Categorias
outros

Coronavírus: Casos confirmados sobem para 185 no Paraná, diz secretaria

Dos 25 novos casos, 14 confirmações são de mulheres e 11 de homens, com idades entre 28 e 72 anos, conforme a secretaria. Dez desses pacientes moram em Curitiba.

Os outros são de Cascavel (2), São José dos Pinhais (2), Londrina (2), Lapa (1), Verê (1), Quatro Barras (1), Telêmaco Borba (1), Campo Mourão (1), Maringá (1), Pinhais (1), Francisco Beltrão (1) e de uma pessoa de Niterói (RJ) que teve o diagnóstico no Paraná.

Segundo o boletim, os casos em investigação subiram de 484 para 521 nesta terça. Até o momento, 2.960 suspeitas testaram negativas, de acordo com a Sesa.

No fim da tarde desta terça, o Ministério da Saúde confirmou 179 casos da Covid-19 no Paraná.

Três municípios tiveram os primeiros casos confirmados nesta terça. São eles: Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, Francisco Beltrão e Verê, ambos no sudoeste do Paraná.No total, 36 cidades paranaenses têm ao menos uma confirmação da Covid-19, segundo a Sesa. Veja abaixo:
  • Curitiba: 87
  • Cascavel: 10 (uma morte)
  • Foz do Iguaçu: 10
  • Maringá: 9 (duas mortes)
  • Londrina: 9
  • Cianorte: 7
  • Pinhais: 4
  • Ponta Grossa: 3
  • Campo Largo: 3
  • São José dos Pinhais: 3
  • Campo Mourão: 3
  • Pato Branco: 2
  • Guaíra: 2
  • Paranavaí: 2
  • Umuarama: 2
  • Almirante Tamandaré: 2
  • Telêmaco Borba: 2
  • Francisco Beltrão: 1
  • Matinhos: 1
  • Quatro Barras: 1
  • Lapa: 1
  • Faxinal: 1
  • Rio Negro: 1
  • Guarapuava: 1
  • Iretama: 1
  • União da Vitória: 1
  • Mariópolis: 1
  • Quatiguá: 1
  • Medianeira: 1
  • Verê: 1
  • Contenda: 1
  • Rio Branco do Sul: 1
  • Peabiru: 1
  • Marechal Cândido Rondon: 1
  • Terra Rica: 1
  • Castro: 1
  • Residentes fora com diagnósticos no Paraná: 6

Ex-prefeito na UTI

O ex-prefeito de Maringá e ex-secretário estadual de Desenvolvimento Urbano Silvio Barros foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nesta terça-feira (31), com diagnóstico do novo coronavírus.

Na sexta-feira (27), Silvio Barros anunciou em uma rede social que havia testado positivo para a Covid-19. Ele começou a sentir os sintomas da doença no dia 20 de março e estava em isolamento domiciliar, segundo a assessoria.

O Hospital Santa Casa, onde está internado o ex-prefeito, disse que o estado de saúde de Barros é estável e que ele respira sem o auxílio de aparelhos.

O ex-prefeito de Maringá Silvio Barros. — Foto: Tereza Sá/CBIC

O ex-prefeito de Maringá Silvio Barros. — Foto: Tereza Sá/CBIC

Com G 1

Categorias
outros

300 periquitos resgatados do tráfico são transferidos para viveiro do Parque das Aves

As 12 espécies de periquitos foram transferidos para o viveiro do Parque das Aves, em Foz do Iguaçu — Foto: Parque das Aves/ Divulgação

As 12 espécies de periquitos foram transferidos para o viveiro do Parque das Aves, em Foz do Iguaçu — Foto: Parque das Aves/ Divulgação

Vítimas de tráfico, contrabando e maus-tratos de animais, 300 periquitos foram transferidos para o novo viveiro do Parque das Aves, nesta segunda-feira (31), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

De acordo com o parque, as 12 espécies estavam em lugares provisórios até que o viveiro ficasse pronto. O espaço tem 5 mil metros quadrados e, segundo a diretoria, foi construído em meio à Mata Atlântica sem agredir o ecossistema do local.

O Parque das Aves suspendeu a visitação no dia 17 de março por causa do novo coronavírus. Mas a intenção é de que o novo viveiro seja visitado pelo público quando o local for reaberto.

Conforme a diretora técnica Paloma Bosso, o viveiro é um abrigo para esses animais que, muitas vezes, não têm condições de voltar para o ambiente natural deles.

“Esse é o trabalho que a gente faz de acolher, oferecer para eles uma nova chance. É preciso trabalhar também sensibilizando as pessoas que nos visitam e, para isso, o melhor caminho é a educação ambiental.”

De acordo com a diretoria do parque, esse é um dos maiores viveiros de aves do mundo. O espaço foi construído durante dois anos e conta com a arquitetura sustentável.

Leia mais 

Categorias
outros

NINGUÉM RECLAMA DE TABACO TRANSGÊNICO

CADÊ O MST? CADÊ O MOVIMENTO CONTRA TRANSGÊNICOS?

Chama a atenção o silêncio canalha do Movimento Sem Terra e dos que falsamente combatem os malefícios da transgenia em organismos vivos que nada falam das variedades que as empresas de Tabaco como Souza Cruz estão fazendo em seus cultivares plantados no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, fora pequena área na Bahia. Como eles são obrigados a ressarcir os plantadores de Tabaco em suas pequenas propriedades e pela OMS devem fazê-los substituir por outras culturas como Estévia ou Erva Mate, ressarcindo os danos pela Convenção Quadro aprovada mundialmente, fica claro que o MST é cheio de graça com o fumo.
Veja o registro na CTNBIo das modificações palatáveis no sabor do fumo. É coisa que ninguém quer ver?

(URGENTE) (Contém Informações Confidenciais) Souza Cruz. Processo No 01250.017752/2019-49 (Público); 01250.029462/2019-48. Liberação Planejada no Meio Ambiente / RN-08 de tabaco geneticamente modificado para alteração nos níveis de alcalóides individuais (Anabasina, Anatabina, Nicotina e Nornicotina) e PON (Pseudooxinicotina). Objetivo: realizar avaliação genética de linhagens de tabaco com alteração nos níveis de alcalóides individuais (Anabasina, Anatabina, Nicotina e Nornicotina) e PON (Pseudooxinicotina). No SEI: 4062847, de 22/04/2019. Extrato Prévio No 6577/2019. Relatoria definida em agosto/2019: Dra. Patricia Machado Bueno Fernandes, Dr. Antonio Alberto da Silva Assessoria: Gutemberg Delfino;

http://ctnbio.mctic.gov.br/documents/566529/2249001/Deliberações+225+PLENÁRIA-SETEMBRO+-+2019/b7729034-7eb8-4ca1-a3d7-ca46a50c91b3;jsessionid=6DAD18008314AC43E892CD3E772A19F8.columba?version=1.0

 

Categorias
outros

DETRAN

RAPIDEZ
O Detran pede para o contribuinte agendar os seus atendimentos pelo sistema novo do governo velho 5.0 de Ratinho Junior. Daí você entra pela internet no novíssimo projeto PIÁ (gosto duvidoso a toda prova) e após teclar seu CPF você é convidado a baixar um aplicativo novo do Detran nas 2 lojas dos sistemas virtuais e volta a navegar no velho site do Detran.
Responde a inúmeros testes e quando vai agendar a data de comparecimento nas unidades antigas e presenciais eis que a tela diz que o governador Ratinho Jr fez um célere decreto suspendendo as marcações de atendimento até segunda ordem do vírus do antepassado de Bolsonaro.
Mas não seria melhor abrir a primeira tela do piá pançudo de prédio com a explicação de que fechou tudo?
Doador
Se você quer doar sangue convocado pelos meios de comunicação para repor o estoque como “doador frequente” você tem que telefonar ao Hemepar, que um atendente de sotaque ‘leite quente’ informa a necessidade de fazer tudo pelo sistema de governo novo 5.0 na página do tal PIÁ, que tem como endereço formal o Palácio Iguaçu, e daí inicia com seu CPF a tentar agendar a doação urgente do sangue – que aponta para uma possível data em 6 ou 7 de abril.
Ou seja, você ainda gostaria de ter alguém no outro lado do telefone para decidir quando é urgente, pois o tal PIÁ estagiário decidir funcionar adequadamente em linguagem amigável, como diriam os programadores, o governo Ratinho acabou.

Categorias
outros

ADVOGADO PEDE PROVIDÊNCIAS

De Londrina/PR para Curitiba/PR, em 31de março de 2020.

REF.: PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS.

Ilustríssimo Senhor Procurador,

É de conhecimento público o enfrentamento que a sociedade brasileira faz para garantir a vitória contra o novo Coronavírus (N-COVID 19).

No plano jurídico, a pandemia justificou a edição do “Estado de Calamidade” das mais diversas unidades federativas.

Nessa esteira, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em decisão colegiada de 20 de março de 2020, autorizou a utilização pelas operadoras de saúde dos recursos garantidores para a efetivação de investimentos no enfrentamento ao N-COVID19.

O valor dos recursos garantidores não contingenciados pela ANS totalizam R$15 bilhões de reais.

Esse valor equivale a 30% do orçamento geral do Estado do Paraná, ou 3,8 vezes o orçamento da Saúde Estadual.

Na mesma reunião a ANS prorrogou o prazo de ressarcimento dos operadores privados ao SUS.

Esse conjunto de medidas autorizadas pela Agência Federal, visam, como dito, na realização de investimentos para o combate ao N-COVID19.

Com efeito, os recursos supramencionados, na devida proporção, devem imediatamente serem utilizados pelas Operadoras de Saúde que funcionam no Paraná, para o enfrentamento ao N-COVID19, em especial com algumas sugestões, cremos:

a) Construção de um plano integrado de ações entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e Saúde Complementar;

b) Informação pública aos usuários da rede de saúde complementar, donde encontrar assistência ao N-COVID19, com vistas a desconcentração do atendimento no serviço público.

Note-se, eminente Procurador que este peticionante, faz apelo na qualidade de cidadão, usuário do Plano de Saúde Suplementar considerando a ineficiência dos Planos em atender as demandas.

Imprescindível não é disponibilizar dinheiro, mas sim fazer chegar ao consumidor que, no meu caso, sempre honrou com suas obrigações financeiras perante as operadoras do Plano de Saúde.

Basta verificar a ineficácia, conforme documentos anexos, não podendo esperar o caos para a tomada de medidas.

No meu caso, tenho como dependente minha mãe, com mais de 80(oitenta) anos, com diabetes e hipertensão arterial, e minha esposa com comorbidade e não tive quaisquer atendimentos presenciais, a não ser por atendentes de call center e médico, pasme, ambos de São Paulo/SP.

As respostas foram categóricas que só fariam o exame clínico em caso de emergência, mesmo minha genitora estando com tosse e em estado febril.

Assim, solicita-se de Vossa Senhoria, como sugestão designar uma reunião emergencial com os seguintes órgãos:

Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho;

Secretaria da Saúde do Estado do Paraná;

PROCON/PR ;

Ministério Público Federal (MPF) – Procuradoria Especializada em Saúde e Consumidor;

Ministério Público Estadual (MP) – Promotoria Especializada em Saúde e Consumidor;

Agência Nacional de Saúde Suplementar – Núcleo Paraná – (ANS/PR);

Representante das operadoras de saúde que atuam no estado do Paraná e;

Secretaria Nacional do Consumidor (SENACON) do Ministério da Justiça (MJ).

Para o recebimento da resposta, caso ache oportuno, comunico o seguinte endereço de e-mail: JOAO@GRACA.ADV.BR  e o telefone 043-996430070.

Desde já agradeço a atenção,

Despedindo-me mui respeitosamente

ILMO. SR.

IVONEI SFOGGIA

  1. PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ

CURITIBA – PR

PROVIDENCIA PGJPR

Categorias
outros

ACIFI e Prefeitura debatem retorno gradual e monitorado do comércio

Em reunião na associação, prefeito anuncia diretrizes do plano para a retomada das atividades econômicas

O presidente da ACIFI, Faisal Ismail, e o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, reuniram-se na terça-feira, 31, para debater o plano de retomada gradativa da atividade comercial na cidade. Representantes de entidades e gestores da prefeitura participaram do encontro, que contou com interações por teleconferência.

Durante a reunião, Chico Brasileiro anunciou que o governo municipal fará o diagnóstico epidemiológico atual, baseado numa amostra estatística de testagem da população iguaçuense, a partir de dados coletados até sexta-feira, 3 de abril.

O prefeito fez uma análise das medidas restritivas que buscam reduzir o pico da demanda da assistência médica e antecipou que, na manhã de sábado, 4, será feita uma teleconferência com o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e os prefeitos das maiores cidades do estado.

Ainda no sábado, 4, com base nos resultados dos exames dos casos no município e na reunião com o governador, será feita uma análise dos cenários possíveis da pandemia em Foz do Iguaçu, em conjunto com as entidades da sociedade civil organizada e Ministério Público.

Com essa análise, o governo municipal irá “programar o retorno gradual e monitorado das atividades econômicas do município com assunção recíproca de responsabilidades sanitárias”. O documento com esse passo a passo foi entregue pelo prefeito ao presidente da ACIFI.

Para Faisal Ismail, o resultado do encontro foi positivo, pois estabelece um cronograma para avançarmos no plano de retomada gradativa do comércio com toda a responsabilidade, serenidade, seriedade e segurança que essa medida exige. Tal posição é compartilhada pelo presidente do Conselho Superior da ACIFI, Walter Venson.

Medidas – Além do diálogo com a prefeitura, a ACIFI tem atuado em várias frentes, como a busca de fornecedores e captação de recursos para aquisição de testes rápidos em massa, liberação de crédito às empresas do município, apoio ao Grupo Pró-Heróis Coronavírus Foz e articulação com Itaipu Binacional e Programa Oeste em Desenvolvimento para as ações de incentivo ao restabelecimento da atividade econômica na cidade.

A pedido da ACIFI, por exemplo, a prefeitura suspendeu, na semana passada, impostos e taxas municipais por 90 dias. Já no encontro desta terça-feira, 31, foi detalhado o pacote de emergência em apoio aos pequenos empresários, que está sendo analisado pela entidade para sua operacionalização.

Encontro – Participaram da reunião o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagin; o presidente interino do Sindilojas, Itacir Mayer; o presidente do Comtur, Carlos Silva; o presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez; a presidente do Observatório Social Brasil – Foz, Leonor Venson; o vice-presidente do Fundo Iguaçu, Camilo Rorato; o consultor do Sebrae/PR Marcelo Padilha; o diretor da Faciap, João Batista de Oliveira.

Pela prefeitura estiveram presentes o secretário municipal de Saúde, Nilton Bobato; o supervisor técnico da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Roberto Valiente Doldan; e o secretário municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

FONTE: Acifi.
PITACO: Quando surgir o primeiro cadáver na fronteira vitimado pelo Covid 19 a ficha da Acifi vai cair e irão parar com essa palhaçada de quebrar com os isolamentos sociais.
PITACO II: FOZ DO IGUAÇU PASSOU A TER 11 CASOS CONFIRMADOS DE CORONAVÍRUS A PARTIR DESTA TERÇA FEIRA.
Categorias
outros

Sargento da PM morre por Covid-19 em SP, diz corporação

Sargento Magali Garcia tinha 46 anos e morreu em São Paulo em razão do coronavírus — Foto: Reprodução/Redes sociais

Sargento Magali Garcia tinha 46 anos e morreu em São Paulo em razão do coronavírus — Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma sargento da Polícia Militar (PM) morreu na segunda-feira (30) em São Paulo por Covid-19, informou nesta terça-feira (31) ao G1, a assessoria de imprensa da corporação. Segundo a PM é a primeira morte de policial militar da ativa no estado por causa da doença.

A 1ª sargento Magali Garcia tinha 46 anos e trabalhava no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) na capital. Ela passou mal no domingo (29), quando teve sintomas de coronavírus, como pneumonia. Em seguida, foi levada ao Hospital da PM, na Zona Norte, onde acabou entubada e internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Mas, segundo o tenente-coronel Emerson Massera, porta-voz PM no estado de São Paulo, a sargento Magali, que era ex-fumante, não resistiu e morreu em razão da doença.

“Estava internada na UTI exclusiva para casos de coronavírus”, falou Massera à reportagem.

Magalli era casada com um capitão da Polícia Militar.

SSP

Por meio de nota a Secretaria da Segurança Pública (SSP) encaminhou abaixo nota oficial da PM sobre a morte da policial por causa de coronavírus:

“A Polícia Militar lamenta o falecimento da Sargento PM Magali Garcia, ocorrido nesta segunda-feira (30), ela estava internada desde o último dia 27 e teve confirmação de COVID-19. A corporação segue rigorosamente as orientações do Comitê de Contingência do Coronavírus e ressalta que todo policial com suspeita ou diagnóstico da doença é imediatamente afastado das funções e acompanhado por profissionais de saúde”, informa nota enviada ao G1 pela pasta da Segurança.

Com G 1