Arquivo mensais:Fevereiro 2018

 ADVOGADO DA ITAIPU EM BRASÍLIA

 ADVOGADO DA ITAIPU EM BRASÍLIA

Fatura bem, mas muito bem hein? Olha aí o Tiago Cedraz, filho do Ministro e ex presidente do TCU Aroldo Cedraz (ex deputado da Bahia) faturando alto na Fecomércio enroladona no Rio de Janeiro – https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-filho-vice-presidente-stj-recebeu-r-25-milhoes-de-alvo-da-operacao-jabuti/
Olha a fatura –  “O documento da Receita mostra ainda que o advogado Tiago Cedraz, filho do ministro do TCU Aroldo Cedraz, embolsou outros R$ 12,84 milhões, pagos pela Fecomércio.”
 
Pitaco: E aí Assis Sepp,, nosso sindicalista aposentado do Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu, ex vereador do PT? Como é que o Jorge Samek contratou este advogado em Brasília para tratar do assunto Paraguai (Edson Fachin era o advogado do país irmão no STF) e contra a investigação e controle das contas pelo Ministério Público Federal? E as denúncias da Itaipu no TCU nada a ver? Tudo certo com a proposta de controle das contas brasileiras pelo TCU e agora mudou o entendimento do Raimundo Carrero (que aparece em várias denúncias da Lava Jato com o Tiago Cedraz e UTC) para uma COMISSÃO SUPRANACIONAL DE CONTAS, para não investigar nada, nadinha de nada?
 
Pitaco: Nada também esperamos da nossa autêntica jornalista investigativa e coordenadora de imprensa da Itaipu Binacional, que nada fala deste assunto em seus comentários no facebook ou internet. Cadê a ABRAJI – associação brasileira de jornalismo investigativo, onde o iguaçuense Mauri Konig atuava ou atua? Nada a temer, né, Patrícia Iuvanovich?
 
Pitaco III: E o Luiz Fernando Vianna fará como o Euclides Scalco, Jorge Samek, e outros dirigentes: nada além do Conselho de Administração da Itaipu para verificar a regularidade das contas, auditadas segundo as mais rígidas normas de contabilidade internacional, não é?
 
Pitaco IV: Portal de Transparência do Governo do Brasil nada?  http://www.portaltransparencia.gov.br/
 
Pitaco V: Vejamos a Eletrobras, cujo funcionário cedido é superintendente da Itaipu em Brasília, o famoso Pipoca http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po0402201111.htmhttp://www.hlucas.com.br/blog/2017/10/08/maranhao-manda-na-itaipu/) – http://eletrobras.com/pt/Paginas/Acesso-a-Informacao.aspx
E aqui vai a comparação final com o Paraguai – http://www.zebeto.com.br/itaipu-la-e-ca/#.Wpb0c-jwbIU
 

Que fim levou o petista Paulo Bernardo

Fernando Tupan

Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

Investigado pela Lava Jato, o ex-ministro das Comunicações, Paulo Bernardo sumiu das páginas dos jornais e das colunas sociais. Enquanto a mulher, a senadora Gleisi Hoffmann, coloca a cara para bater, Bernardo está com a barba de molho. Nas rodas petistas, ele é acusado de fugir da raia na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos companheiros.

 

HITLER – IAN KERSHAW – A biografia definitiva

Acabei de ler o que para mim é a biografia definitiva de Hitler. Uma grande livro.
O autor é o renomado historiador inglês Ian Kershaw.

A crítica aplaudiu a obra, veja abaixo:

“Será a biografia clássica de Hitler para o nosso tempo” The New York Review of Books

“Supera todos os relatos anteriores. É o tipo de biografia magistral que somente um historiador de primeira grandeza é capaz de escrever”. The Observer.

“Quem quiser entender o Terceiro Reich deve ler Kershaw, pois ninguém fez mais que ele para desnudar a psique mórbida de Hitler”. The Sunday Telegraph.

“Uma capacidade de confrontar verdades terríveis de uma maneira lúcida, sutil e penetrante, e expressá-las numa linguagem incisiva e reveladora – é por isso que Kershaw é o guia indispensável e definitiva sobre Hitler, o nazismo e a nação que, por algum tempo, refletiu vergonhosamente seu gênio maligno” Los Angeles Times.

Compre pela Estante Virtual 

 

Tauillo dá mais 90 dias para CE da rodoviária de Campo Mourão


O prefeito Tauillo Tezelli prorrogou por mais 90 dias o prazo de conclusão da Comissão Especial da Rodoviária.
A CE foi criada em outubro e deveria estar pronta em janeiro, mas já havia ganhado uma prorrogação no fim do ano.

O novo prazo foi definido em decreto que saiu nesta terça-feira.A comissão tem de analisar a situação do terminal.
Uma empresa tem a concessão para administrar a rodoviária até 2020 e tem ações judiciais contra a prefeitura.

Do colunista Boca Santa – Direto da cidade de Campo Mourão

A RODOVIÁRIA DE FOZ DO IGUAÇU PASSOU POR PROCESSO SEMELHANTE AO DE CAMPO MOURÃO


Saguão da rodoviária de Foz do Iguaçu com a lanchonete que foi privatizada para a Aterfi

O relato que você leu acima refere-se á rodoviária de Campo Mourão que foi administrada por 20 anos pela ATERFI, a empresa da viúva do Nelson Junior, chamada Márcia Dysarsz. O processo licitatório ocorreu no governo Alvaro Newmann.
Essa mesma Aterfi da Márcia ficou vinte anos administrando a rodoviária de Foz do Iguaçu. Tal qual aconteceu com a cidade de Campo Mourão. Quando expirou o prazo do contrato a Márcia entregou o equipamento para a prefeitura de Foz em petição de miséria. Os banheiros estavam em estado deplorável, pois em 20 anos não se reformou praticamente nada. Só sugaram. O contrato entre a Aterfi e a prefeitura não previa que poder-se-ia pedir indenização no caso de a entrega do equipamento, findo o contrato, ter sido danificado. E nessa o poder publico ficou pendurado na brocha. Mesmo assim a Aterfi entendeu de processar a prefeitura de Foz do Iguaçu. Não sabemos o motivo da demanda, mas imaginamos…
Na época destes fatos a prefeitura determinou que se fizesse uma ampla reforma para que o terminal continuasse funcionando á contento. Foi quando se fez nova licitação e a família do Pimenta (dono da Taroba construtora) ganhou o direito de explorar o terminal.
Nesse interregno surge o Budel, indicado pelo Reni, para presidir o Foztrans. Daí pra frente todo mundo sabe no que deu: Budel entrou em cana acusado de toda sorte de corrupção.
E teria sido o Budel, enquanto presidente do Foztrans, que determinara que se fizesse licitação para explorar-se a lanchonete no local. E quem ganhou? Bingo! A dona Márcia, off course. A dona da Aterfi!
Em vista do exposto, com a devida Vênia, sugere-se ao prefeito Chico Brasileiro que determine uma varredura em todas as transações encetadas pelo Budel na rodoviária de Foz do Iguaçu.
Interessante ressaltar que a lanchonete em questão deve ser o ponto comercial que mais gera receitas no local. É certamente a galinha dos ovos de ouro daquele terminal rodoviário.  Amém!

Em tempo: Se o Chico não quiser investigar basta a Câmara Municipal abrir uma CPI. Será que o nosso legislativo tem aquilo “roxo” para isso?

 

FICOU BARATO: CARLI FILHO PEGA 9,4 ANOS POR TER MATADO DUAS PESSOAS

EX-DEPUTADO CARLI FILHO É CONDENADO A 9,4 ANOS POR DUPLO HOMICÍDIO

EMBRIAGADO E COM A CNH SUSPENSA, CARLI MATOU DUAS PESSOAS

GAECO cumpre mandados de busca e apreensão em investigação envolvendo servidor público municipal de Foz do Iguaçu

Na manhã desta terça-feira, 27 de fevereiro, integrantes do núcleo de Foz do Iguaçu (Oeste paranaense) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, com apoio de agentes do Gaeco de Guarapuava, cumpriram cinco mandados de busca e apreensão em investigação que envolve um servidor público municipal.

