Categorias
outros

EUA: ex-policial que matou George Floyd é condenado por homicídio

Derek Chauvin foi algemado no tribunal e levado sob custódia pelo Gabinete do Xerife do Condado de Hennepin. Sentença sai em até 8 semanas

Derek ChauvinMinnesota Justice

Um júri em Minneapolis, nos Estados Unidos, considerou culpado, nesta terça-feira (20/4), o ex-policial Derek Chauvin, de 44 anos. Ele foi responsável pela morte do ex-segurança negro George Floyd, em 25 de maio do ano passado, em Minneapolis, após o policial branco ter permanecido por quase 10 minutos ajoelhado em seu pescoço.

Após três semanas de julgamento, em que os jurados ouviram mais de 40 testemunhas e revisitaram as imagens e a voz estremecida de Floyd afirmando que não conseguia respirar, os argumentos finais foram apresentados ao júri na segunda-feira (19/4). O júri é composto por sete mulheres e cinco homens, sendo seis brancos, quatro negros e duas pessoas multirraciais.

Sob as acusações de assassinato e homicídio culposo, Chauvin poderia receber até 40 anos de prisão. O júri também poderia optar por condenar ou absolver o ex-policial de todas ou algumas das acusações.

Chauvin se declarou inocente de todas as acusações e renunciou ao seu direito de testemunhar perante os jurados. O advogado de defesa, Eric Nelson, reiterou que ele havia se comportado como qualquer “policial razoável”, argumentando que ele seguiu seu treinamento de 19 anos na força.

PITACO: Chauvin pode pegar até 70 anos de cadeia. Nos EUA o cara é condenado e cumpre a pena na íntegra. Diferente daqui onde o STF sempre dá um jeito de aliviar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *