Arquivo mensais:setembro 2018

‘Virada’ nas pesquisas de intenção de voto nunca aconteceu em eleição presidencial

Levantamento mostra que vence o 2º turno quem lidera no primeiro

Última esperança do PT em 2018, a “virada” nunca aconteceu nas sete eleições para presidente desde 1989, e todas as disputas de 2º turno foram vencidas por quem já estava à frente nas pesquisas no primeiro turno. Só duas disputas viram guinadas nas pesquisas de primeiro turno: FHC, em agosto de 1994, após estar 26 pontos atrás de Lula no Datafolha de maio; e Dilma virou em agosto de 2010, após estar 10 pontos atrás de José Serra, em março. Nunca houve uma virada a menos de dois meses da eleição. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em 1989, Collor (14%), Brizola (13%) e Lula (12%) estavam empatados em abril. Collor venceu o 1º turno com 30% e se elegeu com 53%.

Na primeira eleição direta Lula foi 3º colocado até 20 dias da eleição, mas foi ao 2º turno com 0,6% de votos a mais que Lionel Brizola.

Em agosto de 2014, Marina Silva aparecia empatada com Dilma em 34% no Datafolha. Aécio tinha 14%, mas conseguiu ir para o 2º turno.

Vencedores das cinco disputas de 2º turno presidencial foram previstos corretamente já na primeira pesquisa após as votações de 1º turno.

Pastor Sadi Buzanelo não quer dar baixa do COMUS

Sadi Buzanelo tem 10 dias para cumprir a decisão Judicial, senão…

Os 17 leitores que leem este despretensioso site ficaram sabendo que o TJ-PR deu 10 dias para que o atual presidente do COMUS Antonio Sadi Buzanelo deixe o cargo. Semana passada Sadi articulou a ida ao COMUS de vários candidatos a deputado federal e estadual da terrinha. É o Conselho Munipal de Saúde fazendo politicagens, prática alheias às suas finalidades precípuas…. Destarte, vamos rememorar:  Nesta terrinha abençoada por Deus, e linda por natureza…
Convencionou-se dizer que existem dois tipos de ocorrências que podem levar alguém a cadeia: Não pagar pensão alimentícia e/ou descumprir decisão Judicial. Portanto, o bom Pastor Sadi Buzanelo, que ganhou o direito de ficar no COMUS até 2019 (por decisão de seus pares) capitaneando, portanto, o seu terceiro mandato consecutivo, que fique véiaco. Numa dessa pode ir conhecer o cheiro do boi… basta algum promotor de Justiça se interessar por essa novelinha..

PITACO: Sadi ama o COMUS. Mas tem que sair… E a grande imprensa não deu um piu sobre esse acontecimento… Mas falam de todo ladrão de penosa que vai preso…

PITACO II: e tem outra questão: aonde estava o COMUS quando a Pecúlio descobriu grandes roubalheiras na saúde? Dormindo um berço esplêndido, seo Sadi?

 

 

“Nunca enganei ninguém”

Do analista dos Planaltos

Roberto Requião foi pego na mentira pelo Ministério Público Federal com suas ações fantasiosas na Justiça contra as 6 pedageiras do Paraná (Viapar, Caminhos do Paraná, Econorte, CCR Rodonorte, Ecovias e EcoCataratas – as duas últimas do mesmo grupo CRAlmeida). O acordo feito com o chamado Adendo com a EcoCataratas foi a prova incontestável que Requião fez de conta que tentava acabar com o pedágio, enquanto no DER do seu governo funcionários ainda recebiam as propinas do grupo preso pela Polícia Federal ontem. Requião sempre fiel ao estilo denominado por Roberto Campos como PAMG (promete, acusa, mente e grita), como neste vídeo da rádio CBN de Cascavel https://www.youtube.com/watch?v=wkQjM0Ohpn4) – e se esquivava em revelar que o faz-de-conta não impedia aos amigos doadores de suas campanhas eleitorais Cecílio Rego Almeida e Marcelo Beltrão Almeida de continuar faturando alto com o pedágio. O seu Secretário de Transportes era Waldyr Pugliesi, deputado estadual do PMDB e marido da segunda suplente ao Senado, Irondi, que notabilizou-se pela parceria estreita com a empreiteira GEL (que fez obras em Arapongas durante o governo Pugliesi) e é sócia da pedageira Caminhos do Paraná. No citado ele ataca o jornalista que o entrevistava e, aos 2’02” minutos, disse que em seu governo “nunca enganei ninguém, nunca disse uma mentira”. Não é o que provaram os Procuradores da República ao prenderem a turma do pedágio e do DER paranaense.

pedágioutdoor

Outdoor na BR 376 na divisa do Paraná com Santa Catarina

cláusularequião

Publicado no jornal Gazeta do Paraná, de Cascavel

PITACO:, Vale a pena ver o momento em que o Requião surta na CBN de Cascavel.

Datafolha: com 22%, Haddad segue na cola de Bolsonaro, que tem 28%

 

Candidato do PDT, Ciro Gomes segue na terceira posição, com 11%. Depois vêm Alckmin, com 10%, e Marina, que caiu para 5%

DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Candidato do PDT, Ciro Gomes permanece na terceira posição, com 11%. Ele está empatado tecnicamente com Geraldo Alckmin (PSDB), com 10%. Marina Silva (Rede) está em 5º lugar, com 5%.

Confira, abaixo, a simulação para o primeiro turno:

2º turno
O Datafolha também fez simulações de 2º turno. Bolsonaro perde em todos os cenários avaliados. Em uma disputa com Fernando Haddad, o petista soma 45% e o deputado, 39%. Contra Ciro, Bolsonaro tem 38%, enquanto o pedetista registra 48%. Já contra Alckmin, o tucano tem 45% e Bolsonaro, 38%.

Em uma eventual disputa entre Ciro e Alckmin, o pedetista venceria por 42% contra 36% do tucano. Contra Haddad, o ex-governador do Ceará soma 41% contra 35% do petista. Caso a disputa seja entre Fernando Haddad e Alckmin, haveria empate, com 39% para cada.

Rejeição
Bolsonaro segue como o presidenciável mais rejeitado: 46% dos eleitores negam voto ao deputado. Fernando Haddad é rejeitado por 32%. Em seguida: Marina (28%), Alckmin (24%), Ciro (21%), Vera (18%), Daciolo (17%), Boulos (17%), Eymael (17%), Meirelles (16%), Alvaro Dias (15%), Amoêdo (14%) e João Goulart Filho (14%).

Encomendado por Folha de S. Paulo e TV Globo, o levantamento realizou 9.072 entrevistas em 349 municípios entre os dias 26 e 28 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08687/2018. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou menos. O nível de confiança é de 95%.

Juiz que mandou prender Beto Richa dá recado para críticos da decisão

Gazeta do Povo

Foto: Reprodução/Escola da Magistratura do Paraná

Foto: Reprodução/Escola da Magistratura do Paraná

O juiz Fernando Bardelli Silva Fischer , da 13ª Vara Criminal de Curitiba, deu um prazo de 15 dias para que os 13 denunciados no âmbito da Operação Rádio Patrulha apresentem uma resposta preliminar à acusação do Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR), oferecida à Justiça Estadual na terça-feira (25). Entre os denunciados por fraude em licitação e corrupção, está o ex-governador do Paraná e candidato ao Senado Beto Richa (PSDB) . Na mesma decisão, assinada na quarta-feira (26), Fischer também aproveita para se defender de críticos da prisão de Beto Richa e “reafirmar a independência do Juízo”.

Leia mais 

PITACO: Gilmar Mendes deveria ler isto.