Categorias
outros

Senadora do Paraguai furou a fila da vacina da Covid-19

Em carta, ela assumiu a culpa

Por meio de nota enviada à mesa diretora do Senado do Paraguai nesta segunda-feira (03), a senadora Mirta Gusinky reconheceu que recebeu a vacina Covid-19, apesar de não ter feito parte da etapa de vacinação, por não atender à idade exigida.

Na nota, a parlamentar assume a responsabilidade por em suas falsas declarações, nas quais, a princípio, negou ter recebido a dose que não lhe correspondia, informou o jornal paraguaio Ultima Hora.

“Coloco-me à disposição do plenário para que analisem a situação e façam as determinações que correspondam ao seu entendimento. Entendo que somos obrigados a entender o contexto da situação, são momentos muito delicados e assumo com responsabilidade o meu erro”, diz a nota.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *