Categorias
outros

INTELIGÊNCIA INAPTA

A segurança pública do país mostra, a cada dia, que seu setor de “inteligência” é pouco ou nada efetivo. Ações coordenadas do crime, esse sim organizado, desnudam a incompetência do Estado em proteger os cidadãos e o patrimônio, seja público ou privado. As recentes cenas hollywoodianas das ações em Santa Catarina, no Paraná e no Pará, em menos de 72 horas, comprovam o sucateamento e a falta de mão de obra capacitada do setor responsável por se antecipar às grandes ações da bandidagem. Pego sempre com as calças arriadas, as forças policiais demoram para dar resposta firme, contundente, daquela que tenha a capacidade de desmotivar os criminosos. Ao contrário, a lerdeza e a incompetência incentivam os bandoleiros à prática de novas ações por parte do que já é chamado de “cangaço moderno”. O que se vê são os bandidos fortemente armados, a população desarmada e o Estado desestruturado, sem competência para frear a onda de ataques às agências bancárias. De organizado neste país só mesmo o crime, dentro e fora dos palácios.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *