Publicidade
Categorias
outros

Foz do Iguaçu tem maior taxa de mortes por COVID-19 do Paraná

Foz do Iguaçu tem a maior taxa de mortalidade da COVID-19 do Paraná, se comparada com as cidades do Paraná com mais de 200 mil habitantes, e a segunda pior entre os 20 municípios com população acima de 100 mil pessoas.
As taxas foram calculadas com base nas informações divulgadas no último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, do dia 27 de fevereiro. Cruzamos os dados do número de mortes provocadas pela COVID-19 com a população total. Foz do Iguaçu é classificada como situação de emergência, quando seus indicadores de casos confirmados e de mortes ultrapassam em 50% a média estadual.
Com 258.348 habitantes em 2020, Foz aparecia com 398 mortes no boletim da SESA, índice de 0,154. Cascavel, com população de 332.333 habitantes, apresentava 325 mortes, índice de 0,097. Mortalidade de Foz do Iguaçu é quase 60 por cento maior que Cascavel. Londrina e Maringá empataram com índice de 0,103, seguidas de Ponta Grossa, com 0,106. São José dos Pinhais vem logo atrás, com índice de 0,109, e Curitiba, 0,129.
Das 20 cidades com mais de 100 mil habitantes, índice de mortes de Foz do Iguaçu só é melhor que o de Arapongas, de 0,164.
Se mesmo com toda a grana enviada pelo Bolsonaro, Ratinho, general da Itaipu, já estamos assim o que seria de nós se dependêssemos apenas da administração municipal? Seríamos uma nova Manaus ou Guayaquil, cidade do Equador que ganhou fama internacional com amontoado de cadáveres pelas ruas.

Confira os números:

Foz do Iguaçu- 258.348 habitantes – 398 mortes = 0,154 índice de mortes
Cascavel – 332.333 – 325 = 0,097
Londrina – 575.377 – 596 = 0,103
Maringá – 430.157 – 445 = 0,103
Ponta Grossa – 355.336 – 379 = 0,106
São José dos Pinhais – 329.058 – 359 = 0,109
Guarapuava – 182.644 – 120 = 0,065
Apucarana – 136.234 – 138 = 0,101
Arapongas – 124.810 – 205 = 0,164
Toledo – 142.645 – 141 = 0,098
Araucária – 146.214 – 164 = 0,112
Umuarama – 112.500 – 94 = 0,083
Colombo – 246.540 – 322 = 0,130
Curitiba – 1.948.626 – 2.530 = 0,129
Fazenda Rio Grande – 102.004 – 155 = 0,151
Cambé – 107.341 – 94 = 0,087
Pinhais – 133.490 – 203 = 0,152
Piraquara – 114.970 – 145 = 0,126
Almirante Tamandaré – 120.041 – 133 = 0,110
Campo Largo – 133.865 – 173 = 0,129

Fonte: Boletim Covid SESA/PR, 27/02/2021

PITACO: O que vocês leram acima tem o condão precípuo de informar aos nossos leitores a real situação do Município no que tange a pandemia que assola o mundo. E pelo visto não é confortável. Não se trata aqui de achar culpados/e ou inocentes. Nada disso, pois a situação é dramática. O momento é de esquecer ás politicagens & afins e promover o enfrentamento eficiente á doença. Urgente!

Categorias
outros

No aco$tamento

Foi só o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciar retorno em obras do lucro da licitação de rodovias federais no Paraná para a bancada (estadual e em Brasília) ligar o buzinaço político. A Assembleia já quer excluir as rodovias estaduais das licitações. Será por quê?

Categorias
outros

Bolsonaro foi avisado, desde o início, da compra de mansão por Flávio

O entorno do presidente Jair Bolsonaro está trabalhando para desvincular dele a compra, pelo senador Flávio Bolsonaro, de uma mansão avaliada em R$ 6 milhões na região mais nobre de Brasília. Mas pessoas próximas ao presidente garantem que, desde o início, ele foi avisado sobre o negócio. E deu força ao filho para levar a operação adiante.

Também, desde que Flávio comunicou Bolsonaro sobre a intenção de comprar a mansão, havia a percepção de que, quando o assunto se tornasse público, “daria dor de cabeça ao governo”, mas, depois, “a polêmica perderia força”. O importante, no entender da família Bolsonaro, era que o senador tivesse bons argumentos para confrontar os ataques.

Flávio, que é acusado de lavagem de dinheiro e corrupção, acusado de cobrar parte dos salários de assessores quando era deputado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, as rachadinhas, tem um histórico de forte ligações com imóveis. A mansão de R$ 6 milhões é o 20º que ele compra — boa parte já foi vendida.

O filho 01 de Bolsonaro diz que toda a operação é legal, que só conseguiu fechar a compra da mansão porque conseguiu um financiamento, cujas parcelas vão consumir mais da metade de seu salário como senadores, próximo de R$ 33 mil mensais brutos. O Banco de Brasília (BRB), que financiou a mansão, também ressalta que o negócio está dentro da lei.

Pela escritura de compra do imóvel, dos R$ 6 milhões, Flávio financiou R$ 3,1 milhões junto ao BRB, para quitação em 360 meses. As taxas de juros ficaram entre 3,65% e 4,85%, bem abaixo da média do mercado. A mulher do senador, Fernanda, que é dentista, também consta como compradora do imóvel.

A compra da mansão foi revelada na segunda-feira (01/03) pelo site O Antagonista. Segundo o registro da operação em cartório, o imóvel tem 2.400 m², está localizado no Setor de Mansões Dom Bosco. No documento, aparece como vendedora é a RVA Construções e Incorporações.

 

Categorias
outros

Foz registra 250 novos casos de coronavírus em 24 horas

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma na data de hoje, 02/03/2021, 250 casos de COVID-19, totalizando 26.744 casos da doença no município. Deste total, 25.426 pessoas já estão recuperadas.
Dos novos casos, 141 são mulheres e 109 homens, com idades entre 3 meses e 93 anos. Dos 250 novos casos, 236 encontram-se em isolamento e 14 internados.
Dos casos confirmados, 734 estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 168 pessoas estão internadas.

Óbitos

Foz do Iguaçu registrou mais 7 óbitos em consequência da COVID-19, totalizando 416 mortes pela doença no município. As vítimas são 2 mulheres de 54 e 70 anos, e 5 homens de 59, 64, 80, 86 e 93 anos, que estavam internados no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, Hospital Municipal Padre Germano Lauck e Unidade 24 horas Padre Ítalo Paternoster.

Serviços de saúde de Foz do Iguaçu mantêm funcionamento normal durante o vigor dos decretos estadual e municipal

Consultas e exames agendados, bem como unidades de saúde, têm funcionamento normal, considerando a natureza essencial da atividade

A Prefeitura de Foz do Iguaçu reforça à população que, mesmo com os decretos municipais e estaduais em vigor, os serviços de saúde do município, considerados essenciais, estão com o funcionamento normal.

A secretária municipal de Saúde, Rosa Jeronymo, ressalta que todas as unidades de saúde, bem como os centros especializados, estão atendendo. “Estamos com o atendimento normal. Todas as consultas e exames agendados estão mantidos”.

A intenção da secretária é esclarecer à população sobre esse funcionamento, em virtude de informações incorretas que foram divulgadas e fizeram com que alguns pacientes deixassem de ir às consultas. “É muito importante que essas pessoas compareçam nos horários agendados e que os cuidados com a saúde sejam mantidos. Em todas nossas unidades e centros especializados, são cumpridos todos os protocolos sanitários para garantir a segurança contra o coronavírus”, complementou Rosa Jeronymo.

Com AMN.

Categorias
outros

Duas produtoras baianas estão no topo da caixa-preta bilionária da Ancine

Duas produtoras de cinema da Bahia que integram o ranking das 25 grandes captadoras de recursos públicos destinados pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) figuram entre as empresas com participação alta no passivo de R$ 3,5 bilhões da Ancine, causado por falta de prestação de contas. De acordo com levantamento obtido pela Satélite, a Truque e a Tem Dendê ainda não comprovaram onde foram aplicados, respectivamente, R$ 11,5 milhões e R$ 4 milhões repassados para financiar obras selecionadas pela Agência Nacional de Cinema. Reconhecida no mercado cinematográfico como uma das principais produtoras do estado, a Truque ocupa o 22º lugar na lista de maiores beneficiárias das verbas direcionadas de 2008 a 2020 pelo FSA em todo o país, com R$ 18 milhões captados no período.

Cinema novo
Criada há apenas nove anos, a Tem Dendê aparece na 11ª posição do ranking da Ancine, com captação de R$ 22,5 milhões. No entanto, é a quarta maior do Brasil no bolo de verbas distribuídas pelo fundo de 2018 a 2020.

Além das estrelas
Em conversas reservadas, servidores que atuam junto à cúpula da Ancine se disseram surpresos ao cruzar os dados referentes às contas não prestadas pela Tem Dendê com a relação das empresas que abocanharam os maiores volumes de recursos destinados a incentivar a indústria audiovisual brasileira. No levantamento, a fatia da Tem Dendê supera a de produtoras comandadas por cineastas famosos e premiados, como Luiz Carlos Barreto, Fernando Meirelles e Cacá Diegues.

Fora da ordem
Fontes da Ancine ouvidas sob a condição de anonimato afirmaram que as duas produtoras da Bahia tentaram comprovar o uso de recursos inscritos no passivo bilionário da agência através de planilhas sem qualquer valor oficial e sem apresentar documentos fiscais, como exige a lei.

Bala trocada
A abertura da caixa-preta da Ancine, prevista para breve, é efeito da guerra lançada contra a agência por produtoras de cinema com contas irregulares, mas interessadas em  novos repasses do fundo.

FONTE

Categorias
outros

Enio Verri, o carona

Líder do PT na Câmara dos Deputados, o maringaense Enio Verri não perde carona. Assinou com Josué Guimarães (PT-CE) o requerimento pedindo a realização de sessão solene pela passagem dos 50 anos da TV Verdes Mares (Rede Globo), “em prol do desenvolvimento econômico, social, educacional e cultural de nossa estado”. Seria Verri cearense?

Em outro requerimento, com Paula Belmonte (Cidadania-DF), ele pede sessão solene em homenagem ao 61º aniversário de Brasília. Seria Verri brasiliense?

Com a mesma deputada Paula Belmonte ele é autor de requerimento que pede sessão solene em homenagem ao Dia Nacional e Mundial do Escotismo, que acontece, anualmente, em 23 abril. Seria Verri escoteiro?

Do Angelo Rigon

 

Categorias
outros

PF prende 4 desembargadores do TRT-RJ em desdobramento da operação que afastou Witzel; outros 8 são presos

Quatro desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho do Rio (TRT-RJ) foram presos nesta terça-feira (2) pela Polícia Federal (PF) na Operação Mais Valia.

Trata-se de um desdobramento da Operação Tris in Idemque em agosto de 2020 afastou do cargo o então governador do RJ, Wilson Witzel (PSC), na crise dos gastos na pandemia.

O Ministério Público Federal (MPF) apura o pagamento de vantagens indevidas a magistrados que, em contrapartida, teriam beneficiado integrantes do esquema criminoso supostamente instalado no governo Witzel — que no mês passado virou réu por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo a denúncia do MPF, firmas pagavam para a quadrilha para serem incluídas no Plano Especial de Execução da Justiça do Trabalho fluminense.

O objetivo era conseguir com que o governo do estado pagasse valores devidos.

Pelo menos sete empresas são citadas no inquérito: a Pró-Saúde, a Átrio Service, a MPE Engenharia e quatro consórcios de transporte: Transcarioca, Santa Cruz, Intersul e Internorte.

Witzel foi novamente denunciado nesta terça. É a quarta denúncia da PGR contra o ex-juiz federal.

No total, a PF cumpriu 11 mandados de prisão — contra os quatro juízes e sete supostos operadores — e prendeu um advogado em flagrante, por posse ilegal de arma.

  1. Antônio Carlos de Azevedo Rodrigues, desembargador
  2. Eduarda Pinto da Cruz, operadora
  3. Fernando Antônio Zorzenon da Silva, desembargador
  4. José da Fonseca Martins Junior, desembargador
  5. Leila Maria Gregory Cavalcante de Albuquerque, operadora
  6. Manoel Messias Peixinho
  7. Marcello Cavanellas Zorzenon da Silva, operador
  8. Marcos Pinto da Cruz, desembargador
  9. Pedro D’Alcântara Miranda Neto
  10. Sônia Regina Dias Martins, operadora
  11. Suzani Andrade Ferraro, operadora

G1

PITACO: Sabe o que vai acontecer? Rapidamente o STF deverá botar á maioria dessa gente na rua. Quanto aos ínclitos desembargadores, se comprovada á culpabilidade, serão aposentados compulsoriamente. O CNJ tratará deste mister.

Amém!