Beto Richa vira réu pela terceira vez na Operação Quadro Negro

 

No âmbito da Quadro Negro, Richa responde pelos crimes de obstrução de justiça, corrupção, organização criminosa e prorrogação indevida de contrato de licitação. — Foto: RPC/Reprodução

 

No âmbito da Quadro Negro, Richa responde pelos crimes de obstrução de justiça, corrupção, organização criminosa e prorrogação indevida de contrato de licitação. — Foto: RPC/Reprodução

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) se tornou réu pela terceira vez na Operação Quadro Negro, do Ministério Público do Paraná (MP-PR), que investiga desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas.

Nesta segunda-feira (15), o juiz Fernando Bardelli Silva Fischer, da 9ª Vara Criminal de Curitiba, aceitou a denúncia do MP-PR contra o tucano pelo crime de corrupção passiva e por obter vantagem indevida em contrato de licitação.

No âmbito da Quadro Negro, Richa já responde pelos crimes de obstrução de justiça, corrupção, organização criminosa e prorrogação indevida de contrato de licitação.

Leia mais 

PITACO: Betinho já pode pedir música no Fantasístico.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *