Categorias
outros

Briga de servidoras deveria redundar em exoneração pela lei que regulamenta a matéria

Transcrevo abaixo parte de trecho da Lei complementar 17 que trata dos servidor público.  Observem que está escrito neste código que servidor (a) que se envolvam em brigas em serviço  ficam sujeitas a punição disciplinar que pode redundar em exoneração. A servidora Etelvina na condição de Diretora da Secretária da Saúde “saiu na mão” com outra servidora. Foram ás vias de fato. O fato foi testemunhado por inúmeras pessoas. Dado a gravidade da ocorrência fizeram publicar no Diário Oficial do Município a exoneração das duas servidoras, como noticiado este blog. Agora descobre-se que a Etelvina voltou a sua função na maior naturalidade. Quanto a Jassiara Sandra não se sabe onde foi parar. Ou seja, exoneraram, depois voltaram atrás, á ponto de a pagina 28 onde detectamos a notícia ter sumido do Diário Oficial. Estranhíssimo.

Em tempo: Agressão física é infração disciplinar gravíssima no estatuto do servidor punível com demissões…

Abaixo as consequências que as duas “brigonas” ficaram sujeitas.

Bom dia procurador Osli Machado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *