Categorias
outros

Abertura da Estrada do Colono ampliará caçadas no Parque Nacional do Iguaçu, diz pesquisa

Nesta matéria são citados o general Silva e Luna e o deputado Vermelho. Recomendo a leitura na íntegra

Destruição de acampamento de caçadores no Parque Nacional do Iguaçu. Foto: Divulgação / Polícia Federal.

Pesquisadores denunciam que abrir uma via de terra ou asfalto aumentará caçadas e outros impactos no Parque Nacional do Iguaçu. Em busca de capital político, congressistas ignoram decisões judiciais e seguem assinando projetos para cortar ao meio a última grande reserva de Mata Atlântica do interior do país.

Um dos primeiros levantamentos sobre potencial de caça usando sons em todo o mundo revela que construir uma estrada de 18 quilômetros cortando o Parque Nacional do Iguaçu, no oeste do Paraná, facilitará a matança de animais nativos. Propostas para a obra tramitam na Câmara e no Senado.

Durante seu doutorado junto à Universidade Nacional de Córdoba (confira o quadro), aprovado no ano passado, a bióloga Julia Martinez Pardo espalhou gravadores atentos a disparos em 91 pontos de florestas entre Brasil, Argentina e Paraguai. Tiros foram captados em 43 locais (47%).

Leia mais 

1 resposta em “Abertura da Estrada do Colono ampliará caçadas no Parque Nacional do Iguaçu, diz pesquisa”

Como já comentado no passado, uma estrada cortando o Parque Nacional em sua área mais estreita e sensível, terminando em uma balsa perigosa para atravessar o Iguaçu, além de comprometer nossa Biodiversidade e nosso Turismo, só vai beneficiar contrabandistas, traficantes, palmiteiros, caçadores e durante a construção empreiteiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *