Polícia Ambiental apreende cães de raça com sinais de maus-tratos na fronteira

Polícia encontra cães que viviam em cativeiro no Três Lagoas, em Foz

Polícia encontra cães que viviam em cativeiro no Três Lagoas, em Foz

Policiais ambientais apreenderam 11 cachorros com sinais de maus tratos. A apreensão foi feita nesta quarta-feira (27) após denúncias feitas a uma ONG e ao Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais.

Cerca de 20 cães de raça eram mantidos em uma casa no bairro Três Lagoas e usados para a criação e venda de filhotes.

A dona da casa, Maria de Fátima da Silva, disse que cria os cães e negou que eles sejam maltratados.

“Eu cuido bem, dou comida, dou banho uma, duas vezes na semana. Nunca deixei nenhum filhote morrer por falta de cesárea”, comentou.

Segundo o policial Marcos Giordani, os animais foram recolhidos, passarão por exames e ficarão sob responsabilidade da ONG.

“Eles estavam sendo armazenados de forma incorreta, alguns molhados e com sarna e carrapato”, comentou.

Ainda de acordo com a polícia, a dona dos animais não tem autorização para a venda de filhotes.

A responsável pelos animais foi levada para o posto da Polícia Ambiental, onde assinou um termo circunstanciado e foi liberada para responder em liberdade.

A pena por maus-tratos a animais pode variar de três meses a dois anos de detenção.

Com G 1 PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *