Publicidade - Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu - Atendimento em casa

Publicidade - Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu - KEZIO

Categorias
outros

EUA: ex-policial que matou George Floyd é condenado por homicídio

Derek Chauvin foi algemado no tribunal e levado sob custódia pelo Gabinete do Xerife do Condado de Hennepin. Sentença sai em até 8 semanas

Derek ChauvinMinnesota Justice

Um júri em Minneapolis, nos Estados Unidos, considerou culpado, nesta terça-feira (20/4), o ex-policial Derek Chauvin, de 44 anos. Ele foi responsável pela morte do ex-segurança negro George Floyd, em 25 de maio do ano passado, em Minneapolis, após o policial branco ter permanecido por quase 10 minutos ajoelhado em seu pescoço.

Após três semanas de julgamento, em que os jurados ouviram mais de 40 testemunhas e revisitaram as imagens e a voz estremecida de Floyd afirmando que não conseguia respirar, os argumentos finais foram apresentados ao júri na segunda-feira (19/4). O júri é composto por sete mulheres e cinco homens, sendo seis brancos, quatro negros e duas pessoas multirraciais.

Sob as acusações de assassinato e homicídio culposo, Chauvin poderia receber até 40 anos de prisão. O júri também poderia optar por condenar ou absolver o ex-policial de todas ou algumas das acusações.

Chauvin se declarou inocente de todas as acusações e renunciou ao seu direito de testemunhar perante os jurados. O advogado de defesa, Eric Nelson, reiterou que ele havia se comportado como qualquer “policial razoável”, argumentando que ele seguiu seu treinamento de 19 anos na força.

PITACO: Chauvin pode pegar até 70 anos de cadeia. Nos EUA o cara é condenado e cumpre a pena na íntegra. Diferente daqui onde o STF sempre dá um jeito de aliviar…

Categorias
outros

Equipes da Prefeitura de Foz mantêm fiscalização para garantir cumprimento das medidas restritivas

Servidores fazem plantões diários em atenção ao descumprimento do decreto vigente no município

A Prefeitura de Foz do Iguaçu publicou na última segunda-feira (19) um novo decreto flexibilizando as medidas restritivas para evitar a disseminação do coronavírus, devido à estabilização do número de casos da doença no município. Contudo, apesar das novas liberações, as ações de fiscalização para coibir o descumprimento das normas seguem em vigor pela Secretaria Municipal da Fazenda.

O diretor de fiscalização, Nilton Zambotto, destaca que as equipes de fiscalização seguem em plantões diários para atender chamados e realizar inspeções em locais que não seguem as restrições vigentes. No último fim de semana, foram 172 vistorias, 38 multas aplicadas e 3 estabelecimentos interditados.

Zambotto alerta ainda que estabelecimentos comerciais, bares e atividades gastronômicas devem permanecer funcionando com 30% da capacidade, mantendo o distanciamento social e as medidas sanitárias exigidas.

“A liberação não significa que aglomerações estão permitidas. É preciso ficar atento ao que está previsto no decreto e seguir respeitando para que não tenhamos uma nova onda de casos no município. A responsabilidade de todos é essencial para que possam manter as flexibilizações”, afirmou.

Novo decreto

Entre as novas medidas anunciadas, está a liberação de eventos corporativos, como encontros, treinamentos, workshops, congresso e convenções, para até 100 pessoas, mediante o cumprimento dos protocolos sanitários.

Atividades esportivas em locais privados que tenham como atividade econômica a realização de jogos, seguindo regras como o envio com 72h de antecedência de uma lista com os participantes e o local do jogo, interdição dos vestiários, bebedouros e chuveiros e intervalo mínimo de uma hora entre uma partida. Atividades gastronômicas poderão passar a funcionar até às 23h.

Denúncias relativas ao descumprimento das medidas restritivas podem ser feitas pelo telefone 199.

Mais de 5.500 pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Foz

Primeira fase da campanha, que engloba crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, gestantes e puérperas, segue até o dia 10 de maio

Em Foz do Iguaçu, 3.261 crianças de 6 meses a menores de 6 anos receberam a vacinação contra a Influenza desde o início da campanha, em 12 de abril. O número, apesar de expressivo, representa apenas 16% deste público, formado por 22.022 crianças. Neste período também foram imunizados 1.711 profissionais da saúde (19%), 465 gestantes (14%) e 88 mulheres em período pós parto – puérperas (16%).

O agendamento on-line segue disponível no site da Prefeitura de Foz do Iguaçu. As 20 unidades de saúde também ofertam a vacinação para a busca espontânea, ou seja, sem a obrigatoriedade do cadastramento. A meta da Secretaria de Saúde é vacinar 90% dos grupos prioritários.

“A vacinação acontece nas 20 unidades de saúde que não estão atendendo casos covid, então é importante que a população busque o serviço. A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença. Adotamos todas as medidas de segurança para evitar outros contágios e realizar uma vacinação segura para a população e as equipes de saúde”, afirma a secretária de saúde, Rosa Maria Jeronymo.

Na segunda fase, de 11 de maio a 8 de junho, a vacinação abrangerá idosos a partir de 60 anos e professores das escolas públicas e privadas. Na terceira etapa, de 9 de junho e 9 de julho, estão: pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privadas de liberdade e adolescentes e jovens em medias socioeducativas.

Conforme lembrou a coordenadora do Programa de Imunização, Adriana Izuka, a influenza também leva a hospitalização em grupos mais vulneráveis. “Temos casos da Influenza todos os anos, que leva a hospitalização e até o óbito em grupos de maior risco para complicações. Com a oportunidade de se proteger, é importante que esta população busque a unidade de saúde e garanta a imunização”.

Vacinação

Fazem parte do público-alvo da campanha, nesta primeira etapa, 22 mil crianças de 6 meses a menores de 6 anos; 3.317 gestantes; 545 puérperas e 8. 838 trabalhadores da saúde. Para receber a vacinação, será necessário levar a carteira de vacinação (se tiver) e documento com foto. Para trabalhadores da saúde é necessário comprovar vínculo trabalhista. Trabalhadores da saúde de hospitais de Foz serão vacinados no local de trabalho.

Categorias
outros

Foz registra 107 novos casos de coronavírus em 24 horas com dois óbitos nesta terça (20)

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 20/04/2021, 107 casos de covid-19. No total, são 33.140 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 31.926 pessoas já estão recuperadas.
Dos 107 novos casos, 51 são mulheres e 56 homens, com idades entre 11 meses e 87 anos. Entre eles, 96 estão em isolamento e 11 internados.
Do total de casos ativos, 312 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 161 estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou 2 óbitos em consequência da covid-19. As vítimas são 2 homens de 64 e 67 anos. No total, foram 741 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

 

Categorias
outros

Projeto de Barros causa polêmica no setor de gás

Robson Bonin, na Veja, informa que Ricardo Barros, uma semana depois de o presidente Bolsonaro sancionar Nova Lei do Gás, apresentou projeto que altera a definição técnica de gasodutos de transporte, tubulações que movimentam gás natural — pressão máxima de operação maior ou igual a 30 kgf/cm².

Na prática, a medida significa a expropriação de ativos que hoje fazem parte do patrimônio estadual e beneficiaria poucas empresas, além de poder provocar judicialização e afastar investimentos em infraestrutura de gás no Brasil. Na justificativa do projeto, Barros cita a preocupação de “alguns agentes” com relação à possibilidade de conflito entre o critério de classificação de gasoduto de transporte e de distribuição e a classifica como uma “polêmica”. O deputado federal aponta que não encontrou na literatura especializada internacional um critério único e que quase todos os gasodutos de transporte no Brasil possuem a pressão estipulada por ele na proposta.

 

Categorias
outros

Prefeito Rafael Greca sofre AVC e é internado em Curitiba

Prefeito Rafael Greca passou mal e precisou ser internado, mas está bem, segundo a prefeitura. — Foto: Reprodução/Prefeitura de Curitiba

Após se sentir mal, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), foi internado nesta terça-feira (20). A informação foi divulgada pela prefeitura, que confirmou que Greca teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico, também conhecido como derrame.

Conforme a prefeitura, Greca, que tem 65 anos, teve uma indisposição pela manhã. Por conta disso, passou por averiguações médicas para investigar a causa, no Hospital Nossa Senhora das Graças.

Segundo o primeiro boletim divulgado, o prefeito está internado, mas sem ter apresentado comprometimento cognitivo ou motor. A prefeitura disse que Greca está bem.

De acordo com os médicos, Rafael Greca “encontra-se clinicamente alerta, em bom estado geral, com sinais vitais estáveis, participativo e dialogando”.

O boletim divulgado pelo hospital informa que Greca foi internado por volta de 12h40. Segundo o Hospital Nossa Senhora das Graças, o prefeito deve continuar em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pelas primeiras 24 a 48 horas.

No sábado (17), ele tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19. O prefeito foi vacinado com a vacina do Butantan. Não foi informada qualquer relação do AVC com a vacina.

Rafael Greca internado após passar mal em Curitiba. — Foto: Adriana Justi/G1

Rafael Greca internado após passar mal em Curitiba. — Foto: Adriana Justi/G1

Internações anteriores

Em 2017, no primeiro dia como prefeito de Curitiba, ele passou mal e precisou ser internado no Hospital Marcelino Champagnat, onde foi constatada uma tromboembolia pulmonar. Ele recebeu alta após quase dez dias internado.

Em dezembro de 2018, Rafael Greca foi internado com uma hérnia umbilical para ser submetido a uma cirurgia de emergência. Ele passou 11 dias internado e teve alta em janeiro de 2019.

Em 2019, o prefeito passou por uma cirurgia para correção de uma hérnia na parede abdominal. Ele passou três dias internado.

Em setembro de 2020, durante a pandemia, Rafael Greca foi internado após ser contaminado pelo novo coronavírus, junto com a esposa, Margarita Sansone. Ele recebeu alta três dias depois e a esposa depois de oito dias de internamento.

Com G1 PR

Categorias
outros

PISTA DE ARRANCADÃO EM FOZ É PRIORIDADE?

Inquestionável que a prática esportiva é salutar. Inquestionável que o lazer é ponto importante em qualquer programa de governo. Inquestionável que o automobilismo é prática esportiva que agrega e pode se converter até mesmo em fonte de recursos. Mas é igualmente inquestionável que esse não é o momento – na minha modesta opinião – para o município investir aproximadamente três milhões de reais com a construção de uma pista para arrancadas automobilísticas. A Avenida Portugal, aquela que liga nada a lugar nenhum e foi “obra” do ex-prefeito Reni Pereira, poderia continuar recebendo as atividades esportivas sem a necessidade do município dispor de tantos recursos para a atividade. De se ressaltar que as arrancadas – mesmo na região central – não atraia um público significativo, e passando para a região de Três Lagoas, como está no projeto, a adesão será certamente ainda menor. Mas pelo visto está sobrando dinheiro nos cofres municipais… afinal, saúde, educação, segurança pública, tudo anda maravilhosamente bem na terra das cataratas! Não há queixas e nem necessidades no mundo maravilhoso do casal parahyba, a ponto de colocarem R$ 3.000.000,00 em uma pista asfaltada para o povo queimar pneus e combustível, com veículos barulhentos e motores explosivos, às margens do lago de Itaipu, que atentam até mesmo contra as mais elementares regras de proteção ambiental. Mas vivemos na cidade onde o rabo abana o cachorro, e a “grande obra” certamente estará atendendo a interesses pouco ou nada republicanos. Será que foi elaborado um estudo de impacto ambiental? Será que o Ministério Público atentou para os efeitos colaterais dessa prática esportiva motorizada? Lembro que no passado os ecologistas tanto brigaram que conseguiram retirar do interior do Parque Nacional os voos de helicópteros sob a alegação que o barulho das aeronaves prejudicava os pássaros. E agora? O barulho dos motores dos veículos envolvidos nas arrancadas não vai prejudicar os pássaros e outros animais que vivem no corredor da biodiversidade, no refúgio biológico da Itaipu, que ficam próximos? Dois pesos e duas medidas. Na política tupiniquim é sempre assim. Mas aqui estamos para cobrar, mesmo que sendo uma voz isolada em um oceano de interesses escusos. Com a palavra o Ministério Público, tanto o federal quanto o estadual. Quem se habilita?

Categorias
outros

VOCÊ JÁ DESEJOU A MORTE DE ALGUÉM?

A Deputada Estadual do Estado de São Paulo, advogada e professora, Janaína Paschoal, certa feita se manifestou em suas redes sociais afirmando que o jornalista e filósofo Hélio Schwartzman, por ter expressamente desejado a morte do Presidente da República em sua coluna no Jornal Folha de São Paulo, não poderia ser processado criminalmente por conta disso. Da mesma forma, tantas outras situações já registraram os desejos mais malévolos de pessoas que se colocam contra o pacto civilizatório que deveria nortear as relações humanas, como em 2015 quando o então Deputado Jair Bolsonaro, às vésperas do processo de impeachment de Dilma, assim se manifestou em uma entrevista sobre o fim do seu mandato: “Eu espero que acabe hoje, infartada ou com câncer, de qualquer maneira. O Brasil não pode continuar sofrendo com uma incompetente, ou ‘incompetenta’ à frente de um país tão grande e maravilhoso”. Pois é… o mundo dá voltas. Mas, voltando a pergunta: podemos desejar a morte dos nossos desafetos? Certamente que sim, e não há crime previsto na legislação vigente. Mas é algo que resulta em progressos para a humanidade? Luiz Sperry, médico psiquiatra, afirma que “todo sujeito é um grande balaio de desejos, de todos os tipos: desejo de ter algo, desejo de ter alguém, desejo de ser alguém e porque não desejo de matar alguém, ou de que alguém morra sem nem mesmo a gente ter que se esforçar para isso. Isso não é algo que esteja presente em algumas pessoas, isso está presente em todas as pessoas.” Em recente episódio o pastor da igreja Assembleia de Deus, José Olímpio, afirmou em sua rede social que orava pela morte do ator Paulo Gustavo, que está internado com covid-19. Após a declaração, a Aliança Nacional LGBTI afirmou que irá processar o evangélico pelo crime de homofobia e discurso de ódio, sob a alegação de que o ator enfermo “é homossexual, vive maritalmente com outro homem e que o casal tem dois filhos, formando assim uma entidade familiar. Com base nisso, consideramos que a fala do referido pastor se caracteriza como incitação ao ódio motivado por LGBTIfobia”. E você, já desejou – ou deseja – a morte de alguém?