Categorias
outros

Presidente do Conselho Municipal de Saúde se afasta do cargo

Após pedido do MP, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu se afasta do cargo

Segundo o Comus, o Conselho de Ética tem dois meses para analisar as representações do MP, sobre o ex-presidente usar o cargo para obter benefícios pessoais.

19/12/2019 17h42  Atualizado há 41 minutos

00:00/05:21

Após o pedido do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comus) de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Sadi Buzanello, anunciou o afastamento do cargo durante a plenária desta quinta-feira (19).

De acordo com a representação do MP-PR, o ex-presidente desrespeitou o estatuto do conselho. Ele teria usado o cargo para obter benefícios pessoais e pressionar entes públicos para conseguir cargos comissionados na prefeitura da cidade.

O ex-presidente não quis se pronunciar sobre o caso.

Buzanello, conforme o conselho, fica afastado da presidência enquanto o Conselho de Ética analisa as representações do Ministério Público. O prazo para a decisão é de até dois meses.

A punição, segundo o estatuto do Comus, é o afastamento do posto e impedimento de exercer mandato por até cinco anos.

O Comus é responsável por aprovar e acompanhar o Plano Municipal de Saúde e participar das políticas públicas referentes ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O ex-presidente ficará afastado durante o conselho de ética analisar as representações do MP — Foto: RPC Foz do Iguaçu/Reprodução

O ex-presidente ficará afastado durante o conselho de ética analisar as representações do MP — Foto: RPC Foz do Iguaçu/Reprodução

Enquanto isso, quem assume a presidência do conselho, de forma interina, é André Di Buriasco.

“A comissão de ética tem um prazo para chegar a um parecer. Esse parecer é colocado na plenária, a plenária aceita ou não. Uma vez ela aceitando, o presidente Buzanello é desligado. Aí eu assumo definitivamente”, disse Buriasco.

Conforme o Comus, Beuzanello está afastado da presidência, mas continua como membro do conselho. Ele ocupa uma das cadeiras de conselheiro, por indicação do Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos (COPEFI) de Foz do Iguaçu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *