Saindo da Petrobras, Pedro Parente já tem novo emprego

Pivô do caos deve virar o CEO da BRF, onde já preside o conselho

Na BRF, dona da Sadia e Perigão, Parente não aumentará os preços diariamente: no setor privado, quem explora o cliente é punido com perda de mercado. (Foto: Fabio R. Pozzebom/ABr)

Após incendiar o País com dolarização dos combustíveis, reajustados diariamente desde julho de 2017, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, tem novo emprego garantido. Ele deve assumir o comando da BRF (Brazilian Foods), que controla marcas de alimentos como Sadia e Perdigão. Parente já é presidente do conselho de administração da BRF, do qual o empresário Abílio Diniz se desligou em abril passado.

No novo emprego, Parente não aplicará aos frangos da Sadia e nem aos presuntos da Perdigão a política de reajustes diários de preços.

Parente não reajustaria produtos da BRF todo dia temendo as leis da concorrência: exploração do cliente é punida com perda de mercado.

A gestão de Parente piorou a asfixia do etanol: a Petrobras não quer que combustível limpo, renovável e nacional concorra com a gasolina.

PITACO: Para mim esse cara deveria ser preso, e não os caminhoneiros.

1 thought on “Saindo da Petrobras, Pedro Parente já tem novo emprego

  1. Alvaro Santos

    Pedro Parente, o legítimo exemplo de um FDP, vagabundo, incompetente, inconsequente e como você disse Língua, deveria ser preso. E isso não é retórica, é fato. Marginal diretamente responsável por todo dano sofrido pelo país e seus trabalhadores com a pretensa política de recuperação da Petrobrás, ente público que deveria estar em benefício dos brasileiros e na mão dessa marginália empresarial está a explorar o próprio povo que é dono dela.
    Nos idos de 1995 dolarizou a economia argentina, alguém lembra do deserto que se transformou a vizinha cidade de Puerto Iguazu?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *