Categorias
outros

Dois irmãos disputando a mesma prefeitura

Informa o poderoso O Gazeteiro que em Piraí do Sul dois irmãos, Valentin Milleo e Marcelo Milleo vão disputar a prefeitura da cidade.

Categorias
outros

Vice de Amaral é réu criminal em Ibaiti

Felipe Prochet era dono de uma empresa que alugou caminhões superfaturados para a prefeitura de Ibaiti na gestão de Luiz Carlos dos Santos, o Peté.

Tiago Amaral, à esqerda, poderá ter sua campanha complicada pelo companheiro de chapa, Felipe Prochet

O candidato a vice prefeito de Londrina – na chapa do deputado estadual Tiago Amaral (PSB) – o empresário Felipe Prochet (PSD), é réu na ação criminal movida pelo Ministério Público do Estado do Paraná (MPPR) da comarca de Ibaiti, o que com certeza passou desapercebido pelos meios de comunicação da segunda maior cidade do Paraná.

A Tribuna do Vale já publicou matérias sobre a ação que tramita sob o n° 0002943-42.2013.8.16.0089 na Vara Criminal de Ibaiti e está concluso para sentença, o que certamente abalará a campanha eleitoral do filho do Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, ex-deputado de Cambé, Durval Amaral.

Na ocasião da licitação processada criminalmente pelo MPPR,  Felipe Prochet era proprietário de uma concessionária de caminhões Volkswagen (Baden Automotores, justamente o que sobrou do conhecido grupo empresarial familiar Transparaná) e participou de uma licitação municipal onde o Ministério Público do Paraná constatou o superfaturamento de seiscentos mil de reais em cada veículo.

A prefeitura de Ibaiti optou por alugar caminhões ao invés de adquirir os veículos. À época o município era administrado pelo ex prefeito Luiz Carlos dos Santos, o Peté como é mais conhecido. O negócio resultou no superfaturamento verificado pelos promotores de justiça.

Certidão da Justiça comprova a denúncia criminal do MPPR contra Prochet

O MP paranaense constatou que o valor da locação implicaria em um sobrepreço de 600 mil reais em cada veículo, sendo, portanto, mais econômico à prefeitura de Ibaiti proceder a aquisição dos caminhões.

Cada veículo custaria 300 mil reais se fosse comprado perlo município. Pelo sistema de locação cada caminhão saiu por 900 mil reais. Além disso, os veículos entregues divergiam no ano e modelos dos constantes do edital de licitação.

O vereador londrinense, além de dublê de empresário e cartola – atual presidente do Londrina Esporte Clube – já causou polêmica na Câmara Municipal de Londrina, ao ausentar-se das votações de cassação dos colegas Mário Takahashi (PV) e Rony Alves (PTB), ainda que seu voto fosse decisivo para cassação de ambos.

O motivo da ausência do voto minerva de Felipe Prochet (PSD) e que cassaria os dois vereadores atualmente processados pelo Ministério Público e GAECO de Londrina no escândalo ZR3, nunca foi explicado por ele ou sua tradicional família.

Na sempre acirrada campanha eleitoral de Londrina, cidade onde três ex-prefeitos foram cassados – e dois foram presos!  (Antonio Casemiro Belinati, Homero Barbosa Neto e Joaquim Ribeiro) – deverá exercer a escolha entre onze candidatos e com certeza o tema Ibaiti/Prochet virá à tona.

 

Categorias
outros

Candidatos a prefeito de Foz do Iguaçu nas eleições 2020; veja quem são

Veja quais os nomes que foram definidos, nas convenções dos partidos, dos candidatos à Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, nas eleições de 2020, em ordem alfabética. As candidaturas ainda dependem de confirmação da Justiça Eleitoral.

Aneocir José Lauermann (PC do B)

PC do B lançou Aneocir José Lauermann como candidato à Prefeitura de Foz do Iguaçu — Foto: RPC/Reprodução

PC do B lançou Aneocir José Lauermann como candidato à Prefeitura de Foz do Iguaçu — Foto: RPC/Reprodução

O Partido Comunista do Brasil (PC do B) lançou, em 16 de setembro, Aneocir José Lauermann, de 50 anos, como candidato à Prefeitura de Foz do Iguaçu.

Na convenção de segunda-feira, o partido não havia lançado candidato próprio. O PC do B não definiu candidato a vice-prefeito.

“Nesse período que estamos, vai ser mais pela internet porque a gente não tem como fazer reuniões. Tanto é que essa doença, essa pandemia é difícil. Então vai ser mais a internet, pelas redes sociais, para não ter problema para ninguém. Estamos trabalhando sem dinheiro também, nem tem muito o que fazer, então é mais pelas redes sociais”, disse o candidato.

O candidato mora há 30 anos em Foz do Iguaçu, é construtor de obras e foi candidato a vereador nas últimas eleições.

O partido terá chapa própria e lançou 10 candidatos a vereador.

Leia mais 

Categorias
outros

Gaeco cumpre mandados na Câmara de Arapongas

A 22ª Subdivisão Policial, com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), realiza nesta manhã uma operação contra jogos de azar em Arapongas. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na câmara municipal, presidida por Osvaldo Alves dos Santos, o Osvaldinho Bicheiro, 68. Ele é filiado ao PSC, cujo presidente, Pastor Everaldo, está preso no Rio de Janeiro.

Ontem a Guarda Municipal apreendeu máquinas caça-níqueis num bar do bairro Aricanduva, em Arapongas, e ainda constatou que o dono do estabelecimento estava com covid-19.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, em operação que investiga possível organização criminosa voltada à exploração de jogos de azar. Expedidos pela 1ª Vara Criminal de Arapongas, os mandados foram cumpridos em conjunto com a 22ª Subdivisão Policial, nas residências do presidente da Câmara Municipal – suspeito de ser o chefe do grupo –, num escritório da organização, num bar e na casa de pessoa que faria o transporte do dinheiro.

As investigações, levadas a cabo pela Polícia Civil e pelo MPPR, começaram em março do ano passado, a partir de informações sobre a existência de antiga associação criminosa voltada à exploração do “jogo do bicho” e de máquinas caça-níqueis. Em 19 de março de 2019, foram apreendidas máquinas caça-níqueis, papéis e máquinas do jogo do bicho com dois proprietários de bares autuados. Na ocasião, houve a indicação de que os materiais pertenciam ao vereador. Durante as investigações, vários outros bares foram alvos de busca e apreensão e receberam novas autuações, reforçando a existência de organização de jogos de azar na cidade. As buscas realizadas nesta sexta-feira objetivam a apreensão dos celulares dos investigados, de dinheiro, máquinas de jogo do bicho e documentos, para possível comprovação da prática ilícita de exploração de jogos de azar e do crime de lavagem de dinheiro.

Para contar essa dinheirama encontrada em cofre do alvo foi preciso agilizar uma máquina.

Categorias
outros

Domicílios eleitoral e residencial

Do Angelo Rigon 

Em entrevista à Rádio Nova Era, de Apucarana, o deputado estadual Delegado Jacovós não soube se expressar direito e passou a impressão de que sempre teve o domicílio eleitoral em Maringá. Na entrevista ele disse que não poderia transferir, “de uma hora para outra”, para ser candidato a prefeito na Cidade Alta.

“A gente está com domicílio eleitoral em Maringá, eu nunca escondi pra ninguém. Fui delegado aqui [Apucarana] durante cinco anos, mas meu domicílio sempre foi Maringá”, disse Jacovós, que já atuou profissionalmente em Sarandi, Maringá, Astorga, Guaíra, União da Vitória, Cornélio Procópio e Campo Mourão. O domicílio a que se referia, no caso, era o residencial. O eleitoral sempre foi em Sarandi, por onde foi candidato duas vezes, uma a prefeito e outra a vice-prefeito de Walter Volpato.

 

Categorias
outros

Veja o ministro Paulo Guedes tentando vender o Brasil

Categorias
outros

VEJAM O NAIPE DOS POLÍTICOS DE FOZ DO IGUAÇU

Pelo menos dois ex-secretários municipais do ex-prefeito Reni Pereira (Paulo Tremarim e Cassiano Ribas) participaram dessa festa regada a muito marafo. E como eles filmaram e jogaram nas redes sociais se tornou público, e se é público seo Língua publica. Lembrando: em plena pandemia…

PS: Cassiano Ribas é o “Rei do Gatilho” que gosta de dizer que vai dar um tiro em alguém, também é assessor do deputado Vermelho (PSD) do mesmo partido do Chico lento. E o Darlon Dutra outro assessor do Vermelho. Darlon anda fugindo de oficiais de Justiça.

Amém!

Vejam o nível dos políticos de Foz do Iguaçu…

Publicado por Helio Eduardo Lucas em Sexta-feira, 18 de setembro de 2020

 

Categorias
outros

Guedes é condenado por declarações contra servidores

Uma decisão judicial de primeira instância determinou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, deverá pagar indenização de R$ 50 mil ao Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA) pelo episódio em que comparou servidores públicos a parasitas. Em fevereiro deste ano, ao comentar as reformas administrativas propostas pelo governo, o economista criticou o reajuste anual dos servidores e afirmou que eles já têm privilégios, como a estabilidade no emprego e “aposentadoria generosa”.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático”, declarou Guedes durante palestra na Fundação Getúlio Vargas (FGV). À época, a assessoria de imprensa do Ministério da Economia disse que a comparação feita pelo ministro se tratava de uma situação específica, que foi retirada de contexto pela imprensa.

O sindicato baiano havia apresentado uma ação de reparação por dano moral coletivo contra o ministro em maio. A juíza federal da 4ª Vara, Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, considerou que houve insulto por parte do ministro. “O ministro de Estado da Economia, no exercício do seu direito à liberdade de expressão, insultou os servidores públicos. Ele os comparou a ‘parasitas’, pediu que eles ‘não assaltem o Brasil, quando o gigante está de joelhos’ e afirmou que eles ficam em casa ‘com geladeira cheia’”.

A decisão determinou o pagamento no valor de R$ 50 mil, “em virtude da violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional representada por este ente sindical, por meio dos seus pronunciamentos”.

Segundo o sindicato, o dinheiro pago pelo ministro será doado ao Hospital Santo Antônio, que pertence às Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), e ao Hospital Aristides Maltez, que são organizações sem fins lucrativos de Salvador e que estão à frente no combate à pandemia do novo coronavírus. Ainda cabe recurso da sentença.