Publicidade
Categorias
outros

Os donos do crime

Da IstoÉ

Quem são e como se organizam os chefes das facções criminosas que controlam os complexos penitenciários brasileiros e ameaçam levar uma guerra sangrenta para as ruas do País

Os donos do crime

Eles espalham terror, impõem sua lei nos presídios e têm poder semelhante aos grandes grupos de mafiosos. Ao longo dos últimos trinta anos, se tornaram conhecidos e temidos pela população brasileira. As facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC) cresceram em importância não só nos estados onde surgiram, mas em todo o País. As atividades dos grupos, inicialmente concentradas nos complexos prisionais, venceram as muralhas das penitenciárias e ganharam as ruas em ações cinematográficas. Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, à frente do CV, e Marcos Willians Hermes Camacho, o Marcola, à frente do PCC, se tornaram homens procurados internacionalmente e ganharam notoriedade continental. Nem o mais pessimista especialista em segurança pública poderia prever tamanha expansão desse tipo de organização criminosa. Expansão esta que só tende a crescer, ancorada na omissão do Estado.

Na semana passada, o Brasil foi apresentado, de forma traumática, a mais uma representante desta seara podre da sociedade brasileira . A “Família do Norte”, conhecida pela sigla FDN, dominou o noticiário nacional e internacional depois de comandar a execução de 56 presos ligados ao PCC durante rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, no Amazonas (leia reportagem na página 56). Foi o maior massacre dentro de uma prisão desde 1992, quando a Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru, foi invadida durante uma briga e 111 detentos foram mortos. Em vídeo feito por um detento na parte interna do Compaj, entre corpos decapitados e muito sangue, vê-se uma bandeira da organização criminosa. “É FDN que comanda, porra!”, desafia o preso que empunha a flâmula, sem se preocupar em esconder o rosto…

Leia mais

Categorias
outros

TIO DINO NO STJ

O SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, com base nos seus registros processuais eletrônicos, acessados no dia e hora abaixo referidos

CERTIFICA

que, sobre o(a) AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL nº 778942/PR, do(a) qual é Relator o Excelentíssimo Senhor Ministro BENEDITO GONÇALVES e no qual figuram, como AGRAVANTE, DOBRANDINO GUSTAVO DA SILVA, advogados(as) GUSTAVO MUSSI MILANI E OUTRO(S) (PR032622) e, como AGRAVANTE, CARLOS JULIANO BUDEL, advogados(as) JAVERT RIBEIRO DA FONSECA NETO E OUTRO(S) (PR026050), GABRIEL VARGAS RIBEIRO DA FONSECA (PR072221) e, como AGRAVADO, MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ e, como INTERESSADO, MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU e, como INTERESSADO, INCORPORADORA DE IMOVEIS CARAJAS LTDA – ME e, como INTERESSADO, SEVERINO SACOMORI e, como INTERESSADO, VILMAR ANTONIO SACOMORI e, como INTERESSADO, VALDIR MARCELO SACOMORI e, como INTERESSADO, SERGIO APARECIDO VIVIAN e, como INTERESSADO, RONALDO LAW e, como INTERESSADO, JOEL ALVES CABRAL e, como INTERESSADO, IARA DINA DE SOUZA e, como INTERESSADO, IEDO LOURENÇO MADALOZZO e, como INTERESSADO, OLMAR GAVAZZONI e, como INTERESSADO, NELSON RODRIGUES DE ALMEIDA e, como INTERESSADO, ÉRICO TOMASETTI e, como INTERESSADO, OSVALDO MOREIRA ANDRION e, como INTERESSADO, ALUÍZIO PALMAR e, como INTERESSADO, IRIO HOLLER e, como INTERESSADO, ELIZEU LIBERATO e, como INTERESSADO, SALVADOR RAMOS, constam as seguintes fases: em 12 de Setembro de 2015, RECEBIDOS OS AUTOS ELETRONICAMENTE NO(A) SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TJPR – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ; em 29 de Setembro de 2015, DISTRIBUÍDO POR SORTEIO

AO MINISTRO BENEDITO GONÇALVES – PRIMEIRA TURMA; em 29 de Setembro de 2015, JUNTADA DE CERTIDÃO : CERTIFICO A ABERTURA DE VISTA DOS PRESENTES AUTOS AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, EM CUMPRIMENTO AO DETERMINADO PELO (A) EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) MINISTRO (A) RELATOR (A), NAS HIPÓTESES QUE ESPECIFICA POR MEIO DE MEMORANDO/OFÍCIO DEVIDAMENTE ARQUIVADO NESTA SECRETARIA JUDICIÁRIA/STJ.; em 29 de Setembro de 2015, AUTOS COM VISTA AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL; em 30 de Setembro de 2015, DISPONIBILIZADA CÓPIA DIGITAL DOS AUTOS À(O) MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL; em 20 de Outubro de 2015, PROTOCOLIZADA PETIÇÃO 462274/2015 (PARMPF – PARECER DO MPF) EM 20/10/2015; em 20 de Outubro de 2015, ATO ORDINATÓRIO PRATICADO (PETIÇÃO 462274/2015 (PARECER DO MPF) RECEBIDA NA

COORDENADORIA DA PRIMEIRA TURMA); em 20 de Outubro de 2015, JUNTADA DE PETIÇÃO DE PARECER DO MPF Nº 462274/2015; em 20 de Outubro de 2015, CONCLUSOS PARA DECISÃO AO(À) MINISTRO(A) BENEDITO GONÇALVES (RELATOR) COM PARECER DO MPF. Certifica, por fim, que o assunto tratado no mencionado processo é: Improbidade Administrativa.