Publicidade
Categorias
outros

VEREADOR EDSON NARIZÃO PELA BOLA SETE

Parece que o “humilde” vereador andou escondendo o verdadeiro patrimônio. Entrou na Câmara Municipal pedido de cassação do mandato do edil por esse motivo. Ele é do PTB do Fraldão, logo nada de estranhar….

PITACO: Na foto Narizão aparece dando a língua pro povo que o elegeu…

Categorias
outros

Foragido ligado a organização criminosa é expulso do Paraguai e entregue à PF, em Foz do Iguaçu

Criminoso brasileiro é expulso do ParaguaiCriminoso brasileiro é expulso do Paraguai

Fabrício Santos da Silva, apontado pela Justiça como membro de uma organização criminosa do Rio Grande do Sul, foi expulso pela polícia do Paraguai, nesta terça-feira (4), e entregue às autoridades brasileiras pela Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

O brasileiro, de 37 anos, foi levado para carceragem da Polícia Federal (PF). Conhecido como Nenê, Silva estava foragido desde 1º de junho, quando rompeu a tornozeleira eletrônica após receber liberdade provisória em razão da pandemia de coronavírus no fim de março.

Ele havia recebido o direito a prisão domiciliar por 90 dias porque a Justiça entendeu que ele era do grupo de risco de contaminação da Covid-19.

Fabrício foi expulso do Paraguai e entregue às autoridades brasileiras, em Foz do Iguaçu — Foto: Marcos Landim/RPC

Fabrício foi expulso do Paraguai e entregue às autoridades brasileiras, em Foz do Iguaçu — Foto: Marcos Landim/RPC

O brasileiro foi preso nesta terça-feira, na mansão de um condomínio, na região mais cara de Hernandarias, no Paraguai, a cerca de 20 quilômetros da fronteira com o Brasil.

Conforme as autoridades, o foragido estava morando no condomínio com um homem e duas mulheres, que são cidadãos paraguaios.

A prisão foi realizada pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai, em conjunto com a Polícia Federal. A captura ocorreu a partir de informações de inteligência da PF, com base em acordo de Cooperação Policial Internacional.

Conforme a PF, com a expulsão e um novo mandado de prisão emitido pela Justiça brasileira, Silva deve voltar para um Presídio Central em Porto Alegre (RS).

Fabrício foi condenado a quase 70 anos de prisão por homicídios qualificados, tráfico de drogas e outros crimes. Ele é acusado de construir um túnel para fugir da Cadeia Pública de Porto Alegre.

Fabrício foi encontrado em uma casa de luxo — Foto: Divulgação / Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD)

Fabrício foi encontrado em uma casa de luxo — Foto: Divulgação / Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD)

Em abril, o Ministério Público do RS pediu que a Justiça revertesse a prisão domiciliar de Fabrício por entender que se tratava de alguém de “extrema periculosidade”.

Na liminar, o MP apontou que não foi apresentado atestado da situação de saúde do preso e que, mesmo fazendo parte do grupo de risco do coronavírus, ele não apresentou sintomas ou problemas de saúde.

O Tribunal de Justiça informou que a juíza da 1ª VEC, Sonáli da Cruz Zluhan, aceitou o pedido do MP. A magistrada disse que o preso ficou monitorado todo o tempo e, quando o Tribunal revogou a domiciliar, ele rompeu a tornozeleira e fugiu.

O TJ acrescentou que depois disso a advogada de Fabrício renunciou. A juíza não tem conhecimento de quem atua na defesa dele atualmente.

Categorias
outros

Explosão em Beirute teria afetado a tosse de Luiz Abi Antoun?

A explosão de um depósito de fogos de artifícios hoje em Beirute, Líbano, estremecendo a cidade, deixando vários feridos e espalhando poeira para todo lugar, pode atrasar ainda mais a volta do foragido da Justiça Luiz Abi Antoun.

Antoun deixou o Brasil em setembro de 2018 em direção ao Líbano, aproveitando de uma decisão da Justiça Brasileira, sempre uma mãe para alguns.

“Primo distante”, mas nem tanto, do ex-governador Beto Richa, Luiz Abi Antoun era acusado de diversos crimes, entre eles fraude em licitação, desvio de recursos, etc.

Chamado de volta pela Justiça Brasileira, Luiz Abi alegou que estava sofrendo com uma tosse recorrente, por isso demorava a volta.

Com o poeirão levantado pela explosão de hoje, a rinite de Antoun deve ter ficado ainda mais atacada.

Mister Paçoca.

Categorias
outros

Aras e o aparelhamento do MPF

O procurador-geral da República e Deltan Dallagnol são faces do aparelhamento político das instituições de Estado

O sempre necessário e importante combate ao crime encontrou na vocação messiânica e na agenda política dos procuradores e do juiz Sérgio Moro terreno fértil para distorções, abusos e excessos da operação que pretendia acabar com a corrupção no país.

Não acabou. E deixou vasto legado de desrespeito a marcos legais. Moro divulgou ilegalmente um grampo telefônico envolvendo a então presidente Dilma, o que mereceu apenas uma reprimenda do STF ao juiz.

Ao atacá-la, Aras faz um favor ao centrão e ao chefe, que andam de braços dados desde que Bolsonaro entendeu que precisava de um escudo no parlamento, depois da prisão do amigão Fabrício Queiroz. Aras, porém, pode não ter calculado bem um efeito colateral de sua truculência. A perseguição à Lava Jato poderá levar Moro a disputar com o ex-chefe a narrativa do combate à corrupção, acirrando a concorrência no campo da direita nas eleições de 2022.

Há, contudo, uma pedra no caminho de Moro. A Segunda Turma do STF precisa terminar o julgamento, iniciado em 2018, sobre a suspeição do magistrado na condução da Lava Jato. Ao que parece, suas excelências não estão com a menor pressa.

Cristina Serra é jornalista

Categorias
outros

VEREADOR RUDINEI DE MOURA QUER SABER DAS COMPRAS DA DONA PREFA

*Requerimento do vereador Rudinei questiona Processo de Compras na Prefeitura de Foz*

O requerimento n° 285/2020, apresentado pelo vereador Rudinei de Moura (Patriota) traz questionamentos e solicita esclarecimentos oficiais da prefeitura de Foz do Iguaçu sobre aquisição de produtos alimentícios. Trata-se do pregão eletrônico nº 79/2020, alvo de interpelação e pedido de impugnação pelo Observatório Social porque inclui produtos como batata palha, pipoca, suspiro, pirulito, erva para chimarrão, erva para tererê, embalagem para acondicionar cachorro quente, saquinho para pipoca, formas de papel para panetone, forminhas de papel para cupcakes, doce tipo beijinho, doce tipo brigadeiro, mistura para bolo, gelatina em pó, panetone tipo chocotone, pão de cachorro quente, refrigerante 2 litros, suco tetrapack, bombom branco, bombom preto, chocolate em barra, chocolate granulado e diversos tipos de carnes e embutido com preços estimados acima do valor de mercado.
“Grande parte do conteúdo em aquisição se trata de produtos alimentícios para uma possível Festa Junina”, consta no requerimento que solicita esclarecimentos ainda sobre: Quais os motivos da aquisição desses alimentos? Os produtos citados seriam usados com qual intenção e para qual atividade? E, considerando que os produtos citados são característicos de festas juninas e a probabilidade de utilização para essa finalidade, esclarecer se referida atividade contraria o Decreto Municipal.
O vereador Rudinei disse que entrou com o requerimento, pois vê no Pregão Eletrônico nº 79/2020, a aquisição de produtos alimentícios para uma possível festa junina e, “considerando que estamos em um período de calamidade, inclusive com o Decreto nº 28.303/2020, que proíbe a aglomeração de pessoas, bem como considerando a existência da Lei Estadual nº 14.423/2004, vigente, que em seu art. 2º lista vários itens alimentícios expressamente proibidos constantes no processo licitatório em questão”. E acrescenta: “Vale ressaltar que estamos em um período de pandemia do Covid-19 e muitas famílias estão passando por dificuldades, sem trabalho e precisando de auxilio, portanto porque não fazer a aquisição de produtos alimentícios para auxiliar neste momento que estamos vivendo ao invés da citada licitação?”.
*Licitação incluiria suprimentos para cursos gratuitos*
A vereadora Nanci Rafagnin Andreola (DEM) informou que a partir do questionamento do Observatório Social, a Secretaria Municipal de Assistência Social adiantou esclarecimentos de que os produtos previstos no pregão são suprimentos para cursos gratuitos mantidos pela instituição. Os produtos são usados durante cursos, inclusive de culinária. Os cursos oportunizam pessoas de baixa renda a se qualificarem para o mercado de trabalho fazendo com que o Poder Público cumpra a missão social. O requerimento foi aprovado por unanimidade na sessão desta terça-feira, 4 de agosto, e fica aguardando as respostas oficiais do Executivo. O vereador Marcio Rosa (PSD) sugeriu que se ainda restarem dúvidas o secretário da pasta poderá ser convidado a prestar informações aos vereadores por videoconferência.
Em ofício encaminhado ao prefeito, o Observatório Social em Foz do Iguaçu informou que acompanhou o processo licitatório do Pregão Eletrônico 79/2020 cujo objeto é a seleção de propostas visando o registro de preço p ara eventuais aquisições de hortifrutigranjeiros e diversos gêneros alimentícios para atendimento às unidades da Secretaria Municipal de Assistência Social, pelo período de 12 (doze) meses. Sendo o valor máximo da contratação: R$ 1.338.244,51 (um milhão trezentos e trinta e oito mil duzentos e quarenta e quatro reais e cinquenta e um centavos).
Conforme o Observatório fez constar no documento, “tais alimentos não constam nem na composição de itens da Cesta Básica. Ainda, ressalta-se que não são itens recomendados pelo baixo teor nutricional conforme respalda o artigo 2º da lei estadual nº 14.423 – 02/06/2004 que proíbe a comercialização de tais alimentos nas unidades educacionais públicas e privadas que atendam a educação básica, localizadas no Estado do Paraná”.
Na sequencia, o Observatório descreve que “parece se tratar de itens comumente utilizados em festas juninas, na sua maioria, o que não se recomenda, especialmente em tempos de pandemia. É de conhecimento de todos os problemas que estamos enfrentando relacionados à pandemia provocada pelo novo Corona Vírus COVID-19 desde janeiro de 2020. Nesse momento, entendemos a necessidade de programas assistenciais voltados ao acolhimento de pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, o que esta Prefeitura já vem fazendo com a distribuição de cestas básicas para aproximadamente 30 mil famílias no município”.
Sendo assim, “o Observatório Social do Brasil – Foz do Iguaçu/PR solicita a impugnação do pregão eletrônico 079/2020 ou justificativa razoável quanto à proposta de aquisição de tais alimentos”.

Categorias
outros

Cármen Lúcia dá 48 horas para André Mendonça explicar dossiê contra servidores

A ministra Cármem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), estabeleceu o prazo de 48 horas para que o Ministério da Justiça preste informações sobre o dossiê que investiga e cataloga os servidores  opositores do governo, identificados como “antifascistas”.

Em julho, a Rede Sustentabilidade acionou o STF para abrir inquérito sobre o ministro da Justiça e suspender a coleta de informações dos servidores.

Na decisão, a ministra diz que, se o conteúdo da denúncia for verdadeiro, o quadro “escancara comportamento incompatível com os mais basilares princípios democráticos do Estado de Direito e que põem em risco a rigorosa e intransponível observância dos preceitos fundamentais da Constituição”.

A ministra entende ainda que “são necessárias informações do órgão estatal indicado, para melhor esclarecimento do quadro apresentado no questionamento judicial formulado”.

Nesta segunda-feira (3), André Mendonça dispensou Gilson Libório Mendes, chefe da Diretoria de Inteligência da Seopi.

Confira aqui a decisão na íntegra.

Categorias
outros

Polícia Federal cumpre mandado referente a investigação de tráfico na Vila A

A Polícia Federal em Foz Iguaçu cumpriu na manhã desta terça-feira (04/08), mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal do Mato Grosso do Sul.

A ordem judicial foi expedida no interesse de procedimento que investiga o tráfico internacional de drogas.

Às 7h da manhã a equipe cumpriu a diligência em uma casa situada no bairro Vila A, em Foz do Iguaçu/PR.

No local, os policiais apreenderam R$ 95.510,00 e U$ 10.130,00, uma carabina calibre .44, diversas munições, uma caminhonete Hilux, celulares, computadores e documentos.

Uma pessoa foi presa pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito tendo em vista a ausência de registro da carabina e das munições.

A busca e apreensão foi solicitada ao Poder Judiciário após a prisão em flagrante de duas pessoas no último domingo (02/08), com aproximadamente 518 kg de cocaína em um avião que interceptado por caças da FAB (Força Aérea Brasileira).

O piloto desobedeceu a ordem e acabou realizando um pouso forçado em uma área na zona rural de Ivinhema/MS. Piloto e copiloto foram capturados e  conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal de Dourados/MS onde foram autuados em flagrante.