Polícia na cola de 18 pessoas monitoradas por tornozeleira eletrônica no Paraná

Entre os alvos da operação estão detentos que respondem pelos crimes de furto, roubo, tráfico de drogas, estupro, por falta de pagamento de pensão alimentícia e até homicídio.

Foto: Gerson Klaina

O dia começou muito cedo para várias equipes policiais nesta quinta-feira (24), na quarta fase da Operação GPS. Dos 18 mandados de prisão, pelo menos 16 pessoas que descumpriram as normas do uso de tornozeleiras eletrônicas foram presas em Curitiba, na Região Metropolitana, Litoral e em cinco cidades do interior do Estado: Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Apucarana.

Os dois foragidos são Adnilson Moreira da Silva, que responde por homicídio em Londrina, e Paulo Rodrigo da Silva Nascimento, que no passado foi preso por furto em Curitiba. Eles continuam procurados pelas forças de segurança do Paraná.

Leia mais 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *