Richa? Que Richa?

E a família Richa anda preocupada com o nome Richa.

Em Londrina o coordenador do Procon, Gustavo Richa, que usou e abusou do sobrenome famoso quando da sua primeira eleição para vereador, está distribuindo um video pelo aplicativo whatsapp dizendo que haverá um mutirão para “limpar o nome”, patrocinado pelo órgão, já que Ciro não foi eleito.

E ele se apresenta como Gustavo… nada de Richa.

Você já ouviu falar em voto casado?

Em Moreira Sales, o prefeito Rafael Bolacha apoiou Romanelli para deputado estadual e Osmar Serraglio para federal.

Os dois foram os mais votados na cidade.

Agora repare na votação da dupla:

1.737 votos para Romanelli, 1.736 para Serraglio.

Isso sim é que é voto casado, só teve um eleitor que se atrapalhou…

Do Boca Santa

Votação

O jornalista e advogado Nelso Rodrigues, que já trabalhou na comunicação de Maringá, foi candidato a deputado estadual pelo PPS.

Proprietário da Rádio Cultura de Foz do Iguaçu, ele fez 3.307 votos, sendo 2.143 naquela cidade; em Maringá ele teve 55 votos. Rodrigues foi apresentador da TV Cultura (RPC Maringá) e militou no rádio esportivo. 

PITACO: Dr Bozó é sócio da rádio Cultura, a outra metade pertence a abastada família Andreis. Bozó quebrou o bico nessa eleição.

Clima de final de feira no Palácio Iguaçu

Clima de final de feira no Palácio Iguaçu
Palácio Iguaçu (Foto: Divulgação)

A derrota na eleição de domingo da governadora Cida Borghetti (PP) transformou o cotidiano do Palácio Iguaçu que agora vive um clima de final de feira.

O estacionamento tem muitas vagas e os policiais militares tiveram um alívio no serviço até 1º de janeiro, quando assume Ratinho Junior (PSD).

Os funcionários também vivem um alívio no serviço diário.

Daqui a pouco até o cafezinho pode ser servido frio

Doleiro condenado pela Lava Jato é preso em Jandaia do Sul

Um doleiro condenado na Operação Lava Jato a 5 anos e 5 meses de reclusão em regime semiaberto, foi preso na manhã de hoje em Jandaia do Sul, no Vale do Ivaí.

O doleiro não teve o nome revelado pelo MP, mas tudo indica que seja Raul Henrique Srour, condenado pelo juiz Sergio Moro em agosto de 2017 e que teve a pena reduzida pelo TRF4.
Logo após ter confirmada sua condenação em segundo grau, o doleiro alterou seu domicílio para a Jandaia do Sul, local em que não existe estabelecimento destinado ao cumprimento do regime semiaberto e onde o doleiro nunca teve nenhum vínculo profissional ou pessoal. Para justificar a mudança, o doleiro apresentou à justiça um falso contrato de trabalho, celebrado com uma gráfica da cidade de Borrazópolis (na comarca de Faxinal), que o teria contratado como “vendedor autônomo”.
Investigações conduzidas pela 1ª Promotoria de Justiça de Jandaia do Sul, com o auxílio da Promotoria de Faxinal, contando com interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Militar, demonstraram que o doleiro jamais exerceu a função de vendedor e tampouco pretendia fazê-lo. A falsidade foi praticada com o fim de atrair a competência de seu processo de execução para a comarca e assegurar assim que ele não cumprisse pena em unidade prisional no estado de São Paulo, onde existem estabelecimentos destinados ao regime semiaberto.
O doleiro, dois advogados e os proprietários da gráfica foram denunciados pela prática dos crimes de associação criminosa e falsidade ideológica.

A BELEZURA DA FOTO FOI ELEITA COM 30 MIL VOTOS PARA A CÂMARA FEDERAL.

Candidato Aline Sleutjes 1717

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *