planalto. Tanto mais porque, hoje, a sorte de Dilma será decidida. Teme-se que a revelação feita pela ex-vice-procuradora-geral que envolve Temer possa ser aproveitada pelo PT para tentar tumultuar a sessão do Senado marcada para logo mais.

 

Guerrilheiro de gogó

reqtriciclo
O comandante em seu carro de combatel

Rogério Distéfano

O SENADOR ROBERTO REQUIÃO, em tão raro quanto iluminador discurso, ameaçou o Brasil com a “guerra civil” após o impeachment de Dilma. Devemos ouvir o senador Requião, ele entende do assunto ‘guerra civil’. Na quase guerra civil pós 1964 – que descambou em guerrilha de fancaria – o jovem advogado Roberto Requião saiu da universidade onde fora líder da esquerda. Engajou-se na guerra civil como seus contemporâneos José Dirceu, José Genoíno, José Aníbal e a presidente Dilma Rousseff? Não, a guerra civil ele faz no gogó.

Enquanto os contemporâneos pegavam em armas, sequestravam embaixadores, assaltavam bancos, desapareciam nos porões e apanhavam dos torturadores, Requião estava no bem-bom do Rio de Janeiro, cursando urbanismo (não confundir com urbanidade, que ele não conhece) na Fundação Getúlio Vargas. Na volta, enquanto fervia a repressão, o hoje senador instalou-se atrás do balcão d’A Nacional, a loja de móveis da família. A ‘guerra’ estava tão longe de seus olhos quanto perto de seu coração. Atesto que vi e ouvi de perto o guerrilheiro de balcão.

O pau comendo na guerrilha do Caparaó e o advogado-comerciante, mais vice que versa, manteve-se guerrilheiro de gogó. Seu aparelho foi montado no Jan Gil, boteco-pizzaria da esquerda festiva e dos radicais alienados – funcionava na sobreloja do edifício Ana Cristina, Praça Osório. Ali Requião cativava protocompanheiros petistas e protocompanheiras do grelo duro. Chegada a democracia, aí sim, Requião agarrou o bastão de comando, reuniu a tropa, passou a agitar a periferia e patrocinar ocupações.