Os mandados foram cumpridos na residência do servidor, na sede da Procuradoria do Município de Foz do Iguaçu, em um clube de voo, na residência de empresário do ramo ambiental e na sede de sua empresa. São investigados supostos crimes previstos na legislação ambiental (emissão de licenças ambientais indevidas mediante pagamento de propina), além de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro. Durante o cumprimento dos mandados, uma pessoa foi detida pela posse de anabolizantes e pequena quantidade de droga. Foram apreendidas também quantias em dinheiro.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Agile, cujas investigações começaram em meados de 2017, com a deflagração da primeira etapa, que apreendeu computadores na Secretaria do Meio Ambiente de Foz do Iguaçu. Mais detalhes sobre esta fase da operação serão informados em entrevista coletiva que será realizada a partir das 13h45 desta terça-feira, na sede do Gaeco de Foz do Iguaçu.

Com MP/PR

Irmão de ex-deputado André Vargas é preso por determinação de Moro para início de cumprimento de pena

Leon Denis Vargas Ilário foi condenado em agosto de 2015 a 11 anos de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, ordenou a prisão de Leon Denis Vargas Ilário, que é irmão do ex-deputado André Vargas, para início do cumprimento de pena.

Segundo o advogado Alexandre Augusto Loper, Leon se apresentou espontaneamente na sede da PF, em Curitiba, nesta segunda-feira (26). O mandado de prisão foi expedido por Moro na quinta-feira (22).

Na mesma ação, também foram condenados André Vargas e publicitário Ricardo Hoffmann. André está detido no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e Hoffmann foi solto em janeiro de 2016 por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Conforme a sentença, “a prática dos crimes de corrupção envolveu o pagamento de propinas de pelo menos R$ 1.103.950,12 por intermédio de contratos de publicidade firmados com a Caixa e o Ministério da Saúde”.

Entenda como funcionava o esquema

Segundo as investigações, Ricardo Hoffmann, que era dirigente da agência de publicidade Borghi Lowe, ofereceu vantagens indevidas para que o então deputado André Vargas interviesse para que a empresa fosse contratada para realizar serviços para a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Saúde.

Em contrapartida, Hoffmann orientou as empresas subcontratadas para executar os serviços para que depositassem os valores referente às comissões de bônus de volume em contas controladas por empresas de fachada de André Vargas e seus irmãos, Leon e Milton Vargas.

O bônus de volume é uma prática corriqueira no mercado publicitário, e representa na prática uma comissão que as subcontratadas para execução de serviços pagam para a agência de publicidade que as selecionou.

Segundo Moro, depoimentos de representantes destas empresas subcontratadas ao longo do processo reforçaram a tese de que Hoffmann havia pedido que os bônus fossem pagos às empresas dos irmãos Vargas, e não à Borghi Lowe.

JABOTICABA BRASILEIRA

Foi preciso soltar 12 mil presas para que a Adriana Ancelmo (mulher do pilantra do Sérgio Cabral) permanecesse solta. É PRÁCABÁ!

DESCOBRIRAM A PÓLVORA!

O bicho comedor de carniça do Bonato vociferou que os hoteleiros são os maiores devedores de impostos da prefeitura de Foz do Iguaçu. Língua fala isso há três décadas. E as viúvas do turismo, que cuidam deste setor, por esse mesmo tempo, em berço esplêndido. Gostam mesmos é de fazer festas nestes hotéis. Tão nem aí…

VÉIO CHICO DELIRANDO DE NOVO

E o dinossauro da imprensa nativa, o véio Chico, escreveu na azedinha que o Osmar Dias está na frente do Ratinho, e da Cida, na corrida ao governo do estado. Para dar essa “informação” Chico se baseou em pesquisas. Só que “esqueceu” de nomear as pesquisas…

SADI BUZANELO

E o Sadi Buzanelo está que não aguenta mais de tanta fissura para substituir a Inês da Saúde.  Sadi quer ser secretário de Saúde novamente. Saudades dos tempos do Daijó…