Arquivo do autor:admin

Rodovias reclassificadas no Paraná

Proposta do Deputado Sergio Souza:

Detalhe que passou desapercebido:
São Paulo anunciou nova Concessão deste trecho de Florínea até Minas Gerais para o grupo Pátria – AQUI
O grupo Pátria Investimentos anunciou nesta terça-feira, 6, a criação da Entrevias Concessionária de Rodovias S/A para administrar o lote de rodovias do Centro-Oeste Paulista. O contrato de concessão foi assinado nesta data com o governo do Estado no Palácio dos Bandeirantes. AQUI
 

PCC “compra” militares estrangeiros na fronteira

Investigações revelam que a facção nascida em São Paulo cooptou integrantes das forças de segurança de países vizinhos, como o Paraguai

Do Correio Brasiliense

 Fundado ainda em 1993, o grupo paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) foi o responsável pelo maior assalto da história do Paraguai em abril deste ano. Ali, atuou a 1.044km de São Paulo, mais precisamente em Ciudad del Este. Pelo menos 30 homens com armamento de guerra, como metralhadoras, fuzis e explosivos, roubaram US$ 40 milhões de uma empresa de transporte de valores. Isso foi a parte exposta até aqui. O que não se sabia até agora era que a facção — que, dentro de prisões, desafia autoridades brasileiras com execuções a sangue frio e rebeliões cada vez mais violentas — também passou a comprar o apoio de policiais e militares de países vizinhos para garantir o sucesso das violentas ações.
Leia mais 

Menor é preso portando maconha durante fiscalização da Operação Muralha

No início da tarde deste sábado, (24), por volta das 14h, na barreira de fiscalização instalada ao lado da praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR, durante abordagem no âmbito da Operação Muralha, servidores da Receita Federal e militares do Exército Brasileiro apreenderam um menor portando maconha em um ônibus de linha com destino a Cascavel.

Durante a vistoria do ônibus, militares com o apoio de servidores perceberam um nervosismo excessivo de um passageiro em específico e, ao realizar a fiscalização do mesmo, encontraram 10,38 kg de substância análoga a maconha. O passageiro era um menor de idade (17 anos) que já possuía outras passagens por porte de drogas e estava levando a droga para Criciúma/SC.

Pela condição de ser menor de idade, o passageiro e a droga foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de em São Miguel do Iguaçu/PR.

TRÁFICO

Foi repassada informações do serviço reservado da polícia militar, por volta de 11:50h, de que no Porto Belo, estaria ocorrendo a comercialização de drogas, e que possivelmente estariam guardados na casa, duas armas de fogo. No local, foi feito contato com o morador da casa denunciada, sendo explicado a ele o teor da denúncia, sendo que o mesmo relatou não haver nada de ilícito na residência, franqueando a entrada das equipes no imóvel. Foi procedida breve busca no interior da casa, sendo localizado em um dos quartos, um tablete de substância análoga à cocaína que pesada totalizou um quilo e trinta e um gramas, como também uma balança de precisão. Indagado o homem sobre a droga encontrada, o mesmo disse desconhecer de quem seria. Durante a permanência das equipes no local, compareceu o filho do dono da casa, o qual assumiu a propriedade da droga. Diante do fato foi dada voz de prisão ao rapaz, sendo ele e a droga encaminhados à 6ªSDP para providências de polícia judiciária.

VEÍCULO RECUPERADO/DROGA APREENDIDA

A equipe policial quando em patrulhamento ostensivo e preventivo pela avenida Iguaçu, centro da cidade de são Miguel do Iguaçu, recebeu denúncia anônima, por volta de 12:45h, que nas estradas que dão acesso da comunidade de nova Roma, haveria uma grande movimentação de veículos em atitude suspeita.  A equipe deslocou até o local, sendo que ao chegar no trevo de acesso a referida comunidade, foi avistado um comboio com três automóveis saindo da estrada de calçamento, sendo os veículos um Renault/Clio de cor prata, um gm/Astra de cor vermelha e um vw/Gol de cor branca. Ao perceberem a aproximação da viatura policial devidamente caracterizada, os veículos empreenderam fuga na rodovia BR 277 sentido a cidade de São Miguel do Iguaçu. Foi iniciado um acompanhamento tático, o motorista do Gol, portava um objeto de cor preta na mão direita, sendo que em dado momento o condutor efetuou disparos de arma de fogo em direção a viatura policial com intuito de evitar a abordagem. Diante da situação, foram efetuados disparos de arma de fogo em direção aos pneus do veículo com intuito de repelir a injusta agressão e cessar o acompanhamento para que fosse realizada a abordagem, o pneu do veículo vw/gol estourou, sendo que nesse momento o condutor adentrou um milharal, vindo a abandonar o automóvel. Em consulta ao sistema sesp/intranet ficou constatado o veículo era roubado. Em averiguação na parte interna do automóvel foi localizado uma grande quantia de maconha, a qual ao ser contada, totalizou a quantia de 140 tabletes, pesando aproximadamente 143 quilos, além de que foi localizado também um rádio comunicador de cor preta, um binóculo de cor preta, e uma balança digital. Diante do fato, foi solicitado apoio de um guincho para a remoção do automóvel, sendo posteriormente encaminhado juntamente com a substância entorpecente apreendida até a delegacia de polícia civil para os procedimentos cabíveis.

CUMPRIMENTO DE MANDADO

Durante patrulhamento de trânsito no jardim Europa, por volta de 18:35h, equipe observou dois indivíduos em atitude suspeitas em frente a uma residência. Foi dado voz de abordagem a esses indivíduos, realizado busca pessoal nada de ilícito encontrado, entretanto, checado os respectivos nomes junto ao sistema policial, havia um mandado de busca e apreensão em desfavor de um deles. Diante dos fatos o menor foi encaminhado à delegacia especial do adolescente para os procedimentos de polícia judiciária.

APREENSÃO DE MENOR

Durante patrulhamento de trânsito na região do Morumbi II, por volta de 22:35h, a equipe observou dois indivíduos em atitudes suspeitas em frente a um lava car. Ao realizar busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado, porém havia um mandado de busca e apreensão em desfavor de um deles. Diante dos fatos, foi dado voz de apreensão ao menor e encaminhado à delegacia especial do adolescente para os procedimentos de polícia judiciária.

POSSE/PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

A equipe estava em patrulhamento, pelo bairro Morumbi, por volta de 21:40h, quando no local se deparou com três indivíduos em atitude suspeita, ao realizar a abordagem, localizou na de um dos abordados, um revólver calibre 22, municiado, os outros dois suspeitos foram abordados, porem nada de ilícito foi localizado. O suspeito que estava de posse da arma de fogo foi conduzido até a delegacia de polícia civil para as providencias cabíveis.

CONTRABANDO OU DESCAMINHO

A equipe policial quando em patrulhamento ostensivo e preventivo pelo centro da cidade de São Miguel do Iguaçu, por volta de 19:00h, avistou um veículo fiat/Palio de cor preta, sendo que o condutor ao perceber a presença da viatura devidamente caracterizada demonstrou nervosismo. Diante da fundada suspeita, foi realizada a abordagem. Em revista veicular foi localizado no porta malas uma sacola na cor preta, a qual continha alguns objetos oriundos do Paraguai. Diante do fato, o condutor e a sacola com os objetos, foram encaminhados até a praça de pedágio de São Miguel do Iguaçu onde ocorre a operação muralha.

CUMPRIMENTO DE MANDADO

Equipe policial estava patrulhando pelo Jardim São Paulo por volta de 04:20h, quando foi abordado um rapaz em atitude suspeita. Nada de ilícito foi encontrado, porém ao ser consultado a identificação que ele forneceu, foi constatado mandado de busca e apreensão. O menor foi encaminhado para a DEA.

VEÍCULO RECUPERADO

Em patrulhamento pela rua Nicolau Estapilque, a equipe avistou um veículo vw Gol, estacionado. Checado a placa constava alerta de furto/roubo, um senhor se apresentou como proprietário do veículo e também apresentou documentação de que o veículo foi entregue ao mesmo na data de 27/06/2016, pois dias teria sido foi furtado. A equipe encaminhou o veículo, proprietário e a documentação apresentada até a 6ª SDP para as providencias cabíveis.

MOTO RECUPERADA

A equipe policial foi solicitada pela vítima, ao qual relatou que no dia 22/06/2017, foi vítima de roubo e dele subtraíram uma motocicleta Yamaha ybr, sendo que o mesmo logrou êxito em localizar a motocicleta em uma oficina na avenida das Orquídeas, o proprietário da mesma, relatou que quem deixou a motocicleta para conserto foram dois indivíduos, um conhecido pela alcunha de cabeção.  Diante dos fatos a motocicleta, o proprietário da moto e o dono da oficina foram encaminhados para a delegacia para procedimentos cabíveis.

DROGA ABANDONADA

Em patrulhamento a pé em meio a mata, por volta de 18:00h, na comunidade conhecida como favela do Jupira, escondido em meio a mata foi encontrado cinco tabletes em tamanho e peso variados de maconha, totalizando dois quilos e seiscentos gramas. Diante dos fatos foi deslocado para a 6ªSDP com a droga para as devidas providencias.

POSSE/PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

A polícia militar de medianeira, foram informadas, por volta de 01:00h, que havia um indivíduo armado em um clube e que estava sendo contido pelos seguranças. Deslocado até o local e conversado segurança do estabelecimento, o qual relatou que havia tido um desentendimento dentro do local. Porém, teria ouvido dos envolvidos, que pegariam uma arma e tirariam a limpo o fato. Diante disso o segurança acompanhou e notou que um dos envolvidos, pegando um revolver onde conseguiu retira-lo de sua posse. O revolver apresentado para a equipe tratava-se de um .38, marca Rossi, contendo 5 (cinco) munições intactas, sendo 4 (quatro) delas da marca aguila (de origem paraguaia) e 1 (uma) winchester. Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao homem que estava com a arma de fogo e encaminhado para a polícia civil para providencias

DROGA APREENDIDA

Em patrulhamento pelo Profilurb II, por volta de 03:00h, a equipe visualizou um veículo Golf de cor preta cujo condutor encontrava-se em atitude suspeita. No ato da tentativa de abordagem, o veículo empreendeu fuga da equipe policial em altíssima velocidade na direção a invasão do Bubas. Foi utilizado giroflex e sirene, bem como sinal de luz, para que o mesmo parasse, porem o condutor acelerou e avançou várias preferenciais. Já no interior da invasão, o mesmo veio a perder o controle do veículo e parou. Nesse instante, o motorista desceu correndo   do automóvel e se evadiu em meio aos barracos.  No interior do veículo, foram localizados 11 fardos com vários tabletes de substancia análoga a maconha. Ainda em revista no automóvel, foram localizados um aparelho celular, uma carteira de documentos, sendo que no seu interior havia 11 cartões de credito de diferentes bancos. Diante do ocorrido, foi encaminhado o veículo, a droga, a carteira com documentos, o celular para a 6ª SDP para providencias. A droga totalizou cento e noventa e nove quilos e quatrocentos e cinquenta gramas.

CONTRABANDO OU DESCAMINHO

Entorno das 20 horas e 30 minutos do dia 25 de junho de 2017, segundo denúncias anônimas, haveria três veículo andando em meio a plantação de milho, próximo da sede da fazenda Iranildo em São Miguel do Iguaçu.  De imediato a equipe policial deslocou até as proximidades do endereço supracitado, onde foi possível avistar dois veículos, um Renault/Logan de cor prata e um Audi A3 de cor preta, saindo de uma estrada rural que dá acesso ao local, onde os supostos veículos estariam. Diante do fato, foi iniciado o acompanhamento tático, logrando êxito em abordar o veículo Renault/Logan, já próximo da área urbana da cidade de São Miguel do Iguaçu. No veículo foi constatado diversas mercadorias oriundas do Paraguai, motivo pelo qual o veículo e os abordados foram encaminhados para a polícia militar, onde foi confeccionado o boletim de ocorrência, sendo o veículo encaminhado a sede da Operação Muralha.

 

Em novo relatório, PF diz que Temer obstruiu a Justiça

Informações consta de novo relatório enviado pela PF ao STF nesta segunda-feira

Da VEJA

A Polícia Federal concluiu nesta segunda-feira que o presidente Michel Temer praticou o crime de obstrução de Justiça ao “incentivar” a manutenção de “pagamentos ilegítimos” pela JBS ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) e por não ter acionado as autoridades competentes ao ouvir o empresário Joesley Batista dizer que estava “comprando” procuradores e juízes para obter benefícios em investigações das quais era alvo. As constatações se baseiam no laudo do áudio da conversa travada entre Joesley e Temer no dia 7 de março, no Palácio do Jaburu — o executivo gravou secretamente o diálogo e o entregou à Procuradoria-Geral da República para conseguir fechar o acordo de delação premiada que lhe garantiu imunidade penal para todos os delitos confessados até aquele momento.

FAB: Avião com cocaína decolou de fazenda que pertence a Blairo Maggi

Bimotor interceptado pela FAB decolou da Fazenda Itamarati Norte, em Campo Novo do Parecis (MT), propriedade do Grupo Amaggi, do ministro da Agricultura
 Marcelo Camargo / Agência Brasil

 Blairo Maggi

Maggi é um dos mais ricos empresários do agronegócio no Brasil

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou no domingo 25 um avião bimotor, na região de Aragarças (GO), em uma ação que culminou na apreensão de 653 quilos de cocaína. De acordo com a FAB, o avião, de matrícula PT-IIJ, decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis (MT) com destino a Santo Antonio do Leverger (MT). A Fazenda Itamarati Norte pertence ao senador licenciado e ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP).

A assessoria de imprensa do Grupo Amaggi, que pertence ao ministro e a seus familiares, confirmou por telefone a CartaCapital que uma fazenda com “o mesmo nome” do divulgado pela FAB pertence ao grupo, e disse que preparava nota oficial.

Em nota oficial (confira a íntegra no fim do texto), a Amaggi negou ter qualquer relação com a aeronave e afirmou que não emitiu autorização de pouso ou decolagem para a mesma. Além disso, argumentou que a região de Campo Novo do Parecis é “vulnerável à ação de grupos do tráfico internacional de drogas, dada a sua proximidade com a fronteira do estado de Mato Grosso com a Bolívia” e que já auxiliou a Polícia Federal em uma ação similar em outra fazenda da região.

No site da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso, há um processo de licenciamento de um aeródromo na Fazenda Itamarati Norte, em Campo Novo do Parecis, que tem como proprietário o Grupo Amaggi.

A assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura encaminhou a solicitação de informações de CartaCapital a um assessor pessoal de Maggi, que repassou o contato à assessoria do Grupo Amaggi. Segundo reportagem da revista Globo Rural, a Fazenda Itamarati Norte foi adquirida em junho de 2010 pelo Grupo Amaggi. A propriedade foi arrendada por oito anos do empresário Olacyr de Moraes, conhecido como “Rei da Soja”.

Consulta pela matrícula do bimotor no sistema do Registro Aéreo Brasileiro (RAB), da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), mostra que a aeronave pertence a Jeison Moreira Souza.

Em uma segunda nota, publicada nesta segunda-feira 26, a FAB afirmou que a informação de que o bimotor decolou da Fazenda Itamarati Norte foi fornecida pelo próprio piloto, durante a abordagem. “A confirmação do local exato da decolagem fará parte da investigação conduzida pela autoridade policial”, afirmou a Força Aérea.

A interceptação

A interceptação da aeronave ocorreu durante a Operação Ostium, dedicada a coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a FAB, a Polícia Federal e órgãos de segurança pública.

A interceptação, feita por uma aeronave A-29 Super Tucano, teve início às 13h17 de domingo. Segundo a FAB, o piloto seguiu os protocolos das medidas de policiamento do espaço aéreo e interrogou o piloto do bimotor. Na sequência, determinou a mudança de rota e o pouso obrigatório no Aeródromo de Aragarças (GO).

Inicialmente, afirma a FAB, a aeronave interceptada seguiu as instruções da defesa aérea, mas em vez de pousar no aeródromo indicado, arremeteu. O piloto da FAB, diz a Aeronáutica, novamente comandou a mudança de rota e solicitou o pouso, porém o avião não respondeu.

Avião com 500 quilos de cocaína é interceptado em Jussara

A partir desse momento, afirma a FAB, o bimotor foi classificado como hostil. O A-29 executou um tiro de aviso, para forçar o piloto da aeronave interceptada a cumprir as determinações da defesa aérea, e voltou a determinar o pouso obrigatório. O avião interceptado novamente não respondeu e pousou na zona rural do município de Jussara (GO).

De acordo com a Polícia Militar de Goiás, os ocupantes da aeronave fugiram após um pouso na área rural do município. Um helicóptero da PM-GO foi acionado e realizou buscas no local. Inicialmente, a FAB apontou que a carga apreendida era de 500 quilos de cocaína, mas a PM atualizou o número, elevando para 653 quilos. Ainda segundo a PM do estado, a carga está avaliada em 13 milhões de reais.

Segundo a FAB, o avião seria removido para o quartel da Polícia Militar de Goiás em Jussara. A droga apreendida será encaminhada para a Polícia Federal em Goiânia.

O que disse a Amaggi

A respeito das informações divulgadas pela Força Aérea Brasileira no último domingo 25, dando conta da interceptação de uma aeronave carregada de entorpecentes que teria decolado de uma pista localizada na Fazenda Itamarati, arrendada pela Amaggi, a companhia vem a público informar que:

a) Tomou conhecimento do caso por meio da imprensa e aguarda o desenrolar das investigações sobre a propriedade da aeronave e as circunstâncias exatas em que ela – conforme afirma a FAB – teria pousado na Fazenda Itamarati e decolado a partir de uma de suas pistas;

b) A empresa não tem qualquer ligação com a aeronave descrita pela FAB e não emitiu autorização para pouso/decolagem da mesma em qualquer uma de suas pistas;

c) Localizada em Campo Novo do Parecis, a parte arrendada pela Amaggi na Fazenda Itamarati conta com 11 pistas autorizadas para pouso eventual (apropriadas para a operação de aviões agrícolas, o que não demanda vigilância permanente) localizadas em pontos esparsos de 54,3 mil hectares de extensão;

d) A região de Campo Novo do Parecis tem sido vulnerável à ação de grupos do tráfico internacional de drogas, dada a sua proximidade com a fronteira do estado de Mato Grosso com a Bolívia;

e) Tal vulnerabilidade acomete também as fazendas localizadas na região. Em abril deste ano, a Amaggi chegou a prestar apoio a uma operação da Polícia Federal (PF), quando a mesma foi informada de que uma aeronave clandestina pousaria com cerca de 400 kg de entorpecentes (conforme noticiado à época) em uma das pistas auxiliares da fazenda. Na ocasião, a PF realizou ação de interceptação com total apoio da Amaggi, a qual resultou bem-sucedida.

A Amaggi se coloca à disposição das autoridades para prestar todo apoio possível às investigações do caso.

Janot denuncia Temer ao STF por corrupção passiva

Denúncia foi apresentada nesta noite ao Supremo com base nas investigações desencadeadas a partir da delação de Joesley Batista e outros executivos da JBS

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou na noite desta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia por corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), e o ex-deputado federal e ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), com base nas investigações desencadeadas a partir das delações da JBS. Esta é a primeira vez na história do país que um presidente é denunciado no exercício do mandato.

“Entre os meses de março a abril de 2017, com vontade livre e consciente, o presidente da República, Michel Miguel Temer Lulia, valendo-se de sua condição de chefe do Poder Executivo e liderança política nacional, recebeu para si, em unidade de desígnios e por intermédio de Rodrigo Santos da Rocha Loures, vantagem indevida de 500.000 reais ofertada por Joesley Mendonça Batista, presidente da sociedade empresária J&F Investimentos S.A., cujo pagamento foi realizado pelo executivo da J&F Ricardo Saud”, afirma trecho da denúncia. Em outra parte, Janot diz que Temer e Loures, “em comunhão de esforços e unidade de desígnios, com vontade livre e consciente, ainda aceitaram a promessa de vantagem indevida no montante de 38 milhões de reais.”

Apontado como o “homem da mala” de Temer, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com 500.000 reais do diretor de relações institucionais da JBS e delator Ricardo Saud em um restaurante de São Paulo, no dia 24 de abril. O valor seria parte da propina combinada com o ex-parlamentar para resolver uma pendência da empresa no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em encontro no Palácio do Jaburu na noite do dia 7 de março, Temer indicou Loures como seu interlocutor de “estrita confiança” a Joesley Batista, que gravava secretamente a conversa e havia lhe perguntado se o Palácio do Planalto poderia ajudá-lo a vencer um processo contra a Petrobras no Cade.

Janot afirma na denúncia que há uma organização criminosa “em plena atividade” formada por Temer, Rocha Loures, os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Eliseu Padilha (Casa Civil), além dos ex-deputados federais Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Alves (PMDB-RN) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA).  “As práticas espúrias voltadas a atender interesses privados, a partir de vultosos recursos públicos, não se restringem àqueles reportados na denúncia ora ofertada. Percebe-se que a organização criminosa não apenas esteve em operação, em passado recente, como também hoje se mantém em plena atividade”, diz Rodrigo Janot.

O procurador-geral também cita crimes atribuídos pelos delatores do Grupo J&F ao grupo político de Michel Temer em contratos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), na Caixa Econômica Federal e no Ministério da Agricultura, além do financiamento ilícito da campanha de Eduardo Cunha à presidência da Câmara e a abertura de uma conta-corrente com o operador Lúcio Bolonha Funaro para pagamento de propinas.

Para o procurador-geral, embora os crimes narrados pelos delatores não tenham sejam objeto da denúncia apresentada ao STF, “a compreensão dos ilícitos ali descritos ajudará a entender o motivo pelo qual os integrantes do grupo do PMDB da Câmara dos Deputados reputavam imprescindível a manutenção do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha e do seu operador Lúcio Funaro, por meio da continuidade do pagamento de propinas por Joesley Batista, mesmo depois da prisão daqueles na ‘Operação Lava Jato’”.

Janot pediu o compartilhamento de informações entre o inquérito 4483, no qual Michel Temer foi denunciado, e o 4327, que apura crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa por integrantes do chamado “PMDB da Câmara”.

A denúncia oferecida pelo PGR não pode ser instaurada diretamente no STF. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na corte, deve enviar a acusação para a Câmara, que decidirá se autoriza ou não a abertura do processo contra o presidente. A denúncia tramitará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa e então será submetida ao plenário, onde, para ser instaurada, é preciso a aprovação de dois terços dos 513 deputados.

Caso a denúncia avance na Câmara, os onze ministros do Supremo analisarão o pedido de Rodrigo Janot e decidirão se Temer se torna réu. Se a maioria decidir assim, o presidente seria afastado do Planalto por 180 dias.

Novas denúncias contra o presidente devem ser enviadas ao STF nos próximos dias pelos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa.

Leia aqui a íntegra da denúncia.

Janot pede à Justiça que Temer seja condenado a pagar R$ 10 mi

Em tom enfático, PGR diz que Temer “ludibriou” os cidadãos brasileiros que votaram nele e que maculou a reputação do Estado brasileiro

Na denúncia oferecida nesta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu que o presidente Michel Temer e o seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, ambos do PMDB, sejam condenados a pagar 10 e 2 milhões de reais por danos morais coletivos, respectivamente. No texto, Janot destaca que o valor alto se refere à “mácula” causada à sociedade e à reputação do Estado brasileiro perante o mundo pelos “atos espúrios” praticados por Temer e Loures.

“Levando-se em consideração o montante aceito e recebido pelos denunciados, a dignidade do cargo que ocupam, o reflexo do ato espúrio no âmbito interno e internacional, a envergadura dos atores das condutas espúrias, Procurador-Geral da República requer (…) que Michel Temer e Rodrigo Loures sejam condenados à  indenização por danos morais no montante de 10 milhões de reais, o primeiro, e 2 milhões de reais, para o último”, escreveu Janot.

No bairro Morumbi moradores plantam bananeiras nos buracos que proliferam nos esfalto

Programa Brasil/Urgente ancorado pelo Batatinha mostrou bananeiras que os moradores estão plantando nas ruas “asfaltadas” do bairro Morumbi. Secretária de Obras Municipal emitiu nota dizendo que estão correndo atrás do prejuízo.

Então, tá.

Batatinha também cobrou o resultado da sindicância mandado instaurar pelo prefeito Chico sobre o secretário municipal de Segurança, Jussie Leite, que exagerou no uso do veículo da GM.

TELES DE VOLTA AO BATENTE

Juiz da Pecúlio revogou a prisão domiciliar, com monitoramento do Teles (FOTO), que deverá voltas as suas atividades na 6ª SDP, como não há nenhum impeditivo legal…

É o velho Teles de guerra de volta á labuta.


DAVI CAMPOS DE VOLTA A ITAIPU

É dado como certo a volta do jornalista Davi Campos para assumir a Superintendência Social da Itaipu, em substituição de Gilmar Piolla. Campos chegou a assumir mas alguma coisa não deu certo e ele voltou a Curitiba. Novas tratativas foram realizadas e parece que agora a coisa vai. Á conferir.

De todos os que despontam como prováveis candidatos a uma cadeira na Assembléia Legislativa em 2018 á vereadora Nanci Rafain (PDT) nos parece a que tem maior chance de chegar lá. Com o vácuo deixado pela deputado Claudia Pereira (PSC) as coisas podem fluir…

Mãe dos pobres é boa de votos, ligeira…

Amargo regresso

Charge (Foto: Arte: Antonio Lucena) 

Ricardo Noblat

Esqueçamos a Federação Russa, um dos lugares mais corruptos do planeta. O que Michel Temer foi fazer na Noruega, o país mais honesto do mundo junto com seus vizinhos escandinavos?

Foi levar uma carraspana da primeira-ministra, preocupada com os destinos da Lava Jato? Foi ouvir o anúncio do governo norueguês de que cortaria parte do dinheiro investido na preservação da devastada floresta amazônica?

Ou Temer foi para se reunir, como disse, com o Rei da Suécia que não mora na Noruega?

Ou como parece mais certo, Temer foi para fugir da crise política que o ameaça desde que se soube do seu encontro no porão do Palácio do Jaburu com o empresário Joesley Batista, dono do Grupo JBS, provedor de campanhas eleitorais do PMDB?

Pode ter tentado fugir da crise, mas ela não fugiu dele. Carrega seu nome.

Triste regresso. Hoje ou amanhã, a Procuradoria-Geral da República denunciará Temer por crime de corrupção passiva, Mais tarde por crime de obstrução da Justiça. Em seguida, por organização criminosa.

Temer entrará para a História por ter sido o primeiro presidente da República investigado e denunciado por corrupção. Para salvar-se, se agarrará a um Congresso povoado de bandidos.

Dava-se como provável no início da semana passada o arquivamento pelo Congresso das denúncias contra Temer. Mas como desde então os fatos só agravaram a situação dele, e como novos fatos estão por vir, ninguém mais se arrisca no Congresso ou fora dali a fazer previsões.

O cenário mais favorável a Temer – e o pior para o país – seria o de ele vagar como um fantasma até concluir seu mandato. Adeus reformas!

Elas foram e continuarão a ser desidratadas à medida que Temer mais se enfraqueça como seus aliados receiam. A da Previdência se resumirá à fixação de uma idade mínima para aposentadorias, o que de toda forma representaria um ganho.

Se antes, a exemplo da ex-presidente Dilma no seu segundo governo, Temer só comparecia a eventos fechados ao distinto público, daqui para frente tomará ainda mais cuidado.

Temos um presidente interditado como o anterior, ostensivamente rejeitado pela larga maioria dos brasileiros como conferiu a mais recente pesquisa de opinião do instituto Datafolha.

Sua aprovação de apenas 7% é a menor de um presidente nos últimos 28 anos. Seu governo é avaliado como ruim ou péssimo por 69% dos entrevistados, um recorde. E 65% acham que sua saída seria o melhor para o Brasil.

Quase 80% defendem a renúncia de Temer. Pouco mais de 80% são a favor da abertura de um processo de impeachment para tirá-lo do cargo. Se ele renunciasse ou fosse derrubado, um novo presidente deveria ser eleito pela população, segundo 83% dos consultados pelo Datafolha.

Em abril último, 58% diziam não confiar na presidência da República. Agora, 65%. Desconfiança maior só merecem os partidos – 69%.

Apesar disso, não haverá solução fora da política. Sim, com esses mesmos políticos e com esses mesmos partidos de hoje até que se produza nas eleições gerais do próximo ano uma desejável e radical mudança no sistema apodrecido que temos.

Por ora, políticos e partidos ainda preferem manter Temer onde está – o PT, por exemplo, para que a crise se aprofunde e ele possa se recuperar. Quanto ao PSDB…

O partido mais atrelado aos interesses dos grandes grupos econômicos e financeiros espera a ordem dos patrões para decidir o que fazer.