Publicidade
Categorias
outros

Bolsonaro avança e Haddad passa Moro em Pesquisa Fórum

Se as eleições fossem hoje Jair Bolsonaro ficaria em primeiro lugar num primeiro turno e teria como concorrente direto de novo o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo estaria na segunda posição. Esse é o cenário revelado pela 5ª Pesquisa Fórum, realizada entre os dias 21 e 24 de agosto, em parceria com a Offerwise.

Na edição de julho da Pesquisa Fórum, o ex-juiz Sergio Moro aparecia à frente de Haddad nas intenções de voto, no entanto, neste mês, houve uma virada.

Jair Bolsonaro segue na liderança nas intenções de voto. Se as eleições fossem hoje, 41,7% dos eleitores dizem que votariam no presidente. Em junho eram 34,7%, em julho, 37,6%. Bolsonaro cresceu 7% desde junho.

Já o seu ex-ministro Sergio Moro tinha 17,9% das intenções de voto em junho. No mês seguinte, Moro se manteve estável com 17%. Neste mês, fora do governo e dos debates políticos, foram 13,3% das intenções de voto.

Haddad, que nos meses de junho e julho estava atrás de Moro, neste ficou à frente com 14,8%. Apesar de tecnicamente empatados, os índices mostram uma mudança no cenário, com a queda de Moro e a tendência de subida do petista, que em julho tinha 12,8%.

Os demais nomes cotados para a disputa de 2022 apresentam menos de 10% das intenções de voto neste mês. Atrás de Haddad, vem Luciano Huck, com 9,7%. Ciro Gomes com 7,7%. Marina Silva com 4%. João Doria com 3,7%. João Amoedo com 2,3%. Guilherme Boulos com 1,6%. E Flavio Dino com 1,2%.

Bolsonaro: mais popular entre homens, mais velhos e região Norte

O presidente Jair Bolsonaro cresceu nas intenções de voto na série histórica da Pesquisa Fórum e é entre os homens que ele tem ainda mais apoio com 51,3% das intenções de voto. As mulheres têm maior rejeição, são 33,2% que dizem que votariam nele.

Entre as pessoas com 60 anos ou mais são 49,1% de intenções de voto. Já entre os mais jovens (16 a 24 anos) está a maior resistência ao nome do militar, somente 22,8% votariam nele.

No recorte de escolaridade, entre quem tem ensino fundamental, 46,5% dizem que votariam em Bolsonaro. Entre os com ensino médio, são 39,6% e ensino superior, 38,8%.

Entre as regiões, a Norte é onde Bolsonaro tem maior intenção de voto, são 47,8%. No Centro-Oeste, são 45,6%. No Sul, 43,3%, no Sudeste, 41% e no Nordeste, 38,9%. Na região, onde o PT ainda mantém forte presença e venceu em 2018, Haddad tem 22,7%.

Categorias
outros

Toffoli ignora crise e converte em dinheiro, em dobro, um terço das férias de magistrados

CNJ desdenha da economia dilacerada e do Tesouro contando tostões para pagar auxílio emergencial aos pobres

Ignorando a grave crise fiscal que o Brasil enfrenta, em plena crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus, o ministro Dias Toffoli, presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), demonstrou mais uma vez como o setor público brasileiro parece viver em outro mundo.

O ministro Toffoli determinou que todos os tribunais regionais Federais e do Trabalho garantam a seus magistrados a “conversão” em “abono pecuniário” de um terço de suas férias de 60 dias, contado em dobro.

Isso significa que os magistrados poderão transformar em dinheiro 20 dos 60 dias de suas férias anuais, regalia muito criticada, mas com o detalhe de que o dinheiro contará em dobro, equivalente a 40 dias.

Na página 30, Toffoli detalha a decisão que ignora a crise
Os magistrados beneficiados pela medida já recebem, em sua quase totalidade, remuneração equivalente ao teto do funcionalismo ou mais, isto é, a remuneração de ministro do STF

A medida é adotada em um País com a economia em frangalhos, o que soa como um insulto ao sofrimento de trabalhadores desempregados ou sem emprego formal, e foi requerida pelas associações de magistrados federais (Ajufe) e do Trabalho (Anamatra).

Como é frequente no setor público, especialmente no Judiciário, a medida terá efeito retroativo, ou seja, com validade a partir do primeiro semestre de 2020, que acabou há dois meses.

Toffoli determinou ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho e Conselho da Justiça Federal que autorizem o pagamento do abono pecuniário aos magistrados “que optarem pela conversão”.

Categorias
outros

Homem apontado como doleiro de Pastor Everaldo é preso

  Polícia Federal prende suposto doleiro do Pastor Everaldo

Polícia Federal prende suposto doleiro do Pastor Everaldo

O homem apontado como operador financeiro do pastor Everaldo, Victor Hugo Amaral Cavalcante Barroso, foi preso neste domingo (30) em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O suposto doleiro foi um dos alvos da Operação Tris in Idem, que afastou Wilson Witzel do cargo de governador do RJ e prendeu sete pessoas. Entre os detidos na ação, está o pastor Everaldo, presidente do PSC.

Na decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Victor Hugo é apontado como o homem responsável por direcionar as contratações supostamente fraudulentas. A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços no Uruguai ligados ao suposto operador financeiro de Everaldo.

Leia mais 

Categorias
outros

A Grande Gripe: A História da Gripe Espanhola, a Pandemia Mais Mortal de Todos os Tempos

Best-seller apresenta o estudo definitivo sobre a gripe espanhola e suas consequências

Em 1918, um novo vírus influenza, até então restrito às aves, passou a se manifestar também em humanos. Um ano mais tarde, o saldo era de cerca de 100 milhões de mortos naquela que ficaria conhecida na história como gripe espanhola, marcando o primeiro grande embate entre a ciência e uma pandemia. Em apenas dois anos o vírus matou mais pessoas do que a Aids em todo o mundo ao longo dos 24 anos desde a sua descoberta, e mais pessoas em um ano do que a peste bubônica ao longo de um século.

Em A grande gripe, John M. Barry conta a história do surto que começou em uma base militar no Kansas, Estados Unidos, chegou à Europa durante a Primeira Guerra Mundial levado pelas tropas americanas e de lá se espalhou para o restante do planeta. O pesquisador mostra ainda a corrida contra o tempo da comunidade científica norte-americana para combater a pandemia e como se deu uma das principais descobertas da medicina do século XX.

Obra de referência sobre a gripe espanhola, premiada pela Academia Nacional de Ciência dos Estados Unidos e best-seller internacional, o livro é também um relato sobre poder, política e guerra, com importantes lições para um mundo sob a constante ameaça do bioterrorismo e do surgimento de novas epidemias globais. Barry crê que, nesses casos, a principal arma é sempre a informação.

 

Categorias
outros

EMPRESÁRIO IGUAÇUENSE RECEBE A MAIOR HOMENAGEM DA MARINHA DO BRASIL CONCEDIDA A UM CIVIL

No dia 20 deste mês a Capitania Fluvial do Rio Paraná engalanou-se para homenagear aquele que há 40 anos presta inestimáveis serviços á Marinha do Brasil, na pessoa do empresário iguaçuense Veraldo Barbiero. Veraldo, empresário da Navegacao há mais de 40 anos, gerando riquezas por esse Brasil afora. Faz isso com dedicação e muita competência, daí o reconhecimento.
Foi-lhe outorgado a Medalha e o Diploma de Oficial (o maior grau concedido a um civil) segundo o Decreto Presidencial de 3 de abril de 2000.

Categorias
outros

As duas propinas dadas a Ricardo Barros, novo líder do governo, de acordo com a delação da Galvão

Está na coluna de Lauro Jardim, na página 6 de O Globo deste domingo:

Ricardo Barros, uma das figuras mais notórias do Centrão e novo líder do governo Bolsonaro na Câmara, é um dos protagonistas da delação premiada dos executivos da Galvão Engenharia, homologada em dezembro de 2017 por Edson Fachin.

O ex-presidente da empreiteira Eduardo Queiroz Galvão relatou em detalhes o pagamento de propinas (no plural mesmo, pois foram duas vezes) a Barros.

Os fatos ocorreram em 2011, quando ele era secretário de Indústria e Comércio de Beto Richa, no Paraná. Primeiro, para intermediar a venda de 49,9% da São Bento Energia à estatal paranaense Copel, pediu R$ 1 milhão mais 1,5% do valor total que a Copel aportasse em investimentos na empresa. As conversas para a transação heterodoxa foram feitas na própria sede do PP em Curitiba.

Queiroz Galvão contou, sendo corroborado por seus executivos, que parte desse dinheiro (R$ 300 mil) foi entregue em mãos a Barros numa visita que o hoje líder fez à sede da Galvão, em São Paulo.

Numa segunda oportunidade de negócio, em 2013, o diligente Barros ajudou, ainda segundo o relato que consta da delação, a destravar a venda do restante da São Bento (50,1%) à Copel, quando a Galvão resolveu deixar o setor de energia.

Desta feita, pediu R$ 1,2 milhão para ele e mais 2,5% do valor total da transação, um negócio que saiu por R$ 160 milhões, em doações ao PP do Paraná, do qual, aliás, era o presidente regional.

Se as forças suprapartidárias (e de parte do Judiciário) que querem varrer do mapa a Lava-Jato não agirem logo, em breve (mais) um líder do governo Bolsonaro vira alvo de uma operação da PF.

 

Categorias
outros

O Comando Vermelho domina as favelas do Rio de Janeiro e tem bases de operações no Paraguai

O Comando Vermelho domina as favelas do Rio de Janeiro e tem bases de operações no Paraguai
O Comando Vermelho domina as favelas do Rio de Janeiro e tem bases de operações no Paraguai Fonte: AP – Crédito: Silvia Izquierdo

Ele chegou à Argentina em fevereiro deste ano, para se refugiar na Justiça brasileira, que solicitou sua captura por tráfico de drogas e por uma série de assaltos a joalherias que perpetrou com outros 31 membros do Comando Vermelho , a organização criminosa mais violenta do Rio de Janeiro .

Segundo fontes da polícia, esse integrante do Comando Vermelho que desembarcou na Argentina foi identificado como Jimmy Medina Ávila .

Os responsáveis ​​pelas forças de segurança argentinas investigam agora o possível desembarque de outros integrantes da quadrilha criminosa que domina grande parte dos assaltos, tráfico de armas e venda de drogas no Rio de Janeiro.

A partir da reconstituição da atividade criminosa realizada em nosso país pelo brasileiro fugitivo da Justiça, investigadores locais determinaram que ele recrutou uma quadrilha que, entre o final de junho e o início de julho, cometeu pelo menos sete agressões em dez dias em áreas áreas residenciais do Parque Leloir, Bella Vista e Villa de Mayo.

Jimmy Medina Ávila é procurado por roubos em San Miguel; segundo a justiça brasileira, faz parte do Comando Vermelho
Jimmy Medina Ávila é procurado por roubos em San Miguel; segundo a justiça brasileira, faz parte do Comando Vermelho Crédito: procurados.org.br

Leia mais