TCU entra na investigação da Quadro Negro

O Tribunal de Contas da União (TCU) vai fazer auditoria em obras de escolas no Paraná para apurar o desvio de dinheiro público federal no âmbito da Operação Quadro Negro. Quando estourou o escândalo em maio de 2015, o governo estadual imediatamente devolveu os recursos da União que compunham o convênio firmado entre os dois entes – mas ainda é preciso dirimir dúvidas sobre se não restaram pendências.

O pedido de auditoria foi feito pelo deputado federal paranaense Alfredo Kaefer (PP), que citou como exemplo em seu requerimento a construção de escolas em Campo Largo e Campina Grande do Sul (região metropolitana de Curitiba), além de outra em Guarapuava, para as quais o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para as quais tinha sido destinado um total aproximada de R$ 15 milhões. As obras deveria estar concluídas há três anos.

O ministro do TCU Vital do Rego, ao acatar o requerimento, ressaltou o a necessidade de estender o exame das contas para além da secretaria estadual de Educação e “se estender aos demais órgãos responsáveis por repasse, recebimento e gestão de recursos financeiros da União, voltados para a construção de unidades escolares do ensino básico, com o objetivo de conferir a regularidade da aplicação dos valores em todas as fases da despesa.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *