Paulo McD representa jornal Primeira Linha

Deferindo representação do jurídico da coligação do Paulo McD, o juiz eleitoral Geraldo Dutra da 204ª Zona Eleitoral, recomendou que os exemplares do jornal Primeira Linha (editado nas últimas horas) parem de ser distribuído gratuitamente. A matéria abordou a situação eleitoral do Paulo McD, que como todos sabem está com a sua candidatura a prefeito por Foz do Iguaçu impugnada. Mas, como neste país ainda prevalece o entendimento de que ninguém pode ser considerado culpado até o trânsito em julgado, Paulo interpôs recurso ao TSE que deverá dar a última palavra neste imbróglio.
A grande verdade é que essa situação causou uma grande celeuma nos meios políticos. Quero crer que uma boa parcela dos eleitores devem estar confusos e inseguros com a presente situação, inusitada, diga-se de passagem. Quem venham os votos neste domingo. Exerça sua cidadania. VOTE!

EXEMPLARES DO TRIBUNA POPULAR FORAM APREENDIDOS 

Essa mesma justiça eleitoral mandou apreender exemplares do jornal Tribuna Popular que estavam sendo distribuídos gratuitamente nos semáforos da cidade. Segundo  a PM apurou a Jacira Camboim  foi a responsável pela coordenação da distribuição direto do comitê do PDT do Paulo McD.

O DEBATE

Me perguntam o que achei do debate da RPC nesta quinta (30). Respondo: não achei nada.
A rigor o que vimos ali foi uma radiografia desfocada de nossos postulantes ao Executivo Municipal. Eles são aquilo que  nós vimos. Pródigos em promessas, à maioria mirabolantes, sem nenhuma chance de dar certo, por óbvio.
Foz do Iguaçu, decididamente, merece coisa melhor, mas isso pode ter que esperar décadas. Ainda somos incipientes na arte de gestar políticos expressivos com visão futurista. Estamos longe disso.
Ao analisarmos a história política da terra veremos que, praticamente todos os prefeitos que passaram pelo Palácio das Cataratas, acabaram na sequencia enrolados com a Justiça e com realizações aquém das necessidades da população.
Nenhum deles, repito, nenhum, deixou um grande legado de moralidade e empreendedorismo. Foram todos para a vala comum da mediocridade, carregando no currículo condenações, à maioria por improbidades administrativas e com os direitos políticos suspensos. Quando surge um candidato que ufana-se de ser o novo, traz atrelado o velho dessa mesma política. E o pior de tudo isso é que alguns destes protagonistas, na maior cara de pau, querem voltar ao poder, subestimando a inteligencia do povo. Aqui cabe uma pergunta: nosso povo tem inteligência suficiente para discernir o certo do errado nas lides políticas? Responda se puder.
O que se nos parece é que ainda está para nascer um político que Foz do Iguaçu merece. Desgraçadamente.

Resumo da ópera: Neste domingo Foz do Iguaçu irá às urnas com o atual prefeito preso acusado de corrupção, e um vereador, ex-presidente do legislativo, também preso por corrupção. Que tristeza minha gente. Decididamente Foz do Iguaçu não merece isso.

Uma ideia sobre “Paulo McD representa jornal Primeira Linha

  1. Nilton

    Já falei e volto a repetir: a política brasileira não é compatível com pessoas normais. Eu conheci dois ex-prefeitos da cidade que hoje estão longe dos holofotes. Um é engenheiro e o outro é empresário. Considero-os bons prefeitos. Pessoas normais que não voltam para o executivo nem se fosse pela Mega da Virada! E pq? Pq a política é para quem tem fome de poder e não para quem quer ajudar a cidade. Esses dois deram a sua contribuição e tá bom, pois não vivem disso. O problema é que tem MUITO desocupado na cidade que não faz outra coisa se não política e há décadas. E mesmo assim o povo vota! Foz caminha para um prefeito político de carreira ex-pseudo comuna e um vice que mal sabe falar português. Imagine uma comitiva da Finlândia chegando por aqui?! Que tristeza!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *