Arquivo do autor:admin

Sai a denúncia da operação HAMMER ON

São 80 páginas, separei um trechinho para mostrar que o Carlos Osório, o homem do Cazuza no Pros, que foi lançado deputado estadual pela sigla, foi denunciado por quatro crimes. A multa para esse grupo de denunciados abaixo é de oito milhões… Já bloquearam todos os bens de forma cautelar… Pagamento solidário, se alguém não pagar, os demais pagam por ele. Neste grupo só o Carlos Osório tem grana para pagar.

Denúncia do MPF atinge 34
pessoas na Operação Hammer-on

Acusados vão responder por crimes contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro e organização criminosa

O Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) ofereceu nesta segunda-feira (18) quatro denúncias que inauguram uma série de acusações criminais contra membros de uma organização criminosa com ramificações na região de Foz do Iguaçu e Curitiba. As investigações indicam que os acusados sejam responsáveis por crimes praticados a partir de 2008 contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Os denunciados foram alvo da Operação Hammer-on, deflagrada no mês de agosto pela Polícia Federal com alvos espalhados em ao menos quatro Estados.
De acordo com a assessoria do MPF, a partir de elementos colhidos ao longo da investigação, “tornou-se visível a estrutura da organização criminosa, de modo que foram identificados e delimitados cinco núcleos de pessoas interligadas identificados da seguinte maneira: núcleo Da Luz Milani; núcleo Gerhardt; núcleo Gavazzoni; núcleo da Rosa e núcleo Ferreira Melo. Nessa primeira fase estão sendo denunciados os líderes e principais operadores dos núcleos Da Luz Milani; Gavazzoni; Da Rosa e Ferreira Melo”, informa.
Em material encaminhado à redação do jornal Gazeta Diário ao final da tarde de ontem, o MPF compartilha o nome dos denunciados: Claudir Antônio da Luz, Dionízio Milani Júnior, Cesar Augusto Ludke, Lessandra Ludke, Carlos Osório, Jackson Luiz Gavazzoni, Olmar Gavazzoni, Nilse Maria Barcarolo Gavazzoni, Adriana Gavazzoni, Daniele Gavazzoni, Débora Bertuol, Amauri Rafaelli, Flávio Potrick, Agnaldo Sipriano da Silva, Ananias de Souza Ribeiro, Wagner José Amaral, José Roberto Yabu, Eugênio Rosa da Silva, Genisson Rosa da Silva, Sérgio Stefani de Souza, Paulo César do Santos Carvalho, Wanderley da Paixão Martins, Fábio Seffrin da Silva, Pedro Faria da Rocha, Siderley Luiz Beatriz Baillo, Alberto Gineste Netto, Carlos Alberto Dias de Oliveira, Itamar Ferreira da Silva, Peterson Motta Melo, Karine Rafaela da Silva Faria, Mônica Cristina Ferreira da Silva Santos, Jair Rodrigo da Silva Oliveira, Cleia de Oliveira Campos e Luciano de Paula Pacheco.
“Em linhas gerais os denunciados, para fins de obtenção de vantagem financeira, associaram-se de maneira estruturada, caracterizada pela divisão de tarefas, com o objetivo de praticar diversos delitos sujeitos à pena de reclusão e, mediante remuneração, disponibilizaram as contas bancárias de suas empresas de fachada para a captação, intermediação e aplicação de recursos financeiros de terceiros, dissimulando a origem ilícita do dinheiro que ingressava em tais contas, remetendo-o, então, de forma também ilícita, ao exterior”, pontua o MPF.
O órgão informou ainda que os recursos manejados pela organização criminosa foram transferidos sistematicamente entre as centenas de contas bancárias de maneira a despistar as transações e, ao mesmo tempo, concentrar os valores, aglutinando-as progressivamente em uma ou outra instituição financeira, dependendo da facilidade encontrada em cada agência bancária para posterior disponibilização dos valores.
“Foi comprovado durante as investigações que grande parte do dinheiro movimentado é oriundo das mais diversas práticas criminosas, tal como descaminho, contrabando e tráfico de drogas, sendo que as movimentações visavam a ocultar e dissimular sua origem ilícita para, ao final, remeter os valores ilegalmente ao exterior”.
Além de casas de câmbio situadas em Foz do Iguaçu, para a realização dos serviços financeiros e de lavagem de dinheiro e com a intenção de perpetuar o esquema criminoso e distanciamento pessoal, os líderes valeram-se de empresas de fachada, constituídas principalmente nas cidades de Curitiba e Foz do Iguaçu, bem como postos de combustíveis e até mesmo churrascarias sediadas, em sua maioria, na capital, e que em cujo quadro societário figuram familiares e pessoas próximas. (Informações da Assessoria de Comunicação do MPF/PR)

Núcleos e valores movimentados

1) Núcleo Da Luz Milani
Movimentação financeira identificada:
Débito: R$ 160.690.660,81
Crédito: R$ 160.867.972,15
2) Núcleo Ferreira Melo
Movimentação financeira identificada:
Débito: R$ 1.271.256.187,99
Crédito: R$ 1.271.249.119,57
3) Núcleo Gavazzoni
Movimentação financeira identificada:
Débito: R$ 689.610.618,93
Crédito: R$ 688.329.738,11
4) Núcleo Da Rosa
Movimentação financeira identificada:
Débito: R$ 410.942.273,07
Crédito: R$ 410.822.449,67

Com assessoria do MPF

Rapadura é doce mas não é mole, né Cazuza?

 

PEGA MENTIRA…

Quando a HAMMER ON engoliu o Carlos Osório, et caterva, o Cazuza correu para desmentir que ele não era filiado ao Pros… Veja o link acima…

Como mente esse Cazuza. Nesse batidão vai superar o mitômano da fronteira…

Governo do Estado corta recursos e municípios atingidos por barragens perdem repasse de ICMS adicionado

Um acordo de apoio financeiro realizado há vinte anos entre o Governo do Estado e os municípios paranaenses que tiveram parte de suas áreas atingidas pela barragem do Rio Paranapanema, deve ser encerrado ainda este ano. A notícia foi recebida com espanto pelos 33 prefeitos dos municípios limítrofes aos sete reservatórios, através do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Paranapanema, a partir da divulgação no último dia 15 dos novos índices de ICMS, sobre o valor da geração de energia elétrica, que serão repassados pela Secretaria da Fazenda do Paraná.

A Associação Nacional dos Municípios Sedes de Usinas Hidrelétricas – AMUSUH foi acionada e enviou um pedido de informações para descobrir o que motivou a retirada destes repasses, que representam grande parte da receita destes municípios paranaenses.

A SEFA, por sua vez, alegou que a base da empresa proprietária das usinas hidrelétricas do Rio Paranapanema é o Estado de São Paulo e que, por isto, não possuiria condições técnicas para apropriar o valor correto a ser destinado a cada município.

Os prefeitos dos municípios afetados já realizaram diversas reuniões com a Secretaria da Fazenda, buscando uma justificativa para a mudança de critérios e o porquê do cancelamento do repasse destes recursos. Conforme publicado pelo Jornal Folha de Londrina (11/09/2017), no caso de Ribeirão Claro, por exemplo, a previsão é de que o município deixe de receber R$ 1 milhão por ano com a mudança.

Na tarde desta segunda-feira, 18 de setembro, uma nova reunião será realizada, na sede da Secretaria em Curitiba, na tentativa de um entendimento, uma vez que a barragem quando construída, retirou destes municípios o potencial de área cultivável nos locais onde ficam os reservatórios.

Para o deputado estadual Requião Filho, a medida não afeta o caixa do Estado e trata-se de mais um “calote” do Governo do Paraná.

“O que eles tentam agora é só mais uma manobra, que demonstra a falta de compromisso deste desgoverno com os paranaenses. Representa queda significativa na arrecadação dos municípios, num momento de grande dificuldade econômica, com menos recursos para aplicar em segurança, saúde, trabalho e serviços”.

O deputado garantiu apoio a todos os municípios afetados e colocou o gabinete à disposição de todos os prefeitos interessados.

– Conforme documento enviado pelo Rio Paranapanema, datado em 26/07/2017, (anexo) remetido a Sefa-CAEC/DAM – Divisão de Assuntos Municipais, a empresa vem repassando normalmente os valores com as cotas de cada município limítrofe com o Estado do Paraná, parâmetro pacificado na legislação federal.

Os municípios afetados são:

  1. Alvorada do Sul,

  2. Andirá,

  3. Cafeara

  4. Cambará,

  5. Carlópolis,

  6. Centenário do Sul,

  7. Diamante do Norte,

  8. Florestópolis,

  9. Ibiporã,

  10. Inajá,

  11. Itaguajé,

  12. Itambaracá,

  13. Jacarezinho,

  14. Jardim Olinda,

  15. Jataizinho,

  16. Leópolis,

  17. Lupionópolis,

  18. Paranapoema,

  19. Paranavaí,

  20. Porecatu,

  21. Primeiro de Maio,

  22. Rancho Alegre,

  23. Ribeirão Claro,

  24. Salto do Itararé,

  25. Santa Inês,

  26. Santa Mariana,

  27. Santana do Itararé,

  28. Santo Antônio do Caiuá,

  29. Santo Inácio,

  30. Sertaneja,

  31. Sertanópolis,

  32. Siqueira Campos,

  33. Terra Rica (veja o despacho no link abaixo)

    Repasses Energia

Secretário apaixonado

Secretário do prefeito Chico Brasileiro foi flagrado aos beijos com uma diretora de sua pasta. Um gaiato (tem sempre um por perto) flagrou e deu com a língua nos dentes. Seria um ato aparente inofensivo senão fosse o detalhe de que, ambos, são casados. Nossa língua de plantão no pedaço, me disse que vai dar o nome dos pombinhos apaixonados. Conta, conta, contador…

O QUESTIONÁRIO DO MP AOS ASSESSORES

Uma das perguntas do MP que vem inquietando  muitos assessores diz respeito ao local em que realizam seu trabalho. Por exemplo: o regimento da Câmara Municipal diz que assessor de vereador pode executar seu trabalho externamente. O MP entende que isso não é concebível, no que faz muito bem. Aguardemos a rebordosa.

PITACO: Essa estratégia de cada vereador manter quatro assessores, com salário de oito mil reais, precisa ter um fim. Foz do Iguaçu tem abissais demandas, na saúde, educação, segurança, e essa dinheirama jogada ao ralo com um batalhão de assessores não pode continuar. Fez muito bem o MP ao iniciar sua cruzada no mister. Congratulations

OITIVAS DA PECÚLIO NOVAMENTE ADIADA

As oitavas  de testemunhas de defesa do Reni Pereira que deveria acontecer nesta segunda (18) no processo da Pecúlio foi novamente adiada. Reni Pereira voltou a ser internado no sábado, tendo recebido alta hospitalar nesta segunda.
E os pilantras que estão fazendo chacota com o infortúnio de um cidadão que se acidenta gravemente deveriam envergonhar-se. Amorais!

RESPONDA RÁPIDO:

Pessoa acometida de depressão deve tratar-se, ou ficar azucrinando a vida das pessoas na internet?

ADEMIR FERREIRA E A FILHA DIRETORA DO HOSPITAL MUNICIPAL

Ouvimos na rádio Cultura nesta segunda (18) o Ademir Ferreira, chefe da 9ª regional de Saúde, tentar amenizar a gravidade da situação da Inês “da Saúde”, á respeito da contratação da Crystal Link, sem licitação. Fez das tripas coração para contemporizar…
Pena que a rádio  do doutor “Bozó” esqueceu de lhe fazer uma pergunta importante:
Saber do nobre dirigente da Saúde se a manutenção de sua filha como Diretora do Hospital Municipal não lhe traz desconforto…
Isto sim seria uma bela pergunta, pena que não fizeram. Estavam focados em um único objetivo.
É isso que dá não ler o Língua…

CADÊ A SOLUÇÃO DO CASO VEREADOR PROTETOR JORGE

Presidente da Câmara Municipal segue com o seu olhar de paisagem sobre a celeuma envolvendo o vereador Protetor Jorge (do PTB seu e do Vermelho). O STJ indeferiu recurso sobre a condenação do vereador por improbidade administrativa. Os entendidos no assunto dizem que ele tem que deixar a legislatura. E porque ninguém mais fala nisso, nem a azedinha? (essa não vai falar nunca, associou-se ao Vermelho). Que dureza Fabinho!

 

ADVOGADO DO SUPERMAX

Saiu fora da defesa do auditor fiscal estadual ICMS Luiz Antonio de Souza em Londrina, que delatou uma quadrilha na Receita Estadual, está sem advogado. O causídico bariátrico Eduardo Duarte Ferreira está deixando os ofícios. O Paçoca Claudio Osti com Bebola entregou
Pitaco: O caso é uma minissérie da Netflix
Pitaco II: Mais do borogodó AQUI

Receita Federal apreende crack e munições em ônibus de turismo internacional

Na noite de sexta-feira (15), no âmbito da Operação Fronteira Integrada, servidores da Receita Federal (RF) apreenderam Crack, arma de fogo e munições em um ônibus abordado no Posto Fiscal de Bom Jesus/PR.

A abordagem foi iniciada por volta das 19h em um ônibus de linha que seguia de Assunção/PY com destino a Niterói/RJ. Ao ser realizada a inspeção minuciosa no veículo e nas bagagens dos passageiros, foram encontrados, dentro de uma bolsa, 850 gramas de crack, um revólver calibre 32, munições diversas e um carregador. A bolsa pertencia a um jovem de 20 anos de idade que já havia sido presa pelo crime de receptação.

As mercadorias contrabandeadas e a jovem foram encaminhadas para a Polícia Civil de Medianeira/PR para os procedimentos cabíveis.

Com assessoria da RFB

ALLAN AAL COMANDA SÉRIE INÉDITA DE 11 JOGOS INVICTOS DO FOZ DO IGUAÇU FC

 

Azulão não perde uma partida desde Junho, quando ainda disputava o Brasileiro da Série D.

O Foz do Iguaçu FC não comemora apenas a classificação antecipada para as quartas-de-final da Taça Federação, competição que dá ao campeão uma vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D 2018. No último dia 11, completaram-se 90 dias de invencibilidade do Foz do Iguaçu FC sob o comando do técnico Allan Aal e do supervisor de futebol , Negreiros.

São 11 jogos sem que o jovem, porém experiente elenco, não sabe o que é uma derrota. Foram 3 partidas pelo Campeonato Brasileiro da Série D 2017, diante de adversários como o campeão gaúcho Novo Hamburgo, e 8 partidas pela Taça Federação, onde é a única equipe invicta na competição.

A dupla Allan e Negreiros , que já haviam atuado juntos como jogadores defendendo o Rio Branco ( Paranaguá) , iniciaram o trabalho de formação do atual elenco do Foz do Iguaçu FC em Dezembro de 2016. Apostando em jovens talentos e priorizando os “pratas-da-casa”, sob o comando de Allan e Negreiros, o Azulão disputou o Campeonato Paranaense da 1ª Divisão 2017, garantindo a permanência da equipe na elite do futebol estadual pelo quarto ano consecutivo; o Campeonato Brasileiro da Série D 2017, onde apesar de ter apenas 20 dias de preparação para a competição ficaram a uma vitória simples da classificação para a segunda fase; e na Taça Federação vem fazendo uma campanha impecável , conquistando a classificação para o “mata-mata” com uma rodada de antecedência.

“Nossa diretoria decidiu apostar em um técnico e elenco jovem, e os resultados vem acontecendo dentro do que havíamos planejado. Nosso torcedor pode ter certeza que temos muitas conquistas ainda pela frente e valorizando acima de tudo a juventude”, disse o presidente Arif Osman.

Para Allan Aal, o desafio de trabalhar com jogadores jovens tem sido gratificante. “ Vemos a evolução deles, a maioria teve sua primeira oportunidade no estadual e hoje já contam com um brasileiro no seu currículo. Estamos conquistando nossos objetivos degrau a degrau e indo no caminho certo”.

O próximo desafio do Azulão será no Estádio ABC pela nona e última rodada da primeira fase da Taça Federação e será mais um clássico do Oeste. No Domingo (24), às 11 horas, o Foz do Iguaçu FC recebe o Toledo Esporte Clube. Os ingressos antecipados custam apenas R$ 10,00 mais  kg de alimento.

“Contamos com o torcedor no ABC para darem força e valorizarem nossos meninos. Podem ter certeza, já temos uma grande base para fazermos uma boa campanha na primeira divisão do Paranaense 2018”, finaliza Negreiros.

Sinto falta desse amor…

Ideli Salvati (PT de Santa Catarina) e José Sarney (PMDB do Geddel)

Vereador e ex-secretário de Pato Branco são presos

Do Fernando Tupan

 O vereador Marco Pozza (PSD) e o ex-secretário de saúde de Pato Branco, Valmir Chiochetta, no sudoeste do Paraná, foram presos na manhã desta segunda-feira (18) durante a deflagração de uma operação das polícias civis do Paraná e de Santa Catarina. Chiochetta atualmente é secretário de saúde de Clevelândia, na mesma região. No total, estão sendo cumpridos 67 mandados judiciais de uma ação que mira servidores públicos e empresários também de Saudade do Iguaçu. A ação foi batizada de Operação Hígia. As informações são do G1 Paraná.

Continuar lendo

Kátia Dittrich é indiciada na Câmara de Curitiba

katia Dittrich

A Comissão Processante da Câmara Municipal de Curitiba aceitou a denúncia contra a vereadora Katia Dittrich (SD). A parlamentar é acusada por seis funcionários de exigir parte dos salários dos comissionados indicados para permanecerem nos cargos. O interessante foi a desculpa fantasiosa de Dittrich para os ilícitos. Ela culpa este blog e o ex-vereador Zé Maria (SD) pela denúncia. Agora, com as oitivas, aparecerão os vídeos que comprovam como a defensora dos animais agia no exercício do mandato. Em tempos de Lava Jato este é o momento para coloca ponto final no desvio de conduta.