Publicidade
Categorias
outros

“Que alegria esta notícia”: deputado tuíta e apaga mensagem sobre chacina

 

O deputado federal Sargento Fahur (PSD-PR) chegou a comemorar o número de mortes na chacina da comunidade do Jacarezinho, ocorrida na quinta-feira (6).

“Polícia Civil do Rio de Janeiro cancela 24 CPFs de traficantes. Que alegria essa notícia”, escreveu o paranaense, em seu Twitter. A mensagem, escrita às 19h11 da quinta-feira, acabou sendo apagada logo depois. A mensagem acabou recuperada pelo Projeto 7C0, um robô que automaticamente busca mensagens apagadas diariamente em perfis ligados à administração pública e os compila, novamente, no Twitter.

Apesar da mensagem apagada, Fahur – que era policial rodoviário antes de assumir o mandato – deixou  bem clara sua posição sobre o tema em outras mensagens. “Gente, o que tem de organização que defende bandido, cacarejando por causa da morte daqueles criminosos no Rio de Janeiro é assustador”, escreveu, nesta sexta-feira (6). “Impossível combater a criminalidade em um país infestado dessas pragas, que tratam vagabundos como vítimas”. O deputado também criticou outros partidos por defenderem investigações ao tema.

Congresso em Foco não conseguiu contato com o deputado, sem sucesso. O espaço permanece aberto para manifestações.

Com Congresso em Foco

Categorias
outros

Paraná Pesquisas: Bolsonaro e Lula embolados no segundo turno


De acordo com levantamento do Paraná Pesquisas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), empatariam dentro da margem de erro em um eventual segundo turno. Os dois também venceriam todos os demais candidatos. Em todos os cenários do primeiro turno, o capitão da reserva e o petista aparecem na frente. Em alguns, empatados pela margem de erro e, em outros, com o atual chefe do Executivo levando ligeira vantagem.

A pesquisa foi realizada de 30 de abril a 4 de maio de 2021, por meio de entrevistas telefônicas com 2.010 pessoas de 16 anos ou mais, moradoras de 198 cidades, das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e a taxa de confiabilidade é estimada em 95%.

De acordo com o Instituto, 43% dos entrevistados (867 de 2010) são da região Sudeste. Outros 26% (538) são do Nordeste. Juntas, as regiões Centro Oeste e Norte são representadas por 15,2% (308) dos entrevistados, enquanto que 14,8% (297) são do Sul.

A pesquisa testou 4 cenários para o 1º turno das eleições. No 1º, o ex-juiz Sergio Moro (sem partido) é incluso entre os possíveis candidatos. Com este cenário, o ex-juiz consegue 5,8% dos votos. Mas não haveria um grande impacto na eleição, já que Bolsonaro e Lula receberiam a maior parte dos votos: 32,7% e 29,3%, respectivamente.

Já no 2º cenário, sem Moro, Bolsonaro lidera, com 34,1%. Lula aparece com 29,6%.

O 3º cenário, por outro lado, considera a participação do senador Tasso Jereissati (PSDB) no lugar de Doria. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), também é incluso. Jereissati receberia cerca de 1,8% dos votos, enquanto Pacheco, 0,7%.

Nesse cenário, Bolsonaro e Lula continuariam indo ao 2º turno. Seriam 34,5% dos votos para o atual presidente e 30,2% para o ex-presidente.

O 4º e último cenário para o 1º turno coloca o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), como o candidato da legenda tucana. Dessa forma, Leite receberia 3,2% dos votos. Bolsonaro e Lula continuariam na frente.

Já para o 2º turno, 5 cenários foram testados. No 1º deles, o enfrentamento de Lula e Bolsonaro termina em empate técnico. Lula receberia 39,8% dos votos e Bolsonaro, 42,5%. Nesse caso, os dois estão empatados pela margem de erro, que é de 2 pontos para mais ou para menos.

No 2º cenário, entre Lula e Ciro, o ex-presidente ganharia com 38,6% dos votos. O pedetista receberia 28,1% e os votos brancos e nulos disparam para 29%.

Entre Ciro e Bolsonaro, o presidente também ganharia. Seriam 43,4% de votos para a reeleição e 35,3% para o pedetista. Os brancos e nulos seriam 17,3%, segundo os dados do 3º cenário.

No 4º cenário, Lula ganharia de Doria na disputa pela presidência. O petista receberia 41,5% dos votos enquanto o governador de São Paulo conseguiria 23,9%. Os votos brancos e nulos registram o maior percentual da pesquisa com 31,2%.

O 5º e último cenário do 2º turno tem Doria enfrentando Bolsonaro. O atual presidente ganharia a eleição com 42,8% dos votos. O governador receberia 31,3% e os votos brancos e nulos seriam 21,6%.

 

Categorias
outros

Sou filho de autoridade – Jorge Linhares

Há alguns filhos de autoridades que se acham acima da lei. Pensam ser melhores que os outros. É comum ouvirmos estas frases:

”Você sabe com quem está falando?”

”Eu sou filho de fulano!”

”Pode fazer o que quiser; o meu pai vai me tirar desta”.

Neste livro veremos que esse problema existe desde o começo da história humana. E, baseados na Bíblia e na experiência do autor, poderemos entender melhor por que isso acontece e, assim, seremos capazes de encontrar uma resposta divina para nós e nossos filhos.

Sobre o autor:

Jorge Linhares possui mais de 230 obras publicadas, sendo Autor dos Best Sellers: “Bênção e Maldição” e “Quem é Você? Águia ou Galinha”. É especialista nos assuntos relacionados a família e liderança.

 

Categorias
outros

PAÍS CANCELADO

Bolsonaro em um show de tevê exemplar

Fenando de Barros e Silva

Bolsonaro, ao lado de Sikêra, com a placa escrita no idioma miliciano: constrangido na Cúpula do Clima e pandegueiro no Alerta Nacional

Bolsonaro, ao lado de Sikêra, com a placa escrita no idioma miliciano: constrangido na Cúpula do Clima e pandegueiro no Alerta Nacional CREDITO: ALAN SANTOS_2021_PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Jair Bolsonaro seguiu à risca o que se exige da mulher de César. Não basta ser miliciano, tem que parecer miliciano. A imagem acima pertence a um gênero bastante inusitado quando, entre os retratados, se encontra o presidente da República. É o gênero Milícia Ostentação. Há um inegável ar de família entre essa foto e aquela em que Daniel Silveira e Rodrigo Amorim, então candidatos bolsonaristas ao Legislativo, exibiam a placa de rua com o nome de Marielle Franco partida ao meio. Ao lado deles, de braço estendido e punho cerrado, outro desconhecido festejava a vitória da extrema direita, prestes a se consumar. Era Wilson Witzel. Naquela como nesta fotografia, os personagens estão sorrindo, satisfeitos, como quem exibe um prêmio. Nas duas imagens, o prêmio que comemoram é a morte. No primeiro caso, de uma mulher que simbolizava milhares de outras; no segundo, de milhares de pessoas transformadas em números, CPFs cancelados.
Leia mais 

 

Categorias
outros

Foz registra 53 novos casos de coronavírus em 24 horas com três óbitos neste domingo (9)

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 09/05/2021, 53 casos de covid-19. No total, são 34.560 casos da doença no município desde o início da pandemia. Destes, 33.174 pessoas já estão recuperadas.
Dos 53 novos casos, 36 são mulheres e 17 homens, com idades entre 3 e 75 anos. Todos estão em isolamento domiciliar.
Do total de casos ativos, 448 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 132 estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou 3 óbitos em consequência da covid-19. As vítimas são 2 homens de 60 e 75 anos e 1 mulher de 85 anos. No total, são 806 mortes pela doença no município desde o início da pandemia.

Categorias
outros

Receita Federa realiza leilão eletrônico de mercadorias e veículos em Foz

Entre os lotes serão leiloados smartphones, automóveis, videogames, peças de automóveis, entre outros

A abertura da sessão pública para lances (que poderão ser ofertados pelo detentor da maior oferta na fase anterior e pelos detentores das ofertas que alcançarem pelo menos 90% desse valor) começa na terça-feira (18), às 10h, sempre no horário de Brasília.

Entre os lotes 111 a 236, 285 e 286 estão 3.915 smartphones, 123 veículos, vários patinetes elétricos, smartwatches, mesas de som, rolos de arame, videogames e peças para automóveis. A pessoa física poderá apresentar propostas para os lotes de número 111 a 217 e 221 sendo permitido apresentar por pessoa propostas para no máximo cinco lotes.

As propostas deverão ser transmitidas de forma eletrônica pelos interessados, via internet, com a adoção do Sistema de Leilão Eletrônico (SLE). Na fase inicial, as propostas poderão ser ofertadas no período compreendido entre 8h do dia 10/05/2021 e 21h do dia 17/05/2021. A maior proposta e as propostas que alcançarem pelo menos 90% desse valor, apresentadas no mencionado período, disputam o lote em novos lances virtuais no dia 18/05/2021. Não havendo lances que alcancem pelo menos 90% do maior valor, este será declarado vencedor.

As mercadorias poderão ser examinadas de 10 a 14 de maio de 2021, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, na Av. Paraná, 1227 – Jardim Polo Centro. Já os veículos estão disponíveis de 10 a 14 de maio de 2021, das 08h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, na Av. José Maria de Brito, 2985 – Jardim Itamarati (atrás da Polícia Federal).

O certame será realizado na modalidade mista, que admite a participação simultânea de pessoas jurídicas e pessoas físicas. Os valores iniciais dos lotes variam de R$ 2.000,00 a R$ 108.000,00. Somente poderão apresentar ofertas pessoas jurídicas regularmente constituídas, inscritas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ, e pessoas físicas, maiores de 18 anos ou emancipadas, inscritas no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF.

Não poderão participar do leilão pessoas físicas ou pessoas jurídicas que estejam cumprindo suspensão temporária de participação em licitação, impedidas de contratar com a Administração Pública ou que tenham sido declaradas inidôneas; que não observem a legislação que restringe o trabalho de menores; e pessoas físicas que exerçam cargo, função, emprego público ou qualquer outra atividade vinculada à Receita Federal. Para fazer jus à arrematação do bem, o vencedor também deve comprovar a sua regularidade fiscal.

Cabe destacar que, para participar do leilão eletrônico, é imprescindível que as pessoas físicas e os representantes das pessoas jurídicas interessadas possuam certificado digital, que pode ser adquirido junto às empresas certificadoras (a relação dessas empresas pode ser obtida na página da Receita Federal na internet).

Alternativamente, a participação no certame também pode dar-se por meio de procurador, que deve possuir certificado digital (o outorgante não necessita ter certificado digital). As instruções para constituir o procurador constam no e-CAC (ambiente de atendimento virtual disponível no sítio da Receita Federal).

Os veículos arrematados por pessoas físicas somente poderão ser destinados a uso ou consumo, vedada sua destinação para fins de comércio. Já os veículos arrematados por pessoas jurídicas poderão ser destinados a uso ou consumo e também finalidades comerciais ou industriais.

O valor do lance vencedor deverá ser pago integralmente até o primeiro dia útil subsequente à data de adjudicação; ou mediante o pagamento do percentual de 20% (vinte por cento) do valor do lance até o primeiro dia útil subsequente à data de adjudicação – o qual consubstanciará em sinal e o pagamento do percentual restante de 80% (oitenta por cento) do valor do lance no prazo de 8 (oito) dias seguidos, contados da data da adjudicação (incluindo esta data na contagem).

Serão de responsabilidade do arrematante todas as providências, solicitações de serviços e encargos visando o cadastramento/regularização dos veículos junto aos órgãos de trânsito, tais como emplacamento, transferência, emissão de certificado, modificação ou remarcação de chassi, obtenção de código específico de marca/modelo/versão, vistorias, dentre outros procedimentos necessários para fins de adequação do veículo.

O teor completo do edital, inclusive a identificação de cada lote e respectivas fotos, bem como o preço de arrematação inicial, poderão ser obtidos no site da Receita Federal na internet, no endereço, www.receita.fazenda.gov.br, na opção Leilão existente na página inicial (uma das opções disponíveis em Acesso Rápido).

Mais informações podem ser obtidas por meio do e-mail leiloes.pr.drffoz@receita.fazenda.gov.br ou pelo telefone (45) 3520-4316.

 

Categorias
outros

Cortina de sangue no Rio

É assustador que parcela numerosa da sociedade aplauda a explosão de brutalidade

Na linguagem miliciana, foram 28 CPFs cancelados. Wilson Witzel já prometera atirar na “cabecinha”. Seu substituto deve ter achado pouco. Menos de uma semana após assumir definitivamente o cargo, Cláudio Castro disse a que veio. Sob sua autoridade, uma operação policial resultou no maior banho de sangue já visto no Rio de Janeiro.

O estado tem histórico tenebroso de chacinas impunes, tanto aquelas produzidas por grupos de extermínio formados por policiais como as que decorrem de ações oficiais, supostamente para combater o tráfico, como agora na favela do Jacarezinho, com 27 civis e um policial mortos.

Acari, Candelária, Vigário Geral, massacre da Baixada, Complexo do Alemão, morros do Fallet e da Coroa. A lista é grande e antiga. Mas esse “cartão de visitas” do novo governo indica que estamos diante de uma mudança de patamar na violência do poder estatal. Isso pôde ser percebido também na entrevista dos comandantes da operação. Um deles peitou o STF ao criticar o “ativismo judicial”. No ano passado, a corte proibira operações em favelas durante a pandemia, a não ser em situações “excepcionais”. No Jacarezinho, excepcional foi a carnificina.

Um delegado disse que todos os mortos eram “criminosos”. Ele decidiu e ponto. As pessoas foram executadas sem direito à defesa, processo e julgamento. A barbárie deve ser entendida como uma demarcação de território, uma declaração de guerra e um desafio explícito ao Supremo, à civilidade e à democracia.

Cristina Serra

Cristina Serra é paraense, jornalista e escritora. É autora dos livros “Tragédia em Mariana – a história do maior desastre ambiental do Brasil” e “A Mata Atlântica e o Mico-Leão-Dourado – uma história de conservação”.

Cristina Serra