Ex-deputado Valdir Rossoni vira réu por improbidade administrativa na Operação Quadro Negro

De acordo com denúncia do MP, tucano recebeu propina de sete licitações realizadas em Bitiruna.

Valdir Rossoni foi secretário da Casa Civil do Paraná e deputado estadual e federal — Foto: Reprodução/RPC

Valdir Rossoni foi secretário da Casa Civil do Paraná e deputado estadual e federal — Foto: Reprodução/RPC

O ex-deputado estadual e federal Valdir Rossoni (PSDB) virou réu por improbidade administrativa em uma ação civil pública ligada a Operação Quadro Negro, que investiga desvios de mais de R$ 20 milhões em obras de escolas públicas.

A denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) foi aceita pelo juiz Luis Mauro Lindenmeyer Eche, da Comarca de União da Vitória. A decisão da Justiça é do dia 9 de abril.

De acordo com o MP, Rossoni foi o beneficiário de propina de sete licitações realizadas no município de Bituruna, na região sul do Paraná. Segundo a denúncia, o filho do ex-deputado era prefeito da cidade na época das licitações.

A defesa de Valdir Rossoni informou que o ex-deputado não recebeu qualquer forma de propina e que tem a “plena certeza” de que a decisão será reformada (veja abaixo a posição da defesa).

Leia mais 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *