TV Educativa mostra documentário sobre Bolívia

Amanhã às 9 hs com reprise às 22 hs a TV Educativa do Paraná (canal 46 UHF) transmitirá o documentário “Missão Bolívia” que conta a história do exílio e saída do senador Roger Pinto Molina da Embaixada brasileira em La Paz, após 454 dias retido pelo governo mui amigo de Evo Morales.
A fuga é contada pelo cineasta baiano Dado Galvão que entrevistou os principais personagens envolvidos – os diplomatas Marcel Biato e Eduardo Saboia e o senador Roger Molina.
A difusão do filme acontece no dia em que se completa 1 ano do falecimento dele em Brasília, após um acidente aéreo.

 

Notícias do Legislativo nativo

Fundação Cultural prestou contas da Fartal 2018

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu iniciou uma série de reuniões com gestores da prefeitura para apresentação de relatório de atividades das pastas, debate sobre soluções para as demandas da comunidade e exposição do plano de metas. Os encontros vão ocorrer sempre às quartas-feiras às 10h30. Nesta quarta-feira (15) o Diretor-Presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues e duas diretoras compareceram ao Legislativo onde prestaram contas da Fartal 2018 e apresentaram o planejamento das ações a serem desenvolvidas neste ano.

Saiba mais em: https://bit.ly/2BehKUi

Liberação de antiga escola para a Unila vai à votação

Ainda na primeira sessão extraordinária desta quinta (16) entra em votação na Câmara o projeto do Prefeito Municipal que autoriza à Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) o uso do prédio da antiga escola Santo Rafagnin no Parque Presidente. Conforme justificativa do Executivo, a Universidade utilizará o local para o desenvolvimento de ações de extensão universitária como a instalação de salas administrativas, salas de aula, pós-graduação, pesquisa, curso de línguas, atividades culturais e esportivas, com aplicação dos investimentos necessários para oferecer mais qualidade tanto para a comunidade universitária como para o atendimento à população. Atualmente o imóvel está ocioso.

Celino comemora destinação de imóvel para Unila

O vereador Celino Fertrin comemorou a liberação do projeto para que a Unila faça uso das instalações abandonadas da antiga escola Santo Rafagnin. Atendendo a uma reivindicação da comunidade, o vereador fez indicação para que o Município, em caráter de urgência, dessa uma destinação ao imóvel ou então que promovesse reformas e reativasse atividades educacionais no local. “Estamos contentes em poder votar a liberação do imóvel para a Unila pois sabemos que será muito bem aproveitado e resolve o problema de abandono e insegurança que a comunidade vinha enfrentando”, comentou Celino.

Reforço de pessoal no quadro na Fundação Cultural

Em sessão extraordinária desta quinta-feira (16), da Câmara Municipal, será lido o parecer favorável ao projeto do Executivo que reforça o quadro administrativo da Fundação Cultural. O prefeito citou na justificativa a criação de equipe de profissionais, técnicos e especialistas dentro da estrutura funcional da instituição. Especificamente, o projeto propõe a criação dos cargos de diretor de projetos e captação de recursos culturais, coordenador de incentivo à cultura, além de transformar o assessor de eventos em coordenador de ação cultural.

Foztrans questionado sobre itinerário de ônibus

O Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) encaminhou uma resposta ao requerimento nº 196/2018, levado ao plenário pelo vereador Tenente Coronel Jahnke. O requerimento solicitava informações sobre o itinerário da linha de ônibus n° 210. De acordo com a tabela de horários divulgada pelo instituto a linha funciona só até às 19h30, enquanto há faculdades e instituições de ensino que funcionam no período noturno. Desse modo, a operação em horário reduzido prejudica o transporte de diversos usuários, principalmente dos alunos destas instituições. A resposta enviada pelo Foztrans informa que, após esse horário, o atendimento passa a ser feito pela linha 250, atendendo assim a demanda de passageiros no período noturno.

Reforma no Bosque Guarani

Entrará na pauta da sessão nesta quinta-feira (16) a indicação do vereador Beni Rodrigues pedindo que o Poder Executivo realize um estudo para verificar a possibilidade de reforma no Bosque Guarani. O documento justifica que a reforma vai melhorar o bem-estar dos animais que vivem ali, além de ressaltar um possível aumento do número de visitantes, por ser mais um ponto turístico de Foz do Iguaçu.

Mudanças no mapa territorial do Município

Um projeto do Executivo que acaba de entrar no Legislativo para análise e votação dos vereadores consolida alterações legais no mapa territorial de Foz do Iguaçu. A área urbana do Município aumentou de 195,156km² para 197,239km² e a área rural diminuiu de 134,127km² para 132,044km². Após ser lido em plenário nesta quinta-feira (16) o texto será encaminhado às comissões técnicas para início de tramitação. Estão sendo mantidas sem alterações as superfícies das demais áreas. As adequações em lei, segundo a prefeitura, são necessárias em razão dos “novos dimensionamentos originados de medição mais precisa e de recente conversão de áreas rurais em áreas urbanas”.

Corrida da Mulher

Um projeto do vereador João Miranda incluindo o Dia da Corrida da Mulher no calendário de eventos do Município recebeu parecer favorável na Câmara Municipal das comissões de Legislação, Justiça e Redação; e de Educação, Cultura, Esporte, Saúde, Assistência Social e Defesa do Cidadão. A idéia é que a corrida aconteça sempre no segundo domingo do mês de março. A justificativa é a valorização das conquistas femininas e sobretudo a defesa dos direitos das mulheres, incentivando-as a prática de esportes e criando uma justa homenagem.

Pagamento residual do lixo

A prefeitura terá que pagar R$ 417,5 mil em valores pendentes com a empresa de coleta de lixo, a Vital Engenharia. A explicação é que em agosto de 2017 houve uma repactuação com a concessionária para pagamento a partir daquela data de R$ 2 milhões ao mês. Em 30 de agosto de 2017 foi pago tal quantia, mas de acordo com o boletim de controle, no mês de julho daquele ano, o valor dos serviços efetivamente prestados foi de R$ 2.417.599,68, ficando esta diferença em aberto, valor que está sendo cobrado do Município.

Para resolver a pendência, o prefeito enviou projeto à Câmara solicitando abertura de crédito adicional especial ao orçamento. O texto recebeu pareceres favoráveis (a serem lidos na sessão desta quinta-feira) das comissões de Legislação, Justiça e Redação; de Economia, Finanças e Orçamento; e de Obras, Urbanismo, Serviços Públicos, Ecologia e Meio Ambiente.

Mais rigor no Código de Ética

Consta na pauta da ordem do dia para votação nesta quinta-feira (16) um projeto de lei que torna mais rigoroso o Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. Um dos itens passaria a prever “suspensão de prerrogativas regimentais por no mínimo dois meses e no máximo seis meses”. O texto atual não prevê pena mínima. Da mesma forma, a suspensão do exercício do mandato passaria ao mínimo de três meses e no máximo de seis meses.

Refis recebe parecer favorável

As comissões reunidas de Legislação, Justiça e Redação; e de Economia, Finanças e Orçamento emitiram parecer favorável ao projeto do Executivo que trata do Refis 2018. A proposta prevê descontos de até 100% de juros e multas de mora, relativos aos tributos como IPTU e ISSQN pendentes até 31 de dezembro do ano passado. O Programa de Recuperação Fiscal contempla pessoas físicas e jurídicas. Com o parecer a ser lido em sessão extraordinária desta quinta-feira (16) o projeto fica liberado para votação em plenário.

Conselho de Segurança Alimentar deverá ter nova composição

Na sessão extraordinária desta quinta-feira (16) será votado o projeto da nova composição do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Foz do Iguaçu (Comsea), no âmbito do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN. A alteração busca atender à proporcionalidade de representantes em atendimento a lei federal 11.346/2006. Com isso, a composição do Comsea passa de 20 para 30 membros e suplentes.

Regularização da área do posto dos Bombeiros no Morumbi

Na sequencia dos assuntos da sessão extraordinária desta quinta (16) os vereadores votam a regularização das edificações existentes sobre o imóvel utilizadas pelo Posto de Bombeiros São Francisco. No caso em questão, o órgão poderá dar seguimento às reformas e ampliações necessárias. O projeto do Executivo inclui a liberação de área para fins de construção de Capela Mortuária na região Leste.

Aplicação de menção honrosa

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação deu parecer contrário ao Projeto de Resolução nº 01/2018, do Vereador Marcio Rosa, que pretende criar a menção honrosa na Câmara para pessoa ou entidade que tenha contribuído de forma notória para o engrandecimento do Município. Marcio solicitou que o parecer seja votado pelo plenário, o que ocorre durante a sessão desta quinta (16). Caso o parecer seja derrubado, o projeto seguirá tramitando. Sendo mantido, o texto será arquivado. O parecer contrário traz, dentre outros argumentos, que o Regimento Interno já prevê o requerimento de transmissão de votos de louvor ou congratulações, que pretendem enaltecer atos relevantes praticados por pessoa ou entidade.

 

Vereador Celino Fertrin pela bola sete


Vereador pode ter quebrado o decoro parlamentar ao não quitar seus impostos devidos

Vereador Celino Fertrin (PDT) está devendo perto de 14 mil reais ao município referente ao imposto de ISS não recolhido. A PGM (Procuradoria Geral do Municipal) fez o seu dever de ofício: Noticiou ao Judiciário para que o juiz mande penhorar bens para garantir o pagamento. Documentos acostados como de hábito.

Com o Língua é assim: Mata a cobra e mostra o pau.

E PARA NÃO DIZER QUE ESQUECI DO SERIAL KILLER DO VERNÁCULO DA FRONTEIRA

Prefeito Claudio Eberhard (PSDB), é considerado o melhor do Brasilclaudio-eberhard-o

Cláudio Eberhard tomou posse em seu  mandato, qual neste obteve cerca de 80% de aprovação de sua administração, de acordo do o resultado das urnas.

Administração com caráter e responsabilidade social em prol da cidade, traz resultados;

 PITACO: Por decisão do TJ-PR Claudio Eberhard (PSDB) continua proibido de adentrar á prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu. Quanto ao Oliveirinha continua com essa cara de “bobo alegre” que você viu acima… (fã do Cazuza).

 

Em Obras!

Lula ignora direito do eleitor a uma eleição limpa

O PT protocolou no TSE o pedido de registro da candidatura de Lula. O candidato-fantasma apresentou-se à Justiça Eleitoral como um político ficha limpa. Pense só nisso. Esqueça o resto. Condendo a 12 anos e um mês de cana, encarcerado desde 7 de abril, Lula pede ao Brasil que se finja de bobo e acredite que sua biografia continua imaculada.

A pseudo-candidatura de Lula já era inacreditável. Tornou-se inaceitável. A insistência do presidiário em prolongar uma postulação fictícia parecia uma imprudência. Virou um escárnio. Num Brasil imerso em indignação, em que 60% do eleitorado oscila entre a raiva e o desalento, o excesso de desfaçatez transforma Lula numa caricatura de si mesmo.

Todos sabem onde Lula quer chegar com sua chapa três-em-um. Quando for barrado pela Justiça Eleitoral, o presidiário promoverá Haddad de vice para poste, içará Manuela D’Ávila à condição de número dois da chapa e intensificará o processo de transfusão de votos.

Noutros tempos, isso seria chamado de astúcia política. Hoje, é apenas mais um cambalacho.

Lula vive uma experiência paradoxal: considera-se um político acima de qualquer suspeita. No Judiciário, contudo, o que Lula chama de reputação é apenas a soma das ilegalidades que lhe atribuem sem que ele consiga rebater.

Ao esticar a pantomima de sua candidatura ilegal, Lula ignora o direito do eleitor brasileiro a uma eleição eticamente sustentável. Cabe à Justiça Eleitoral limpar o processo. Quando mais rápida for a higienização, menor a desmoralização.

Com Josias de Souza.

Vereadora do atestado do Rock in Rio é candidata na proporcional pelo PDT

Vereadora do atestado do Rock in Rio é candidata na proporcional pelo PDT
Nanci Rafain (Foto: Divulgação/CMFI)

A vereadora de Foz do Iguaçu Nanci Rafain é candidata a uma das cadeiras da Assembleia Legislativa do Paraná pelo PDT, com número 12456.

Nanci ficou conhecida no estado por ter apresentado um atestado falso na Câmara Municipal, para assistir o Rock in Rio do ano passado, que aconteceu em setembro, e não ter desconto no salário pela falta.

Em junho, a parlamentar foi suspensa por 30 dias pelo Conselho de Ética e em agosto o Ministério Público do Paraná aceitou denúncia por uso de documento falso.

PITACO: Uma correção ao Tupan: O Ministério Público não aceita a denúncia, ele apresenta a denúncia, quem aceita ou não, é o Judiciário. No caso da Nanci o juiz criminal acatou a denúncia por uso de documento falso com pena de dois a seis anos, e acrescido de 1/6 quando o réu for agente público. A outra denúncia de peculato (com pena de dois a 12 anos) o juiz não acatou. O MP pode recorrer ao TJ-PR.

 

Família Civita deixa o comando do Grupo Abril

A Abril afirmou que o grupo “está iniciando uma nova fase de seu processo de reestruturação operacional” e Giancarlo Civita “volta à sua função de membro permanente do Conselho Editorial, junto a Victor Civita Neto”, seu irmão.

O Grupo Abril – editor, entre outras, da revista Veja – anunciou nesta quinta-feira (19) que a família Civita deixará o comando da empresa. O novo presidente-executivo (CEO) será Marcos Haaland, diretor executivo da norte-americana Alvarez & Marsal e especialista em empresas em estado falimentar.

Família Civita deixa o comando do Grupo Abril

Marcos Haaland, o novo capo da Abril: zero experiência no mundo editorial, mas especialista em socorrer empresas em estado falimentar.

A empresa de consultoria, que tem sede nos Estados Unidos e atua em outros 23 países, pretende recuperar a Abril de uma grave crise financeira. Em 2017, o grupo teve prejuízo de R$ 331 milhões, após resultado negativo de R$ 137 milhões em 2016.

Em nota a consultoria afirmou: “A Alvarez & Marsal assumiu a gestão do grupo Abril nesta quinta, para dar continuidade ao processo de reestruturação operacional da companhia e, principalmente, aos negócios do grupo”. E acrescentou que Haaland tem “ampla experiência em projetos de melhoria de desempenho de empresas”.

No currículo de Haaland não há qualquer menção de trabalho ligado ao setor de Comunicação. Antes de se tornar CEO da Abril, ele atuou em projetos de reestruturação de empresas do agronegócio, alimento, óleo e gás. Atualmente Haaland é membro de um conselho de empresas de alimentos e rações.

Assim, Giancarlo Civita, presidente executivo, e Victor Civita Neto, presidente do conselho editorial, deixam o comando da empresa mas ficam como membros permanentes do conselho editorial. A família “continua no controle da empresa com sua posição acionária inalterada”, afirma Victor Civita Neto em e-mail enviado aos funcionários do grupo.

Família Civita deixa o comando do Grupo Abril

Victor “Titi” e o irmão Guancarlo Civita, agora rainhas da Inglaterra.

Aos seus funcionários a Abril afirmou que o grupo “está iniciando uma nova fase de seu processo de reestruturação operacional” e Giancarlo Civita “volta à sua função de membro permanente do Conselho Editorial, junto a Victor Civita Neto”, seu irmão.

Há tempos a Abril vinha atravessando graves dificuldades financeiras e buscava recursos para tapar os buracos sucessivos nos balanços da empresa.

Graças a uma emenda substitutiva de 1997, de autoria do então deputado Aloysio Nunes (PSDB-SP), a Constituição Federal passou a permitir que o capital estrangeiro pudesse ter, com direito a voto, até 30% do controle de jornais, revistas, rádios e televisões.

Até então a Constituição proibia expressamente a participação de capitais estrangeiros – fossem de origem física ou jurídica – em empresas de comunicação brasileiras.

A primeira beneficiária do arranjo foi a editora Abril, gigante jornalística concessionária de rádio e TV, que à época já se encontrava com a corda no pescoço. Com a brecha aberta pela emenda de Aloysio, a Abril vendeu 30% de seu capital à multinacional sul-africana Naspers, empresa ultraconservadora que foi um dos esteios do apartheid racista na África do Sul.

Há alguns anos, o Grupo Abril vem tentando reestruturar o seu negócio. Em 2015, os Civita fizeram um aporte de R$ 450 milhões para reorganizar a dívida do grupo. O pagamento foi feito pela Abrilpar (holding familiar que administra e controla outras companhias) em novembro do mesmo ano. Logo em seguida, em fevereiro, a holding já havia vendido a participação e o controle da então Abril Educação para a Thunnus Participações, da gestora Tarpon, por R$ 1,3 bilhão.

BOLA DENTRO

O Jorge Guirado deu uma boa ideia – fazer impositiva uma Emenda ao Orçamento de 2019 do Governo Federal pela Bancada Federal já neste semestre, antes que termine a legislatura para por em andamento o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras no Paraná. A CATVE de Cascavel lançou a ideia e o Língua aqui em Foz já apoia: EMENDA IMPOSITIVA para o Orçamento da União em 2019 com implantação da Segunda Etapa do SISFRON pelo Comando do Exército: https://www.catve.com/jorge-guirado/225155/quem-assume-o-compromisso-com-a-seguranca-do-parana?–por-jorge-guirado

PITACO: Por mim não tem desculpa. O projeto já está andando no Mato Grosso do Sul com a fronteira do Paraguai e Bolívia, e aqui será de Guaíra a Barracão – Paraguai e norte da Argentina.

PITACO II:  28 Deputados Federais e 2 Deputadas Federais – total 30 (https://bit.ly/2nG2juy).

2 Senadores da República e 1 Senadora da República – total 3 (Roberto Requião, Gleisi Hoffmann e Alvaro Dias). Só precisamos que apoiem a iniciativa. Com a palavra os fronteiriços – Fernando Giacobo, Dilceu Sperafico, Alfredo Kaefer, Evandro Roman, Hermes Frangão Parcianello, Assis do Couto, Zeca Dirceu, Osmar Serraglio, a Leandre, Nelson Meurer, Toninho Wandscheer.
Os que agem na Segurança – Delegado Francischini e Cristiane Yared, mas o resto da bancada sabe da importância do trabalho.

PITACO III: Precisa que a maioria apoie a iniciativa e escreva na ata da reunião da Bancada Federal do Paraná – Emenda Impositiva será do SISFRON Paraná 2019. E pronto o novo governo federal terá que fazer o início das obras no Paraná. https://bit.ly/2Mf7IYe

PITACO IV: Vejam os vídeos sobre o SISFRON https://bit.ly/2KSqsac e https://bit.ly/2P9EWFXhttps://bit.ly/2MJROBbhttps://bit.ly/2vJPL9F

CASO GAZETA: SUCESSÃO FRAUDULENTA DETECTADA NO PROCESSO TRABALHISTA


A dupla dinâmica Erminio Gatti/Rogério Bonato deixaram seus ex-funcionários á ver navios…

Saiu uma das primeiras sentenças da Justiça do Trabalho condenando os dirigentes da Gazetinha   a indenizarem uma ex-funcionária do jornal.  Existem dezenas de ações similares tramitando. A Justiça do Trabalho deixou patente na sentença que o jornal que o Bonato segue editando (Gazeta Diário) é sim sucessora da Gazeta do Iguaçu que “faliu”. Portanto, todos os débitos que existem na praça em nome da Gazeta quer seja a nova, ou a velha que fechou,  são de responsabilidade do Erminio Gatti e do Bonato. E esses débitos passam de alguns milhões de reais, o Gatti pode ser que tenha bens para pagar, mas o Bonato não tem é mais quebrado que arroz de quinta. Bonato com o nome sujo na praça, colocou o jornal sucessor no nome do seu filho (Fabinho) que, ao que tudo indica, é tão ou mais enrolado que o pai. Tem problema de crédito, com bebidas e drogas. Abaixo pincei dois trechos do processo. Boa leitura:

“Relata a parte autora que a partir da dissolução irregular da primeira Reclamada em julho de 2016, o Sr. Rogerio Romano Bonato, que antes a administrava, passou a se intitular como sendo seu novo proprietário. Para tanto, abriu uma empresa chamada Gazeta News Empreendimentos, com CNJP nº 13.753.969/0001- 85, embora quem tenha ingressado na estrutura jurídica da empresa seja seu filho Fabius Augusto Andrion Romano, mas sob responsabilidade, mando e gestão do Sr. Rogério Romano Bonato. Aduz que se trata de uma sucessão fraudulenta, que tem por objetivo unicamente livrar o patrimônio do Sr. Erminio Gatti de responder pelas dívidas trabalhistas, fruto das inúmeras demandas que estão sendo propostas junto a esta especializada, o que é de conhecimento público e notório nesta cidade”.

“A única testemunha ouvida nos autos corroborou a tese da exordial no que tange à existência da sucessão ao afirmar que “9) Por volta de 03 meses antes da mudança de sede o Rogério Bonato fez uma reunião com os empregados e falou que a empresa iria mudar, que “a Gazeta não iria ser mais a Gazeta” que a empresa iria evoluir, que o Sr. Ermínio não seria mais o proprietário da empresa e que o Rogério iria ser o responsável por essa nova fase; ele disse também que logo iriam mudar de sede, mas que todos os empregados seriam os mesmos, que toda a equipe seria mantida; aproximadamente 03 meses depois mudaram de sede, e todos os equipamentos, móveis, mobiliário, computadores e etc, também foram transferidos juntos para a nova sede; 10) Formalizou a extinção do seu contrato com a primeira ré junto com a autora e demais empregados, mas mesmo após a formalização continuou trabalhando no mesmo local e nas mesmas funções e acredita que a autora também, porque via ela lá também depois disso; 11) Depois da formalização da extinção do contrato com a primeira ré, continuou trabalhando na sede da empresa por mais 02 meses e depois disso continuou trabalhando para a empresa mas prestando serviços em homeoffice ou seja de sua casa, mas o trabalho continuou o mesmo; 12) Em ambas as empresas estava subordinada ao editor Robson, e ele estava subordinado ao Rogério Bonato” (fl. 254).

No link abaixo a sentença

SENTENÇA

Fraldão deitou e rolou na sopa das diárias da prefa

Jornal Tribuna Popular trouxe matéria com o Presidente da Fozhabita Eduardo Teixeira, o Fraldão. Abordou o tema já tratado aqui neste espaço da condenação do dito cujo pela Justiça Federal. Mas, veio também com outro tema: ás diárias auferidas pelo Fraldão junto a prefeitura de Foz para suas viagens a Brasília/Curitiba/Cascavel… Fraldão adora viajar, imaginem vocês que em menos de um ano e meio de governo do Chico Brasileiro, o rapaz já torrou quase 20 mil reais com o expediente. Fraldão é muito vaidoso…

Abaixo os links com as diárias do gajo:

portalfraldao2017

portalfraldao2017

portalfraldao20182

E abaixo a última edição do Tribuna Popular.

PITACO: E o Prefeito Chico Brasileiro nem aí com as presepadas de seu diretor de habitação. Terá as respostas nas urnas com certeza…