Itaipulândia: Acusados de compra de votos, prefeito e vice são cassados pelo TSE

Os dois devem ainda pagar multa e ficar 8 anos inelegíveis

   

Logo após serem eleitos em outubro do ano passado, o prefeito Miguel Bayerle, e o vice Juares José Bassani de Itaipulândia já passaram a ser investigados. Os dois políticos eram acusados de terem tentado comprar votos.

O processo se iniciou na comarca de São Miguel do Iguaçu e foi impetrado pela coligação rival “Renovar é Preciso”.

No último dia 26 de abril, saiu a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela cassação dos dois. Segundo o processo no site do TSE “(…) cassa-se o diploma expedido em favor de Miguel Bayerle e de Juares José Bassani, prefeito e vice-prefeito eleitos de Itaipulândia. Aplica-se aos investigados multa de 1.000 (mil) Ufirs”.

Os dois devem ainda ficar 8 anos sem poder se candidatar a cargos públicos. “Com o trânsito em julgado, declara-se a inelegibilidade, pelo prazo de 8 (oito) anos, a contar da eleição de 2012, dos investigados Miguel Bayerle e Juares José Bassani”, encerra a nota.

Ainda no mês de novembro do ano passado, nossa equipe de reportagem esteve em Itaipulândia e acompanhou relatos de pessoas que afirmaram que os políticos praticaram a compra de votos na eleição de 2012.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *