Arquivo mensais:fevereiro 2018

 ADVOGADO DA ITAIPU EM BRASÍLIA

 ADVOGADO DA ITAIPU EM BRASÍLIA

Fatura bem, mas muito bem hein? Olha aí o Tiago Cedraz, filho do Ministro e ex presidente do TCU Aroldo Cedraz (ex deputado da Bahia) faturando alto na Fecomércio enroladona no Rio de Janeiro – https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-filho-vice-presidente-stj-recebeu-r-25-milhoes-de-alvo-da-operacao-jabuti/
Olha a fatura –  “O documento da Receita mostra ainda que o advogado Tiago Cedraz, filho do ministro do TCU Aroldo Cedraz, embolsou outros R$ 12,84 milhões, pagos pela Fecomércio.”
 
Pitaco: E aí Assis Sepp,, nosso sindicalista aposentado do Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu, ex vereador do PT? Como é que o Jorge Samek contratou este advogado em Brasília para tratar do assunto Paraguai (Edson Fachin era o advogado do país irmão no STF) e contra a investigação e controle das contas pelo Ministério Público Federal? E as denúncias da Itaipu no TCU nada a ver? Tudo certo com a proposta de controle das contas brasileiras pelo TCU e agora mudou o entendimento do Raimundo Carrero (que aparece em várias denúncias da Lava Jato com o Tiago Cedraz e UTC) para uma COMISSÃO SUPRANACIONAL DE CONTAS, para não investigar nada, nadinha de nada?
 
Pitaco: Nada também esperamos da nossa autêntica jornalista investigativa e coordenadora de imprensa da Itaipu Binacional, que nada fala deste assunto em seus comentários no facebook ou internet. Cadê a ABRAJI – associação brasileira de jornalismo investigativo, onde o iguaçuense Mauri Konig atuava ou atua? Nada a temer, né, Patrícia Iuvanovich?
 
Pitaco III: E o Luiz Fernando Vianna fará como o Euclides Scalco, Jorge Samek, e outros dirigentes: nada além do Conselho de Administração da Itaipu para verificar a regularidade das contas, auditadas segundo as mais rígidas normas de contabilidade internacional, não é?
 
Pitaco IV: Portal de Transparência do Governo do Brasil nada?  http://www.portaltransparencia.gov.br/
 
Pitaco V: Vejamos a Eletrobras, cujo funcionário cedido é superintendente da Itaipu em Brasília, o famoso Pipoca http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po0402201111.htmhttp://www.hlucas.com.br/blog/2017/10/08/maranhao-manda-na-itaipu/) – http://eletrobras.com/pt/Paginas/Acesso-a-Informacao.aspx
E aqui vai a comparação final com o Paraguai – http://www.zebeto.com.br/itaipu-la-e-ca/#.Wpb0c-jwbIU
 

Que fim levou o petista Paulo Bernardo

Fernando Tupan

Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

Investigado pela Lava Jato, o ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo sumiu das páginas dos jornais e das colunas sociais. Enquanto a mulher, a senadora Gleisi Hoffmann, coloca a cara para bater, Bernardo está com a barba de molho. Nas rodas petistas, ele é acusado de fugir da raia na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos companheiros.

 

HITLER – IAN KERSHAW – A biografia definitiva

Acabei de ler o que para mim é a biografia definitiva de Hitler. Uma grande livro.
O autor é o renomado historiador inglês Ian Kershaw.

A crítica aplaudiu a obra, veja abaixo:

“Será a biografia clássica de Hitler para o nosso tempo” The New York Review of Books

“Supera todos os relatos anteriores. É o tipo de biografia magistral que somente um historiador de primeira grandeza é capaz de escrever”. The Observer.

“Quem quiser entender o Terceiro Reich deve ler Kershaw, pois ninguém fez mais que ele para desnudar a psique mórbida de Hitler”. The Sunday Telegraph.

“Uma capacidade de confrontar verdades terríveis de uma maneira lúcida, sutil e penetrante, e expressá-las numa linguagem incisiva e reveladora – é por isso que Kershaw é o guia indispensável e definitiva sobre Hitler, o nazismo e a nação que, por algum tempo, refletiu vergonhosamente seu gênio maligno” Los Angeles Times.

Compre pela Estante Virtual 

 

Tauillo dá mais 90 dias para CE da rodoviária de Campo Mourão


O prefeito Tauillo Tezelli prorrogou por mais 90 dias o prazo de conclusão da Comissão Especial da Rodoviária.
A CE foi criada em outubro e deveria estar pronta em janeiro, mas já havia ganhado uma prorrogação no fim do ano.

O novo prazo foi definido em decreto que saiu nesta terça-feira.A comissão tem de analisar a situação do terminal.
Uma empresa tem a concessão para administrar a rodoviária até 2020 e tem ações judiciais contra a prefeitura.

Do colunista Boca Santa – Direto da cidade de Campo Mourão

A RODOVIÁRIA DE FOZ DO IGUAÇU PASSOU POR PROCESSO SEMELHANTE AO DE CAMPO MOURÃO


Saguão da rodoviária de Foz do Iguaçu com a lanchonete que foi privatizada para a Aterfi

O relato que você leu acima refere-se á rodoviária de Campo Mourão que foi administrada por 20 anos pela ATERFI, a empresa da viúva do Nelson Junior, chamada Márcia Dysarsz. O processo licitatório ocorreu no governo Alvaro Newmann.
Essa mesma Aterfi da Márcia ficou vinte anos administrando a rodoviária de Foz do Iguaçu. Tal qual aconteceu com a cidade de Campo Mourão. Quando expirou o prazo do contrato a Márcia entregou o equipamento para a prefeitura de Foz em petição de miséria. Os banheiros estavam em estado deplorável, pois em 20 anos não se reformou praticamente nada. Só sugaram. O contrato entre a Aterfi e a prefeitura não previa que poder-se-ia pedir indenização no caso de a entrega do equipamento, findo o contrato, ter sido danificado. E nessa o poder publico ficou pendurado na brocha. Mesmo assim a Aterfi entendeu de processar a prefeitura de Foz do Iguaçu. Não sabemos o motivo da demanda, mas imaginamos…
Na época destes fatos a prefeitura determinou que se fizesse uma ampla reforma para que o terminal continuasse funcionando á contento. Foi quando se fez nova licitação e a família do Pimenta (dono da Taroba construtora) ganhou o direito de explorar o terminal.
Nesse interregno surge o Budel, indicado pelo Reni, para presidir o Foztrans. Daí pra frente todo mundo sabe no que deu: Budel entrou em cana acusado de toda sorte de corrupção.
E teria sido o Budel, enquanto presidente do Foztrans, que determinara que se fizesse licitação para explorar-se a lanchonete no local. E quem ganhou? Bingo! A dona Márcia, off course. A dona da Aterfi!
Em vista do exposto, com a devida Vênia, sugere-se ao prefeito Chico Brasileiro que determine uma varredura em todas as transações encetadas pelo Budel na rodoviária de Foz do Iguaçu.
Interessante ressaltar que a lanchonete em questão deve ser o ponto comercial que mais gera receitas no local. É certamente a galinha dos ovos de ouro daquele terminal rodoviário.  Amém!

Em tempo: Se o Chico não quiser investigar basta a Câmara Municipal abrir uma CPI. Será que o nosso legislativo tem aquilo “roxo” para isso?