Categorias
outros

Randolfe recomenda veto e lembra que foi Bolsonaro o eleito presidente da República

Para o senador, orçamento impositivo é, na prática, a emenda do Parlamentarismo disfarçada

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) divulgou vídeo defendendo o presidente Jair Bolsonaro dos efeitos infames da PEC do Orçamento Impositivo e apoiando eventual veto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Segundo o senador, apesar de não ter votada em Bolsonaro, ele é o presidente da República e não há cabimento no fato de o relator da LDO ser o responsável pela execução de parte do Orçamento.

Randolfe explica que já há R$ 22 bilhões executados pelo Legislativo através de emendas individuais e emendas de bancada e “somente R$ 17 bilhões são executados pelo Poder Executivo”, algo em torno de 48% da capacidade de investimento.

“Retirar mais R$ 30 bilhões é, na prática, uma emenda do parlamentarismo. E quem foi eleito presidente da República, não com o meu voto, foi Jair Messias Bolsonaro”, disse o senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *