GAECO cumpre mandados de busca e apreensão em investigação envolvendo servidor público municipal de Foz do Iguaçu

Na manhã desta terça-feira, 27 de fevereiro, integrantes do núcleo de Foz do Iguaçu (Oeste paranaense) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, com apoio de agentes do Gaeco de Guarapuava, cumpriram cinco mandados de busca e apreensão em investigação que envolve um servidor público municipal.

Os mandados foram cumpridos na residência do servidor, na sede da Procuradoria do Município de Foz do Iguaçu, em um clube de voo, na residência de empresário do ramo ambiental e na sede de sua empresa. São investigados supostos crimes previstos na legislação ambiental (emissão de licenças ambientais indevidas mediante pagamento de propina), além de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro. Durante o cumprimento dos mandados, uma pessoa foi detida pela posse de anabolizantes e pequena quantidade de droga. Foram apreendidas também quantias em dinheiro.

A ação faz parte da segunda fase da Operação Agile, cujas investigações começaram em meados de 2017, com a deflagração da primeira etapa, que apreendeu computadores na Secretaria do Meio Ambiente de Foz do Iguaçu. Mais detalhes sobre esta fase da operação serão informados em entrevista coletiva que será realizada a partir das 13h45 desta terça-feira, na sede do Gaeco de Foz do Iguaçu.

Com MP/PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *