Publicidade
Categorias
outros

MAIS UM CAPÍTULO DA HISTÓRIA UNIFOZ

O blog recebeu a informação de que o imóvel para onde a Unifoz está se mudando corre o risco de ser leiloado e mudar de mãos! Corre na 2ª Vara Cível o processo nº 009568-61.2002.8.16.0030 onde o prédio da Alameda Rui Ferreira nº 164 está penhorado e já foi avaliado em R$ 3.250.000,00 pela avaliadora judicial no último dia 20/01/2020. O processo é movido por Alberto Shinozaki e outros contra Osvaldo Ferraz Damião e outros. A documentação que nos foi enviada dá conta do tamanho da confusão, principalmente quando se lê atentamente a matrícula do imóvel.

PITACO: A situação tá do tipo: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come…

Veja os documentos abaixo:

matricula_imovel_ruiferreira

avaliacao_imovel_ruiferreira

Categorias
outros

Ex-presidente da Jurong é denunciado por esquema de R$100 milhões na Petrobras

Martin Cheah Kok Choon e Guilherme Esteves são acusados de corrupção e lavagem de dinheiro

A força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná ofereceu, nesta sexta-feira (31), denúncia contra o ex-presidente da Jurong no Brasil Martin Cheah Kok Choon e do operador financeiro Guilherme Esteves de Jesus. A acusação refere-se a atos de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo mais de R$ 100 milhões e sete contratos de afretamento de sondas firmados no ano de 2012 pela multinacional com a Petrobras.

O MPF requer de Martin o pagamento de dano mínimo para a Petrobras no montante de US$ 10.366.264,03, equivalente a R$ 43.643.008,191. O valor corresponde ao total repassado a título de vantagens indevidas em contratos firmados pela Jurong com a Administração Pública Federal. Ainda prevê o bloqueio de bens do ex-presidente no valor de US$ 9.033.710,13, correspondente a R$ 38.032.823,021, relativo ao recebido de Guilherme Esteves a partir das operações de lavagem de dinheiro.

Em relação a Guilherme Esteves, o valor do bloqueio é de US$ 24.507.238,65, correspondente a R$ 103.177.925,442, relativo ao montante utilizado nos atos de corrupção.

“Uma das principais frentes de atuação da força-tarefa é a apuração da atuação ilegal de empresas internacionais que participaram de esquemas de corrupção na Petrobras. Essa atuação permite, além de punir criminosos, recuperar os valores desviados junto a multinacionais”, destacou o procurador da República Júlio Noronha.

Guilherme Esteves é acusado de operar propinas junto à Jurong do Brasil. Foto: Divulgação

O esquema

Conforme já denunciado em outra ação penal, a Lava Jato apurou que, no interesse da obtenção de sete contratos de afretamento de sondas com a Petrobras, o grupo Jurong, por meio de seu então representante, Guilherme Esteves de Jesus, efetuou o pagamento de propina ao diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque.

Em aprofundamento das investigações, constatou-se que os pagamentos ilícitos realizados por Guilherme contaram com o conhecimento e autorização do então presidente da Jurong no Brasil. Verificou-se ainda que parte do lucro ilícito obtido com os atos de corrupção foi repassado pelo operador financeiro a Martin, também mediante transferências bancárias no exterior por intermédio de contas não declaradas, mantidas por ambos em nome de offshores. Segundo comprovado por documentação bancária, Guilherme transferiu mais de US$ 9 milhões para as contas de Martin.

Além disso, planilhas identificadas em dispositivos eletrônicos apreendidos em endereço de Guilherme Esteves durante a execução de mandado de busca e apreensão na operação Lava Jato demonstraram tanto o pagamento de propina quanto a efetiva divisão com Martin de valores ilícitos decorrentes dos diversos contratos de afretamento de sondas firmados pela Jurong com a Petrobras.

A acusação também contempla uma série de atos de lavagem de dinheiro, praticados por Guilherme, consistente na realização de sucessivas transferências bancárias entre as várias contas secretas mantidas no exterior. A prática tem a finalidade de criar um maior distanciamento entre a origem e o destino dos recursos ilícitos, dificultando o rastreamento dos valores pelas autoridades.

“Em busca do repatriamento e recuperação dos valores desviados, a força-tarefa Lava Jato já formulou pedidos de cooperação para Suíça e Liechtenstein que permitiram o bloqueio do montante equivalente a R$ 47 milhões. Os valores estavam depositados em contas mantidas pelos denunciados nos dois países, em nome de empresas offshore”, afirma a procuradora da República Laura Tessler.

As ações penais tramitam sob os números 5004982-71.2020.4.04.7000 e 5050568-73.2016.4.04.7000. Leia a íntegra da denúncia. (Com informações da Ascom do MPF no Paraná)

Categorias
outros

Bolsonaro demite assessor de imprensa de Onyx

Gustavo Chaves Lopes, assessor de imprensa de Onyx Lorenzoni, acaba de ser exonerado.

O Antagonista apurou que ele foi o autor da nota oficial dizendo que Jair Bolsonaro havia conversado com Vicente Santini e garantido sua permanência.

Gaúcho de Alegrete, Chaves era assessor de imprensa na liderança do DEM na Câmara. Foi chamado por Onyx na transição e depois levado para a Casa Civil.

PITACO: Lorenzoni não tem mais o que fazer no governo. Se se tiver vergonha na cara deveria entregar o boné.

Categorias
outros

Paraguaio é preso com 2 kg de cocaína no aeroporto de Foz do Iguaçu

Preso em flagrante, homem disse que receberia 2 mil euros pelo transporte da droga.

O rapaz é um paraguaio, de 24 anos, e foi preso em flagrante ao tentar embarcar para o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, onde faria escala para Barcelona, na Espanha. Ele disse que receberia 2 mil euros pelo transporte.

O flagrante foi lavrado na Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu.

O muquirana pode pegar de cinco a 15 anos de cadeia.

Categorias
outros

Queiroz Galvão declarada inidônea

A Controladoria-Geral da União declarou a Queiroz Galvão como inidônea, por irregularidades em contratos com a Petrobras. A decisão proíbe a construtora de participar de licitação e contratação pela administração pública.

PITACO: Já as empreiteiras donas de pedágio no Paraná que pagaram 30% da tarifa para políticos, homens operadores do Direito, e líderes classistas empresariais e de caminhoneiros desde 1997, fizeram a penitência (uma confissão de araque) com o Ministério Público Federal continuaram com os contratos e ainda podem participar de licitações.
Que acordo chinfrim o MPF de Curitiba fez.

Categorias
outros

Em BH, foliões lançam bloco ‘Quem deu, deu. Quem não deu, não Damares’

Com o Carnaval chegando, a criatividade dos foliões começa a aflorar pelos quatro cantos do país. Em Belo Horizonte, alguns deles criaram um bloco em homenagem à Ministra Damares, chamado ‘Quem deu, deu. Quem não deu, não Damares’.
O título bem-humorado do evento também é uma crítica à proposta de abstinência sexual lançada pela ministra, e que começa em fevereiro. Justamente para aqueles que pensam em curtir a temporada da maneira devida.

A atração está marcada para o dia 22 de fevereiro, das 22h às 5h. Um evento no Facebook já foi criado e, no momento do fechamento desta matéria, já contava com 29 presenças confirmadas, além de 31 interessados.

Categorias
outros

Moro divulga lista de criminosos mais procurados do país

Cadastro inclui 26 pessoas que estão com mandados de prisão em aberto e são ligadas a organizações criminosas

Divulgação / Ministério da Justiça
Lista foi elaborada a partir de 11 critérios objetivosDivulgação / Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou nesta quinta-feira (30) uma lista com os 26 criminosos mais procurados no país. O cadastro inclui pessoas acusadas de crimes graves e violentos, que estão com mandados de prisão em aberto e são ligados a organizações criminosas.

Conforme o ministério, a lista de procurados, que está disponível no site da pasta,  foi feita com base em informações obtidas com as áreas de segurança estaduais e a partir de 11 critérios objetivos — como posição de liderança em organização criminosa, capacidade financeira para investir em atividades criminosas, atuação interestadual e internacional, entre outras.

Segundo o chefe da pasta, Sergio Moro, a ação é importante para facilitar as prisões dos criminosos e, assim, enfraquecer a atuação dos criminosos.

Categorias
outros

SADI BUZANELO NÃO QUER LARGAR O OSSO

Inacreditável! Depois de tudo que vi, soube neste quinta (30) que o Sadi Buzanelo continua aboletado no COMUS. Mesmo condenado por improbidade administrativa com trânsito em julgado, mesmo com a denuncia do promotor Mafra, mesmo com o TJ mandando o mesmo deixar o Conselho, Sadi continua impávido e colossal dando as cartas no COMUS. É PRÁCABÁ!

Mas nem tudo está perdido o TJ deu 15 dias para o juizo da 1ª Vara Fazendária explicar porque não manda o Sadi sair do COMUS. Veja o despacho

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ ANULOU TODAS AS PROVAS QUE O MP COLETOU NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PARA INSTRUIR O PROCESSO DOS DIÁRIOS SECRETOS, PORTANTO, TODOS OS ENVOLVIDOS, BIBINHO, ALEXANDRE CURY, NELSON JUSTUS FICARAM IMPUNES. DETALHE: O GOLPE DENUNCIADO PELA GAZETA DO POVO E RPC FALA EM DESVIOS DA ORDEM DE R$ 250 MILHÕES.  QUE BARBARIDADE!

SÓ O BIBINHO PERMANECE PRESO POR OUTROS CRIMES, POIS A SENTENÇA DE 23 ANOS QUE ELE RECEBEU NOS DIÁRIOS SECRETOS FOI ANULADA. O MP PODE RECORRER AO STJ.