Categorias
outros

Primeiros clientes do advogado Moro prestam obediência a Paulo Guedes

Primeiros três clientes são “semi-estatais” que pagaram R$ 750 mil por pareceres

Um dos juízes mais admirados da História, depois ministro da Justiça, Sérgio Moro agora é um dos advogados mais requisitados do País.

Ele recebeu dos primeiros três clientes R$750 mil para elaborar pareceres, segundo o jornal O Globo. O detalhe é que são empresas semi-estatais ou com investimentos públicos e de fundos de pensão sob controle direto do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Caso da Vale, da qual são sócios os fundos da Caixa, Banco do Brasil, subordinados ao ministro. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Além do controle indireto, por meio dos fundos de pensão e do BNDES, o Tesouro, também submisso a Guedes, é dono de golden shares na Vale.

Somente o Previ, fundo de pensão do BB, que presta obediência ao ministro da Economia, tem 17,55% das ações da Vale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *