Arquivo mensais:outubro 2016

Melquisedeque, réu da operação Pecúlio, ganha a liberdade depois de fazer delação premiada

download-2
Melque ganhou liberdade depois de delatar

São 15h26m desta segunda (31) e o então preso da operação Pecúlio Melquisedeque da Silva Correa de Souza, o “Melque”, acaba de deixar a carceragem da Polícia Federal em Foz do Iguaçu O alvará de soltura foi expedido pela 3ª vara criminal federal depois do Melque celebrar delação premiada no âmbito da operação Pecúlio. Melque estava preso desde 19 de abril do corrente ano quando a Pecúlio foi desencadeada.
Como existia também uma prisão preventiva decretada contra ele na Justiça Estadual, presume-se que ele também celebrou delação premiada junto ao GAECO e 1ª vara criminal da comarca onde corre o processo relacionado a Tecnologia da Informação onde ele atuava antes de ser preso. Melque foi preso em 2015 pelo GAECO por supostas fraudes detectadas no recolhimento do ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis.

PITACO: Pode ser essa a delação mais explosiva da Pecúlio. Na sequencia pode vir mais curso de leãozinho…
A Pecúlio é a Lava Jato da fronteira.

PITACO II: Haja lexotam…

Acidente com ônibus deixa 20 mortos e vários feridos no Paraná

acidente_cafezal_do_suljpg_610x340
Acidente entre caminhão e ônibus bateram na PR-323, em Cafezal do Sul (PR)

Batida ocorreu na PR-323, em Cafezal do Sul, nesta segunda-feira (31).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 19 morreram carbonizados.

Ao menos vinte pessoas morreram e várias ficaram feridas após uma acidente entre um ônibus e um caminhão na rodovia PR-323, em Cafezal do Sul, no noroeste do Paraná, na manhã desta segunda-feira (31). A informação dos óbitos foi confirmada pelo aspirante Felipe Pacheco, do Corpo de Bombeiros de Umuarama. Dez pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas ao hospital Cemil. Veja a lista com os nomes dos feridos no fim da matéria

Leia mais 

Com ‘chora capeta’, Silas Malafaia comemora eleição de Crivella

Um dos expoentes da bancada evangélica, Crivella obteve 59% dos votos válidos contra 40% de Freix

Com 'chora capeta', Silas Malafaia comemora eleição de Crivella

Com ‘chora capeta’, Silas Malafaia comemora eleição de Crivella © REPRODUÇÃO / TWITTER

O pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, se exaltou no seu perfil oficial do Twitter neste domingo, 30, ao comemorar a vitória do bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, Marcelo Crivella (PRB) à prefeitura do Rio de Janeiro nestas eleições. Com manifestações que vão desde “Parabéns Cristãos” a “Chora capeta”, “Crivella venceu a intolerância, preconceito, manipulação jornalística, e o melhor, a esquerda comunista”, ele não poupou críticas ao PSOL, do candidato derrotado Marcelo Freixo (PSOL).

Um dos expoentes da bancada evangélica, Crivella obteve 59% dos votos válidos contra 40% de Freixo. Sobrinho do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, o prefeito eleito da capital fluminense contou com amplo apoio dos eleitores evangélicos e é o primeiro nome do PRB a assumir uma das principais capitais do País.

Desde 2010, Malafaia e Edir Macedo estavam de lados opostos nas eleições, mas com a disputa contra o PSOL, o presidente da Assembleia de Deus não deixou de comemorar a vitória de Crivella. Com informações de Estadão Conteúdo.

 

Felipe Borges, Ana Sátila e Pepê conquistam ouro no Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom 2016

images-1

Instituto Meninos do Lago tem maior número de pontos na competição

O atleta iguaçuense Felipe Borges, do Projeto Meninos do Lago, garantiu a medalha de ouro no C1 masculino sênior (canoa), no Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom 2016, disputado neste fim de semana, no Canal Itaipu, em Foz do Iguaçu. Ana Sátila, do Instituto Meninos do Lago, faturou seu oitavo título na competição pelo k1 (caiaque) feminino sênior e também no C1 feminino. Já Pedro Gonçalves, o Pepê, que treina no Canal, conquistou o hexa campeonato no K1 masculino. No C2 masculino sênior, a dupla vencedora foi Cassiano Alfredo e Welington Munhoz.

Um grande público compareceu para prestigiar a competição desde sexta-feira, 28, quando começaram as provas da segunda divisão. Neste domingo foram disputadas as semifinais e finais de K1, C1 e C2 das categorias menor, júnior, sênior e máster na primeira divisão. Os primeiros campeões brasileiros definidos no dia foram Adriano Lourenço e Thiago Zewes Fertosa, da IMEL, pelo C2 Masculino Júnior. Os atletas, naturais de Foz do Iguaçu, ficaram satisfeitos com desempenho. “Ganhamos algumas provas na categoria Iniciante, agora competindo na Oficial as dificuldades e o nível técnico aumentam. Felizmente conseguimos levar a medalha de ouro”, diz Adriano Lourenço.

Favoritismo confirmado
Ana Sátila confirmou seu favoritismo vencendo com facilidade no C1 feminino a atleta da APEN (Associação Pirajuense de Esportes Náuticos), Beatriz de Paula Simões Motta, que terminou a prova em segundo lugar e Omira Neta, irmã de Ana Sátila, completou o pódio. Sátila ainda garantiu ouro pelo K1 feminino sênior pela oitava vez em sua carreira “Estou muito feliz, estava muito leve, fiz uma boa prova e contente por ganhar aqui no Canal Itaipu representando o Instituto Meninos do Lago” diz Ana.

Omira Neta também garantiu sua segunda medalha do dia ao sagrar-se campeã pelo K1 feminino Júnior. No K1 feminino menor, a campeã brasileira foi Sabrina Bueno, da Associação Pirajuense de Esportes Náutios (APEN).

Na modalidade com maior número de embarcações o K1, atletas de Piraju venceram em três das quatro categorias disputadas. Pela categoria menor o atleta Jefferson Ferreira foi o campeão com o tempo de 168.81 segundos. No K1 masculino júnior, o grande campeão foi Daniel Negrão, que garantiu o ouro ao terminar a prova com o tempo de 93.06. Guilherme Rodrigues foi o segundo mais rápido (97.48) e Lucas Boretti o terceiro colocado (147.96).

Pepê

Pedro Gonçalves conquistou o ouro no K1 masculino sênior pela sexta vez na carreira e mantém o bom desempenho que apresentou nos Jogos Olímpicos Rio 2016. “É sempre bom ter o gostinho da vitória; este ano foquei nos Jogos Olímpicos, fiz meu máximo mesmo fora da minha melhor forma” comenta Pepê. Completaram o pódio os canoístas Anderson Oliveira e Fábio Rodrigues com prata e bronze respectivamente. Na categoria máster o campeão foi Enio Winkler, de São José do Rio Pardo, São Paulo. Thiago Ganeo conquistou a prata, e Gustavo Gozzo, o bronze.

O campeão brasileiro do C1 masculino menor foi o atleta da Associação de Canoagem de Piracicaba (ASCAPI) Lucas Moreton. No C1 masculino Júnior a disputa pelo primeiro lugar foi muito apertada, Gustavo Selbach Júnior conquistou o lugar mais alto do pódio ao terminar sua descida em 100.95 segundos, Denis Quellis ficou em segundo com apenas 2 segundos de diferença, Willian Oliveira completou o pódio da prova. “Gosto muito de competir aqui no Canal Itaipu. Já é a terceira competição que eu participo. É sempre bom remar aqui em Foz”. No C1 masculino sênior o atleta olímpico Felipe Borges venceu a prova mais disputada do evento.

A última prova do dia foi o C2 masculino sênior. Os atletas Cassiano Alfredo e Wellington Munhoz ficaram no lugar mais alto do pódio. Maicon Borba e Carlos Silva ficaram com a prata e os irmãos gêmeos Wallan e Weltton Carvalho terminaram na terceira colocação.

Avaliação
De acordo com João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, o campeonato mostrou a evolução e o crescimento das categorias juniores. “Há uma nova safra de atletas com um bom desempenho e isso ficou claro no evento”.

Para o superintendente de Comunicação da Itaipu Binacional, Gilmar Piolla, o evento superou as expectativas e reforçou ainda mais os laços da empresa com a canoagem. “São 10 anos de atividades, competições e parcerias que mudaram o status da modalidade. Iniciamos em 2006, com a reforma do canal e o licenciamento para uso esportivo. Depois com a implantação do projeto social, também sediamos eventos nacionais e internacionais que entraram para a história da Canoagem Brasileira”.

Premiação por equipes

O Campeonato Brasileiro de Slalom não se resume apenas às disputas dos atletas, as oito associações participantes do evento também disputavam ponto a ponto o título de campeã brasileira por equipes. A associação anfitriã Instituto Meninos do Lago (IMEL) foi a grande vencedora com a pontuação de 1.985. A APEN (Associação Pirajuense de Esportes Náuticos) foi a segunda colocada com 1.450 e a Associação de Canoagem e Piracicaba (ASCAPI) conquistou a terceira colocação.

Esporte aliado à natureza

O canal onde são praticados os treinos e competições de Canoagem Slalom é também um local para a procriação de espécies aquáticas. Enquanto os canoístas davam um show na água, cardumes de peixes faziam o caminho inverso dando um espetáculo à parte. Para Carla Canzi, gerente de divisão do reservatório da Itaipu Binacional isso é uma amostra de que o canal artificial é uma compatibilização de uso altamente sustentável.

“Esse foi um momento de beleza para a pessoa leiga, mas para nós que estamos em uma longa caminhada de estudos só demonstra que a prática da canoagem pode coexistir no mesmo espaço que os peixes, mostrando o quão sustentável é o canal”.  O Canal Itaipu faz parte do Parque da Piracema, complexo construído para a procriação de peixes, onde já foram catalogadas mais de 200 espécies.

O Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom foi realizado pela Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e Academia Brasileira de Canoagem (ABraCan); patrocínio oficial do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, GE do Brasil e Itapu Binacional.

Sincericídio conjugal

Leiam o que publicou a coluna Painel, da Folha:

“Em uma das visitas ao marido, Isabela Odebrecht ouviu de Marcelo: ‘Nossa, foram presos uns caras barras-pesadas aqui’.

A mulher do empreiteiro pareceu responder sem pensar, segundo pessoas com acesso à carceragem da PF: ‘E você acha que é o que para estar aqui?’.”

Sincericídio conjugal.

SONECAS 

Por conta de desentendimentos com os colegas, Marcelo Odebrecht voltou a ficar sozinho em uma cela na carceragem de Curitiba. Os outros presos reclamam que ele anda muito emotivo, principalmente após receber visita de familiares. O hábito de se exercitar bem cedo também incomodava os companheiros.

DH elucida crime minutos após o homicídio

20161028_105528

Na madrugada desta sexta-feira (28), a Delegacia de Homicídios Polícia Civil realizou a prisão em flagrante de Dorcivaldo Moreira da Silva, 44 anos de idade, no bairro Campos do Iguaçu, pela suspeita da prática do crime de homicídio qualificado (feminicídio).

Por volta das 4 horas da manhã, Investigador de Polícia plantonista foi acionado para atender um crime, na rua Capibaribe, ao lado do Barracão de Reciclagem. No local, encontrava-se o corpo de Margarida Estela dos Santos com várias lesões de cortes na face. Ainda foi possível constatar varias pegadas de sangue entre o corpo da vítima até uma porta de acesso ao barracão, o qual dava entrada a uma sala trancada com correntes onde foi localizado o autor do crime que apresentava sinais de embriaguez, sendo encontradas próximas a ele duas calças com manchas de sangue. Apurou-se que o suspeito e a vítima mantinham relacionamento afetivo e as brigas entre o casal eram frequentes.

Segundo o Delegado da Especializada, Dr. Carlos Eduardo Pezzette Loro, o rápido esclarecimento do crime se deu devido ao ótimo trabalho realizado pelo Investigador plantonista no local do crime, que mesmo sem testemunhas presenciais, conseguiu angariar elementos suficientes para a prisão em flagrante.

Diante dos fatos, Dorcivaldo foi encaminhado a Delegacia da Polícia Civil, onde foi ouvido pela Autoridade Policial que lavrou o flagrante delito pela prática do crime de homicídio qualificado. O autor do delito se encontra na carceragem provisória da 6ª Subdivisão Policial a disposição da justiça.

A conexão Uruguai da família Lula

IstoÉ

Lava Jato investiga se mansão em Punta Del Este pertence ao ex-presidente petista. Esquema seria semelhante ao do tríplex no Guarujá e ao do sítio em Atibaia. Seu filho caçula, depois de implicado por delatores da Odebrecht, já arrumou um emprego no país vizinho

A conexão Uruguai da família Lula

lula

As investigações sobre o patrimônio oculto do ex-presidente Lula ultrapassaram as fronteiras do Brasil. Depois de identificarem ligações do ex-presidente com imóveis suspeitos em solo nacional, como o tríplex no Guarujá, o sítio em Atibaia e uma cobertura em São Bernardo do Campo, procuradores do Ministério Público Federal (MPF), integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato, apuram se uma mansão em Punta Del Este, no Uruguai, pertence a Lula. A investigação foi iniciada em agosto. O esquema seria semelhante ao adotado pelo petista para as outras propriedades utilizadas por ele no Brasil. No modus operandi tradicional, os imóveis ficam registrados em nome de empresários amigos. Em troca de benesses e tráfico de influência no governo ou fora do País, Lula se transforma no dono real desses imóveis, com poder para deles usufruir quando bem entender, determinar quem entra e sai e até mesmo promover caríssimas reformas, mesmo que oficialmente as propriedades não figurem em seu nome. O que ISTOÉ revela agora é que essa prática se repetiria no Uruguai. Neste caso, a mansão – segundo colaboradores do Ministério Público Federal que estiveram em Punta Del Este – pertenceria a uma offshore ligada ao empresário Alexandre Grendene Bertelle, um dos donos da indústria de calçados Grendene e que, no Uruguai, é proprietário de um sem-número de casarões – entre os quais uma suntuosa casa na rua paralela à do imóvel suspeito de ter ligações com Lula – e sócio de empreendimentos bem-sucedidos como o Hotel e Cassino Conrad.

Leia mais