Categorias
outros

VEJAM A OPINIÃO DE UMA INFECTOLOGISTA IGUAÇUENSE SOBRE O CORONAVÍRUS

Doutora Flávia Trench é médica infectologista atuando em Foz do Iguaçu e muito respeitada na sua profissão. Circula na internet um texto de sua autoria sobre o coronavírus, e como tudo que vai para a internet torna-se público, me permito repicar neste espaço. Boa leitura:

CORONAVÍRUS – COLOCANDO AS COISAS EM PERSPECTIVA

Ser Infectologista é apaixonante por muitos motivos, mas o principal deles é que nossa vida nunca é monótona, pois há sempre um vírus novo, uma bactéria mais resistente, um fungo mais agressivo e de quebra temos os príons.. Ah, os príons, estes incompreendidos….
Mas falemos agora da bola da vez : o famigerado 2019-nCoV ou Novo Coronavirus (para não iniciados). Quando aparece um vírus novo, mas do qual já conhecemos parentes próximos ( lembram da SARS -CoV e do MERS- CoV?) o melhor é dar uma olhada no passado e ver como se comporta um vírus desses e a partir deles propor medidas de controle e prevenção que é o que interessa para a maioria de nós.
Os coronavírus se transmitem através de gotículas e aerossol, pra resumir : gotas de saliva, muco nasal cheio de vírus que nos atingem quando um indivíduo tosse na cara da gente ou sobre uma superfície em que tocamos na sequencia e depois não lavamos as mãos e enfiamos o dedo na boca, no nariz e nos infectamos.

o n-CoV tem vacina? Não!
o n-CoV tem medicação específica para tratamento ou uso preventivo? Não !

MEDIDAS DE PREVENÇÃO

Higienização frequente das mãos com água e sabão ou alcool-gel.
Hoje em dia a gente acha potinhos pequenos de alcool -gel que podemos pendurar nas alças das bolsas ,maletas, carregar dentro do casaco etc….
Se precisar enfrentar lugares com aglomeração de pessoas – use máscara. Isso serve principalmente para quem vai viajar para as regiões de mais risco ou até para quem fica na linha de frente das portas de entrada para pessoas provenientes da área de risco (AEROPORTOS, PORTOS, AVIÕES ,RECEPÇÃO DE HOSPITAIS,HOTÉIS ETC…)

Quem já está com alguma doença respiratória e tosse e espirra pode fazer a gentileza de usar mascara quando perto de outras pessoas ou ao menos cobrir a boca e o nariz quando for tossir e higienizar as mãos na sequencia antes de tocar superfícies e encher de vírus o universo.

Locais de muita circulação de pessoas devem disponibilizar frascos de álcool gel com avisos para que as pessoas possam usar livremente.

Tem que ser produto de qualidade, senão ninguém usa e acaba sendo um gasto sem função.

Máscaras também devem estar a disposição para quem tem sintomas respiratórios ou que tem vulnerabilidade a doenças por alguma condição pessoal: doenças cronicas, câncer, doenças auto-imunes, transplantados, doentes de Aids, idosos , bebês, gestantes e por aí vai.

Todas as medidas acima não deveriam nos ser estranhas, pelo contrário, deveríamos adotá-las sempre, pois mais que novos vírus nossa preocupação tem que ser com os vírus de sempre.

Segundo dados do Ministério da Saúde , no ano de 2019 39.190 pessoas no Brasil tiveram Doença Respiratória Aguda Grave , 4939 dessas pessoas morreram, sendo que a maior parte destas mortes (1.109) foram causadas pelo velho e bom vírus da Gripe para o qual existe vacina conhecida e disponibilizada no SUS.

E VOCÊ AÍ PREOCUPADO COM O CORONAVÍRUS.

Compartilhe isto...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *