Categorias
outros

Vereador Adão Kostecki Primo (PSDB) é condenado a 17 anos de prisão por matar homem a tiros no Paraná

Júri condena vereador a 17 anos de prisão

O vereador Adão Kostecki Primo (PSDB) de Prudentópolis, na região central do Paraná, foi condenado a 17 anos e 23 dias de prisão em regime fechado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. A decisão foi anunciada após a realização de júri popular, na quarta-feira (24).

Os crimes aconteceram em novembro de 2009. Conforme a polícia, o atual vereador atirou em dois homens em uma área rural do município, sendo que um não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme o Ministério Público do Paraná (MP-PR), ele foi condenado com as qualificadoras de motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Procurada, a defesa de Adão Primo afirmou que o parlamentar agiu em legítima defesa e que recorrerá da sentença.

Após o fim do julgamento, o vereador foi preso e encaminhado à cadeia pública da cidade.

Vereador Adão Primo (PSDB) foi condenado a 17 anos de prisão por matar homem a tiros no Paraná — Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Prudentópolis

Vereador Adão Primo (PSDB) foi condenado a 17 anos de prisão por matar homem a tiros no Paraná — Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Prudentópolis

Situação política

De acordo com a Câmara Municipal de Prudentópolis, diante da condenação, o salário do vereador foi suspenso. A Casa disse, ainda, que aguarda o julgamento do recurso da defesa para decidir se dará posse ao suplente do parlamentar.

PITACO: Vai ficar 3 anos na cadeia e vai pra casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *