Categorias
outros

Após 24 confirmações de Covid-19, reserva indígena de São Miguel do Iguaçu é interditada e comunidade passa por testagem

Aldeia indígena foi interditada após 24 casos confirmados de Covid-19 — Foto: Reprodução

Aldeia indígena foi interditada após 24 casos confirmados de Covid-19 — Foto: Reprodução

Depois da confirmação de 24 casos de coronavírus na aldeia do Ocoy, em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, , integrantes de uma força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) e equipes de saúde foram até o local, neste domingo (21), para fazer exames de Covid-19 em toda a comunidade.

A aldeia foi interditada pela prefeitura e pelo MPF. Atualmente, 170 famílias, de um total de 720 pessoas, vivem no local.

Para garantir a confiabilidade dos exames, estão sendo aplicados testes PCR, com 95% de confiabilidade do diagnóstico. Os resultados devem sair entre a tarde deste domingo e segunda-feira (22).

Desde a apuração de casos suspeitos do novo coronavírus na localidade, um grupo foi formado para garantir a proteção dos indígenas e evitar a propagação da doença.

De acordo com o boletim mais recente divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), São Miguel do Iguaçu tem 29 casos confirmados do novo coronavírus. Em todo o Paraná são 13.662 confirmações e 428 mortes.

Os indígenas identificados como positivados para a doença foram remanejados para a escola da aldeia e barracas montadas no local pela prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *