Arquivo mensais:janeiro 2018

Ministro do STJ nega habeas corpus de Lula contra prisão

Defesa do petista queria revisão da decisão do TRF4 de que ele seja preso para cumprimento de pena após julgamento de recurso no tribunal

O ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou na noite desta terça-feira, liminarmente, o habeas corpus preventivo da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a possibilidade de que ele seja preso após o julgamento de recursos contra sua condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

CAZUZA É CHEGADO NUMA MENTIRA

Abaixo as informações sobre o candidato Cazuza na Justiça Eleitoral.

Note-se que ele informou ser detentor de curso superior. Uma deslavada mentira. Aliás, quando ele se matriculou na Unila e cursou uma meia duzia de aulas teria recebido na época um notebook que é fornecido aos alunos graciosamente para ajudar nos estudos. Detalhe: Para aqueles que estudam e concluem os cursos.
Mas como o Cazuza não concluiu picirica nenhuma, e saiu por aí mentido adoidado que era “dotô”, lícito concluir que não devolveu o equipamento. Ou devolveu? Língua que é especialista no “safo” acha que não. Para tirar a dúvida basta a PF fazer um visitinha a Unila. Se não devolveu poderá responder mais uma bronca federal.

PS: A pena cominada para o crime de falsidade ideológica (Artigo 299 do CPB) é de um a cinco anos e multa. Ao dizer que é formado em curso superior Cazuza praticou esse crime. Babau “safo”.

JOSE DE OLIVEIRA REIS NETO – VEREADOR – PSL / PT / PROS / PTC / PMB – FOZ DO IGUAÇU – PR

JOSE DE OLIVEIRA REIS NETO se candidatou ao cargo de VEREADOR na cidade de FOZ DO IGUAÇU aparecendo na urna como JOSE REIS CAZUZA fazendo uso do número 90123.

Sua candidatura foi pelo PROS-PARTIDO REPUBLICANO DA ORDEM SOCIAL através da coligação PSL / PT / PROS / PTC / PMB – REAGE FOZ. Tem como atividade BANCÁRIO E ECONOMIÁRIO e nasceu em 22/05/1963 .

Seu grau de instrução é SUPERIOR COMPLETO e seu estado civil SEPARADO(A) JUDICIALMENTE. Insc: 032736490655 . Email: cazuza.foz@gmail.com [endereço encriptado no código-fonte]. Seu requerimento de registro de candidatura se encontra DEFERIDO. Resultado da votação: NÃO ELEITO.

FONTE

PITACO: Nossos comentários sobre este indivíduo tem o propósito de mostrar quem de fato ele é.

 

Justiça nega pedido de Carli Filho para transferir júri popular de Curitiba

Defesa de ex-deputado alega parcialidade de jurados e ‘fortes indicativos de comoção social e intranquilidade’ durante julgamento na capital.

Justiça nega pedido de Carli para transferir julgamento de Curitiba (Foto: Reprodução/RPC)

Justiça nega pedido de Carli para transferir julgamento de Curitiba (Foto: Reprodução/RPC)

O desembargador Naor R. de Macedo Neto negou, nesta terça-feira (30), o pedido liminar da defesa do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho para que o júri popular seja transferido de Curitiba. Carli é acusado de dirigir embriagado e matar dois jovens em um acidente de trânsito em 2009.

O júri popular está marcado para os dias 27 e 28 de fevereiro. A defesa do ex-deputado argumenta que os jurados são parciais, “diante da existência de campanha publicitária/política em desfavor do acusado”.

Argumenta, ainda, que “há fortes indicativos de comoção social e intranquilidade na comunidade local, atraindo o interesse da ordem pública”.

Para o desembargador convocado como relator, porém, os argumentos da defesa de Carli não são suficientes. Naor diz que “não se pode dizer que a divulgação dos fatos pela mídia e eventual comoção social possam comprometer a parcialidade dos jurados”.

Para Naor, também “não restou demonstrado, em sumária cognição, nenhum fato concreto e objetivo que aponte eventual mácula na isenção dos jurados, baseando-se o pedido da defesa em meras conjecturas ou suposições”.

O desembargador escreve também que Curitiba, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem 1.908.359 pessoas e que é a capital do Paraná. “(…) portanto, com multiplicidade de pessoas capacitadas à função de jurado”, afirma.

Na decisão, Naor ainda chamou os “inúmeros recursos” da defesa do ex-deputado de “afronta ao princípio constitucional da moralidade”.

“Outrossim, cabe ressaltar que na ação penal em comento, a sabida interposição de inúmeros recursos pela defesa desvirtua o sentido do princípio constitucional da ampla defesa e afronta ao princípio constitucional da moralidade”, pontua.

Por isso, nesta terça-feira, o desembargador decidiu que não há razões para a transferência. ” (…) não há nenhum elemento concreto apresentado pela defesa que afaste as condições da Comarca de Curitiba para a realização do Júri”, finaliza.

Agora, três desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) devem discutir, novamente, o mérito do pedido da defesa.

Denarc/Foz apreende mais de 12 mil munições de uso restrito em carro

Além das munições, policiais apreenderam cinco silenciadores de armas e mil comprimidos de estimulante sexual

   
A Denarc (Divisão Estadual e Narcóticos apreendeu na tarde de segunda-feira (29) mais de 12 mil munições e prendeu três pessoas na BR 277, em Matelândia.A munição de fuzis de uso restrito estava escondidas em fundos falsos de um veículo onde estavam dois homens e uma mulher.

O carregamento era levado para Curitiba, porém afirmaram que não sabiam o que estavam transportando. Pelo serviço receberiam R$ 3 mil.

Os dois carros utilizados pelos suspeitos também foram apreendidos. Além das munições, os policiais apreenderam cinco silenciadores de armas e mil comprimidos de estimulante sexual.

As munições foram encaminhadas ao Batalhão do Exército, para serem destruídas. Os três foram encaminhados à Delegacia de Foz do Iguaçu, onde permanecem detidos.

 

 

DEFESA

“Mal exemplo de desrespeito à integrante da magistratura brasileira, pouco importando se decide a favor ou contra a vontade da maioria, ele é todo e qualquer magistrado merecem ser tratados com educação! Ele é juiz! É ser humano, deve ser tratado, só por isto com respeito! Falta de educação é uma péssima demonstração de falta civilidade e de espírito republicano na população.”

Opinião de Francisco Marchioratto sobre as vaias de passageiros a Gilmar Mendes num grupo de whatsapp,  pela manhã desta segunda, onde aplaudiam os manifestantes que gravaram o vídeo ‘Fora Gilmar’. Em resposta vários comentários foram desagradáveis ao ministro do STF, fazendo com que o promotor de Foz saísse do grupo do aplicativo próximo das 10:30 hs de segunda (29), conforme cópia de tela de celular em mãos da Coluna.

PITACO: Consequência disso será a oferta de jatinhos da FAB por Michel Temer para deslocamento dos 11 ministros do STF, virando uma farra de viagens aéreas para a ‘segurança’ dos togados. Podem apostar.