Possível fraude processual via legislativo nativo

O Jurídico da Câmara Municipal pode estar cometendo fraude processual ao juntar  procuração de quando o Rogério Quadros era presidente para pedir a participação no processo do Darci, do Edílio e da Anice. O presidente Beni Rodrigues não autorizou e não estava sabendo. Estão querendo defender a cassação do Conselho de Ética a todo custo. Vão acabar respondendo por isso. Veja fotos dos documentos abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *