Categorias
outros

RICOS DA ARGENTINA EM BUSCA DE NOVOS ARES

A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou o que ficou conhecido como “imposto sobre a riqueza”. Com isso, todos os Hermanos que contem com patrimônio igual ou superior a 2,5 milhões de dólares estarão obrigados ao pagamento de uma alíquota única que pode variar de 2 a 3,5% sobre a avaliação dos bens. E se o patrimônio estiver no exterior, a alíquota passa de 3 a 5,25%. A expectativa do governo de Alberto Fernandes é de uma arrecadação superior a 3,7 bilhões de dólares. Os críticos alegam a inconstitucionalidade do novo tributo, alegando se tratar de um verdadeiro confisco, uma bitributação do mesmo patrimônio sem qualquer razoabilidade tributária. Com essa os investidores argentinos certamente irão buscar segurança jurídica em outros países. Mas não foi por falta de avisos…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *