Melquisedeque, réu da operação Pecúlio, ganha a liberdade depois de fazer delação premiada

download-2
Melque ganhou liberdade depois de delatar

São 15h26m desta segunda (31) e o então preso da operação Pecúlio Melquisedeque da Silva Correa de Souza, o “Melque”, acaba de deixar a carceragem da Polícia Federal em Foz do Iguaçu O alvará de soltura foi expedido pela 3ª vara criminal federal depois do Melque celebrar delação premiada no âmbito da operação Pecúlio. Melque estava preso desde 19 de abril do corrente ano quando a Pecúlio foi desencadeada.
Como existia também uma prisão preventiva decretada contra ele na Justiça Estadual, presume-se que ele também celebrou delação premiada junto ao GAECO e 1ª vara criminal da comarca onde corre o processo relacionado a Tecnologia da Informação onde ele atuava antes de ser preso. Melque foi preso em 2015 pelo GAECO por supostas fraudes detectadas no recolhimento do ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis.

PITACO: Pode ser essa a delação mais explosiva da Pecúlio. Na sequencia pode vir mais curso de leãozinho…
A Pecúlio é a Lava Jato da fronteira.

PITACO II: Haja lexotam…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *