Arquivo mensais:dezembro 2018

Deputada Claudia Pereira presta conta de seu mandato

A Deputada Claudia Pereira encerra em 2018 um mandato profícuo, produtivo e coerente com sua trajetória política.

Foram 57 leis sancionadas, 71 projetos de leis apresentados, 3 PEC´s (Projetos de Emenda Constitucional), 2 Projetos de Resolução e 873 requerimentos.

A maioria das leis aprovadas dizem respeito a inciativas para melhorar as condições das crianças, adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiências e das mulheres.

Participou efetivamente da Comissão de Constituição e Justiça, onde pode discutir e até mesmo barrar iniciativas legislativas contrárias aos princípios que devam nortear as boas práticas morais, familiares, educacionais.

Também Presidiu a Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência, pautando ações dos interesses difusos dessas pessoas, na busca da garantia de seus direitos.

Travou e ganhou grandes batalhas legislativas, especialmente em três casos de grande repercussão: em relação ao Projeto de Lei nº 505/17 que tratou sobre a organização da política da criança e do adolescente no Estado do Paraná, quando apresentou Substitutivo Geral que aperfeiçoou e corrigiu o projeto original, atendendo os reclamos das entidades envolvidas e que redundou na Lei nº 19173/17; relatou e apresentou Substitutivo Geral ao Projeto de Lei nº377/15 que aprovou o Plano Estadual de Educação, excluindo a chamada “ideologia de gênero”, que constava do Plano original e que tornou-se a Lei nº18.492/15 e, também, apresentou como autora o Projeto de Lei nº 145/15, que instituiu no âmbito do Estado do Paraná o Programa de Exame de Mamografia Móvel – Mamóvel, que redundou na Lei º 18595/15.

Com assessoria da deputada.

Receita Federal retém grande quantidade de decodificadores piratas em meio a outros eletrônicos


Na última quinta-feira (13), ação da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Alfândega da Receita Federal de Foz do Iguaçu resultou na retenção de grande quantidade de mercadorias encontradas em duas transportadoras da cidade.

As abordagens ocorreram por volta das 19h durante fiscalização de rotina em transportadoras na região de Foz do Iguaçu/PR. A fiscalização identificou diversas mercadorias amparadas por notas fiscais de três diferentes emitentes com falsa declaração de conteúdo.
Após inspeção minuciosa, foram retidos diversos decodificadores de sinal de televisão por assinatura piratas, vídeo games de alto valor agregado, chapas OFFSET para impressão, além de 600 kg de canecas, todos com notas fiscais com falsa declaração conteúdo.
O destino dos itens retidos seria cidades do norte do Paraná e também estado de São Paulo. Os volumes foram lacrados e encaminhados à Alfândega da Receita Federal de Foz do Iguaçu para os procedimentos legais cabíveis. A estimativa é de aproximadamente R$ 156 mil em mercadorias retidas.

 

Hotel Copacabana Palace é comprado pelo grupo LVMH, dono da Louis Vuitton

O holding LVMH é o maior conglomerado de luxo do mundo

O Copacabana foi construído entre os anos de 1919 e 1923 Foto: Arquivo EBC

A transação está sujeita a aprovação dos acionistas da rede de hotéis Belmond, além do consentimento dos órgãos competentes. Existe a expectativa de que a compra seja concluída no primeiro semestre de 2019.

Entre os hotéis da Belmond estão, o único hotel em Machu Picchu, no Peru, o Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu e o Hotel Splendido, na Riveira Italiana.

Copacabana Palace

O Copacabana foi construído entre os anos de 1919 e 1923, na época a Capital Federal era o Rio de Janeiro.

MPF pede arquivamento do inquérito que apura morte de vendedor após abordagem na Ponte da Amizade

Ademir Gonçalves, de 39 anos, morreu logo após ser abordado por fiscais na aduana da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu — Foto: Reprodução/RPC

Ademir Gonçalves, de 39 anos, morreu logo após ser abordado por fiscais na aduana da Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu — Foto: Reprodução/RPC

O Ministério Público Federal (MPF) pediu o arquivamento do inquérito que apura a morte do vendedor Ademir Gonçalves Costa, de 39 anos, após uma abordagem na Ponte Internacional da Amizade, em Foz do do Iguaçu, no oeste do Paraná.

O pedido é baseado no novo laudo apresentado pela Polícia Federal, que concluiu que Ademir Gonçalves Costa, de 39 anos, morreu intoxicado por substâncias usadas na fabricação de ecstasy.

“Merece destaque a concentração potencialmente letal de lidocaína encontrada no sangue da vítima (16 ug/ml), estado eventualmente intensificado por interações químicas que levaram ao aumento do efeito tóxico de outras drogas, conforme conclusão do laudo”, destacou o procurador Alexandre Porciúncula.

O MPF já havia pedido o arquivamento do caso em maio, após a conclusão de que não houve violência ou crime na morte do vendedor.

O inquérito foi reaberto após pedido da defesa da família de Ademir Gonçalves, que afirma que ele morreu por asfixia e pelo uso excessivo de spray de pimenta por fiscais na aduana da Receita Federal na Ponte da Amizade.

vendedor morreu no dia 28 de janeiro de 2017, quando voltava do país vizinho de mototáxi e foi abordado pelos agentes. Na época, os fiscais disseram que ele resistiu à abordagem e foi detido.

O novo laudo apresentado no dia 7 indicou que no corpo dele foram encontradas substâncias como clobenzorex, sildenafil, fenacetina e lidocaína – comumente encontradas em comprimidos de ecstasy apreendidos na região e fabricados no Paraguai, segundo a PF.

O laudo apontou ainda que tais substâncias não fazem parte da composição de sprays de pimenta.

Contestação

Desde o começo das investigações a família contesta a versão da Receita Federal e do primeiro laudo, feito pelo Instituto Médico-Legal (IML) do Paraná, que também apontou intoxicação por substâncias químicas, mas não especificou quais.

Para a PF, no entanto, a quantidade de spray usada na abordagem não tem relação com a morte.

O advogado Wilson André Neres disse que só deve se manifestar sobre o pedido do MPF após o perito contratado pela família se manifestar sobre o novo laudo incluído no inquérito.

Com G 1 PR

ROGÉRIO MATENDAL É O NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA DE STA. TEREZINHA DE ITAIPU

Câmara lotada para assistir a vitória do Rogério Matendal (PSDB) parceiro do Claudio Eberhard

Eleição mostrou a divisão do legislativo itaipuense na noite desta quinta-feira

A Câmara de Vereadores de Santa Terezinha de Itaipu recebeu excelente público na noite desta quinta-feira, data da apresentação das chapas e disputa da presidência do legislativo pelos próximos dois anos.
Antes do evento principal, ocorreu a leitura de emenda ao orçamento do município, apresentada pelo vereador Waner Xavier da Silva e a aprovação do projeto de lei que autoriza a contratação de assistentes sociais e educador social;
Em seguida os vereadores se retiraram para as salas de reuniões, de onde voltaram com a composição das duas chapas para concorrer à mesa diretora da Câmara.

A chapa 1 integrada por Rogério Matendal, Antonio Luiz Bendo, Neuza Machado e Luiza Kalichevski.

A chapa 2 foi formada por Delço Vitorassi, Ivo Philipsen, Evandro Perim e Sandra Agostinho.

Como era de se esperar, cada vereador votou em seu grupo, o que daria um empate de 4 x 4, porém o atual presidente também vota e Valdir Sauthier votou na chapa 1, consagrando a vitória de Rogério Matendal, Luiza Kalichevski, Neusa Machado e Antonio Luiz Bendo que integrarão a mesa diretora.
Vitória aos 45 do segundo tempo.
A oposição estava certa que venceria esta eleição, tudo colaborava para isso, porém a liberação do Bim, pelo Tribunal de Justiça do Paraná e a sua volta ao cargo, inverteu a situação. A oposição teria os votos do Thó, da Sandra, do Perin, do Ivo e do suplente Waner, que estava no lugar do Bim, seriam 5 x 4 para o outro lado, mas com o retorno de Bim a situação se inverteu e a o bloco situacionista continua presidindo a Câmara de Vereadores de Santa Terezinha de Itaipu

Cenário diferente

Uma Câmara, que geralmente recebe cinco ou seis  visitantes a cada sessão, teve todo o plenário tomado, talvez, motivados pela euforia do retorno do prefeito Cláudio Eberhard, houve grande foguetório na cidade, ou pela expectativa dos votos dos vereadores, numa eleição decidida nos detalhes, levaram centenas de pessoas a prestigiar a sessão histórica.

Com assessoria.