Categorias
outros

SUBCULTURA DELINQUENTE NA TRÍPLICE FRONTEIRA

Este livro, precioso, da lavra do delegado da Polícia Civil Marcos Araguari, objetiva alçar o estudo da chamada “cultura do crime”, a subcultura delinquente ou delinquencial, ao patamar de ferramental adequado para uma melhor compreensão do fenômeno criminal (trans) fronteiriço, buscando revelar as nuances subterrâneas da delinquência e o modo como se espraiam, na comunidade local, as lógicas relacionais que generalizam a atenuação do limiar entre o legal e o ilegal.

Procurando fornecer as chaves para a compreensão dessas dinâmicas socioculturais, o autor perquire com profundidade a realidade criminógena da região trinacional e procura desconstituir a visão tradicional da área fronteiriça como simples habitat do contrabandista, investigando o fato criminal e seu impacto social sob um ponto de vista que vai “muito além da fronteira entre o crime e a repressão”.

Parabéns ao delegado Marcos Araguari que nos brinca com este livro podero e instigante sobre as questões criminológicas na tríplice fronteira. Leitura obrigatória para policiais, delegados, magistrados, promotores, alunos e professores de Direito, e, sobretudo, para as pessoas que aqui vivem e se interessam por análises sérias sobre a problemática da criminalidade e afins. Eu li e recomendo!

Compre pela Estante Virtual

Categorias
outros

Ladrão se cobre com toalha de mesa e rasteja para levar dinheiro de restaurante no Paraná; VÍDEO

Imagens foram registradas por câmera de segurança da empresa, que fica no Centro de Foz do Iguaçu, no oeste do estado.

Por RPC Foz do Iguaçu

Homem usa toalha de mesa como disfarce para furtar restaurante em Foz

Um ladrão se cobriu com uma toalha de mesa e rastejou para levar o dinheiro de um restaurante que fica no Centro de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A ação foi registrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento. O caso aconteceu na quinta-feira (5), mas as imagens só foram divulgadas neste sábado (7). Assista à toda a ação no vídeo abaixo.

O homem sobe a rampa que dá acesso ao restaurante com uma toalha de mesa nas costas. Perto da entrada ele senta e espera um pouco. Logo depois, levanta, abre a porta e entra.

Já dentro do restaurante, ele começa a arrastar-se pelo chão, coberto pela toalha. O ladrão segue até o caixa, pega o dinheiro e começa a sair, dessa vez abaixado, ainda usando a toalha.

No entanto, antes de chegar à porta, o alarme da empresa dispara. Ele sai correndo e deixa para trás um ventilador que também estava levando.

Do lado de fora, ele tira a toalha e sai caminhando.

O dono do restaurante disse que essa já é a quarta vez que o local é furtado, somente em 2017.

Veja o vídeo AQUI

Categorias
outros

PRF apreende pistolas e miras a laser em rodovia do oeste do Paraná

Foram encontradas 10 pistolas 9mm, 11 miras a laser e 352 balas do mesmo calibre das armas.

Por G1 PR

Motorista que mora em Santa Catarina não quis revelar o destino das armas (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu neste sábado (7) 10 pistolas calibre 9mm e 11 miras a laser, em uma abordagem feita na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu, no oeste do Paraná. As armas eram transportadas no fundo falso de um carro que passava pela rodovia.

De acordo com a PRF, além das armas e das miras, também havia 352 balas e 34 carregadores para as pistolas. As armas estavam todas com as numerações apagadas. As pistolas são de uso restrito no Brasil.

O motorista do carro, de 20 anos, foi preso em flagrante. Ele foi autuado pelo crime de tráfico internacional de armas. Ele mora em Tijucas, na Grande Florianópolis. Segundo a PRF, ele não revelou qual seria o destino das armas.

Com residência em Tijucas (SC), o preso não revelou aos agentes da PRF qual seria o destino do arsenal.

O caso seguirá sob investigação da Polícia Civil de Foz do Iguaçu, onde o motorista seguirá preso.

Categorias
outros

SUPREMO AUTORIZA PF A ENVIAR AOS EUA CELULARES DE PESSOAS LIGADAS A AÉCIO NEVES

ENTRE OS CELULARES ESTÃO OS DA IRMÃ, ANDREA NEVES E DO PRIMO FREDERICO PACHECO
Categorias
outros

Fecha-se o círculo sobre o Cazuza

Cazuza será denunciado ao GAECO por Usurpação de Função Pública. Uma banca de advogados assinará a denúncia.

Detalhe: ambos professores de Direito, um de Penal, outro de Constitucional…

PITACO: Aonde passa um boi, passa uma boiada…

MARMITA DO KIKUCHI AZEDOU

Tava tudo certinho para o Kikuchi (motorista da Ivone Barofaldi) entrar na Itaipu. Mas havia uma pedra no meio do caminho chamado Mário Cesar, o homem do deputado Fernando Giacobo na poderosa. E nessa o Kikuchi que arrumou aquele monte de multas de trânsito para a prefeitura pagar, da época da Ivone Barofaldi, ficou pendurado na brocha. Tá vendo Kikuchi, como o Língua deu o seu nome? Não temos medo de ninguém, só de saci pereré…

E O CASSIANO RIBAS SE ARRUMOU DE NOVO

Cassiano Ribas, aquele que foi nomeado na sexta e exonerado na segunda, por ordem do Chico Brasileiro, chegou ao paraíso. Acaba de ser nomeado para o PTI da Itaipu. É mole?
Vamos ver quanto tempo o gordinho vai durar por lá…

INACREDITÁVEL

Que um veículo de comunicação passe quase três décadas enrolando os seus leitores, padecendo de claudicação intermitente, fazendo uso de “laranjas”, tentando enganar seus anunciantes quanto aos números de exemplares circulando, tendo que pagar indenizações por danos morais arbitrados pelo Judiciário, ligada  a político processado por corrupção, devendo os olhos da cara, cheia de processos trabalhistas, o homem forte condenado por improbidades administrativas, com os bens arrestados pela Justiça e uma jogada de uma provável sucessão prá lá de suspeita… e ainda esteja circulando! Inacreditável!

Seria cômico, se não fosse trágico!

 

Categorias
outros

Transação de Nuzman e hotel de Trump deu prejuízo de R$ 700 mil

Dinheiro seria adiantamento por reservas na Olimpíada

Radar da VEJA

Em outra transação que chamou atenção do Ministério Público Federal, o Comitê Rio 2016 destinou R$ 3,8 milhões à empresa LSH Barra Empreendimentos Imobiliários, responsável pela construção do Trump Hotel na Zona Oeste do Rio.

O empreendimento tinha entre os sócios o empresário Arthur Soares, conhecido como “Rei Arthur”. Ele está foragido nos Estados Unidos por suspeita de envolvimento em esquemas de propina.

O montante seria utilizado para o pagamento de reservas durante os Jogos Olímpicos. O problema é que o hotel não ficou pronto a tempo das competições, descumprindo o acordo.

“Em que pese haver previsão de multa contratual no caso de descumprimento pelas partes do contrato firmado, ocorreu situação inversa. O CO-Rio/2016 obteve a devolução dos valores pagos com desconto de 30%. Ou seja, o valor referente a esses 30% jamais retornaram aos cofres públicos, além de ter sido dispensada a empresa do pagamento da multa contratual”, escreveram os procuradores.

Com isso, houve prejuízo de R$ 700 mil aos cofres públicos.

Categorias
outros

Aumento de imposto é vergonha para Foz do Iguaçu

A ACIFI repudia a aprovação do aumento de imposto para profissionais liberais pela Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu, nesta sexta-feira, 6. Os parlamentares, seguindo orientação da prefeitura, decidiram onerar ainda mais um setor fundamental da nossa economia, prejudicando assim o desenvolvimento do município.

Os poderes executivo e legislativo demonstraram que estão de costas para a realidade econômica e social da cidade. Pior: ignoraram pareceres jurídicos, fortemente embasados na legislação federal, contrários ao aumento da alíquota de ISS e à modificação do regime específico para profissionais liberais.

O placar com 11 votos favoráveis e 3 contrários ao aumento do ISS evidencia um erro histórico cometido pela maioria dos vereadores em diferentes gestões. Demonstram diálogo aberto com a sociedade civil organizada, mas ao votar ignoram a vontade da comunidade e votam conforme a conveniência com seus partidos e o governo municipal. Por outro lado, fica o agradecimento aos vereadores Celino Fertrin, Dr. Brito e Elizeu Liberato, que votaram contra o projeto.

A ACIFI defende outras formas para o aumento de arrecadação da administração pública municipal –a exemplo do adotado em cidades como Maringá e Curitiba (que mantém a alíquota atual e não prejudicaram os profissionais liberais). Antes de aumentar impostos, é preciso combater de verdade à informalidade e ajustar as contas públicas com redução de despesas.

Infelizmente, os poderes executivo e legislativo de Foz do Iguaçu estão demonstrando ter prioridades contrárias à sociedade. Basta de Vergonha!

Foz do Iguaçu, 06 de outubro de 2017.