Categorias
outros

ESPAÇO DO LEITOR QUE FALA SOBRE ITAIPU

Prezado Linguaditrapo
Após a explosão atômica causada pela Lava-Jato, que derrubou “Dilma-Sapiens” da presidência da república, os Ptistas que não foram presos começaram a fugir do epicentro da radiação.  O instinto de sobrevivência determinou o silêncio desses insetos que permaneceram pendurados nas estatais.
 
Aqui na terra das Cataratas do Iguaçu, não é diferente.  Os que não escoaram para outro partido como chorume, permaneceram amarfanhados nas tripas da Itaipu que há muito deixou de produzir energia barata e se especializou em patrocínios (Revista Piauí, 23 de agosto de 2017).
 
Além dos patrocínios a binacional também alimenta a pandilha que restou do PT.  Na Diretoria Administrativa remanesce Adriano Bardou Martins, histórico ativista, hoje superintendente das  relações trabalhistas e que, dependendo da hora, se traveste de vermelho ou de verde oliva, para  agradar à diretoria da ocasião e manter o polpudo salário.
 
A mediocrize se alastra na binacional como febre amarela se espalha no Brasil.  Há pouco um careca PTista de duvidosa competência para turismo, passou a  responder pela coordenação do turismo.  Tudo faz lembrar da personagem de Eça de Queiroz: “Pacheco não deu ao seu país nem uma obra, nem uma fundação, nem  um livro, nem uma ideia.  Pacheco era entre nós superior e ilustre unicamente porque tinha um imenso talento…  O talento imenso de Pacheco ficou sempre calado, recolhido, nas profundezas do Pacheco”.  Por lá a meritocracia está sendo medida pelo poder de salivação  no escroto, e novamente: às favas com energia barata!
 
Mas eis que em breve futuro o sol raiará para a administração.  É que o probo João Pereira, sim,  aquele que lambia as sandálias e os passos do Edésio, falecido coronel do PT, irá retornar com suas alegorias, agora para ser diretor do carnaval.  Na comissão de frente o João-honesto possui em seu histórico ter “dado um jeitinho” para garantir mais de cem mil reais quando se aposentou para de beneficiar do PDV, plano de demissão voluntária.  Como mestre-sala e porta-bandeira o conspícuo Pereira ostenta duas ações trabalhistas ajuizadas contra a Itaipu Binacional, mas que, solerte, retirou da justiça para desfilar como novo diretor.  Afinal, não pegaria bem ser reclamante e reclamado no mesmo processo.
 
As baratas vão bem, a mediocridade também e PT saudações.
 
Antônio Felipe M. Rodrigues
PITACO: Sempre que se fala em Itaipu me vem a mente ás postagens, em grupos de whassap,  da Patricia Patrícia Iunovich (responsável pela comunicação da usina) que juntou-se ao jornalista Aluízio Palmar para perguntar se o Língua havia sido preso. Não, não fui preso. Quem poderá ser presa a qualquer momento é uma senhora (de Foz do Iguaçu) que casou com uma magnata do Paraguai e foi citada no vídeo sobre lavagem de dinheiro, postado recentemente neste espaço. Disse o vídeo que lavaram US$ 30 milhões do crime organizado.
Compartilhe isto...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

1 resposta em “ESPAÇO DO LEITOR QUE FALA SOBRE ITAIPU”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *