Categorias
outros

CDHMP PEDE REVISÃO DO PLANO MUNICIPAL DE VACINAÇÃO

Tendo em vista que a cidade de Foz do Iguaçu, conta com mais de
2000 pessoas que cumprem pena judicial nas diversas unidades
prisionais aqui existentes, a grande maioria delas em regime fechado.
Considerando que, desde o início da pandemia de coronavírus mais de 500 detentos das penitenciárias I e II adquiriram a doença, mais precisamente, 390 na PEF I e 147 na PEF II.
Considerando que no mesmo período 73 servidores do sistema
prisional que trabalham em Foz do Iguaçu também adquiriram a COVID.
O Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu, vem publicamente manifestar sua opinião de que os
apenados e os trabalhadores no sistema prisional sejam considerados prioritário para receber a vacina contra tal patologia. Tal posição foi manifestada pelo nosso representante
em reunião do Conselho da Comunidade para o cumprimento de penas, a qual foi realizada no último dia 27 de janeiro.
Reitera ainda o CDHMP, a necessidade de uma urgente revisão do Plano Municipal de Operacionalização da Vacinação contra COVID-19, tendo em vista que no referido documento emitido pela Administração do Município, existem sérias discrepâncias, e erros estatísticos, que ao fim e ao cabo, afetam o planejamento da vacinação reclamada pela população iguaçuense.
Foz do Iguaçu, em 29 de janeiro de 2021

CDHMP PEDE REVISÃO DO PLANO MUNICIPAL DE VACINAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *