Categorias
outros

Medicina: UniCesumar retorna atividades presenciais

Com suporte numa liminar do ministro Luiz Fux, conseguida pelo Sinepe/NOPR, a UniCesumar decidiu pelo retorno das aulas dos alunos do curso de Medicina, dos 1°, 2°, 3° e 4° anos. Os alunos do 5° e 6° anos, continuam nos estágios prático-hospitalares.

De acordo com o MEC, cada série do curso de Medicina da UniCesumar possui 298 alunos. Assim, 1.192 alunos devem retornar às aulas. Aproximadamente 70% dos estudantes são do interior do Paraná, Mato grosso do Sul, São Paulo e Santa Catarina. Num momento em que Maringá registra aumento dos casos de covid-19, professores do curso, ouvidos sob anonimato, consideram o retorno inconveniente e inoportuno.

Nos grupos de WhatsApp dos discentes, as opiniões são divididas, entre o medo generalizado e a organização de encontros e confraternizações. Teria pesado sobre a decisão da UniCesumar o fato de 30% dos alunos terem ajuizado ações reivindicando redução da mensalidade, em razão da prestação virtual do serviços educacionais. Um advogado da cidade já estaria preparando uma ação coletiva com mais 300 alunos. As decisões das vara cíveis de Maringá têm sido favoráveis aos estudantes, determinando a redução de 30% a 50% do valor das mensalidades. A UniCesumar, prevendo uma enxurrada de ações, decidiu pelo retorno de todos os estudantes.

Sabe-se que o curso de Medicina da UniCesumar é responsável por 40% das receitas da instituição. O curso também apresenta a menor taxa de evasão e inadimplência. De acordo com dados dos sindicato paulista das universidades privadas, o número de calouros diminuiu 24% em relação ao mesmo período do ano passado.

A estratégia econômico-financeira da UniCesumar desconsidera a crise sanitária, que deveria ser considerada por qualquer instituição de ensino, mesmo que privada, porque exploradoras de serviços outorgados pelo Estado. (Afinal, não é qualquer empresa que têm autorização do Estado pra imprimir diploma de médico). À prefeitura de Maringá restará a fiscalização dos bares no entorno da universidade, como o bar do Azeitona.
Com Angelo Rigon. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *