Publicidade
Categorias
outros

Paraná Pesquisa aponta: Chico Brasileiro 45,6% contra 24,1% de Phelippe Mansur

Em Foz do Iguaçu teremos nova eleição no dia 2 de abril. A uma semana do pleito e a cinco do encerramento oficial da campanha, o deputado Chico Brasileiro, do PSD, lidera com 45,6% contra 24,1% de Phelippe Mansur, seu adversário principal. Ou seja, Chico Brasileiro tem quase o dobro das intenções de voto do segundo colocado. Esta é a pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas que a chapa de Mansur impugnou em Curitiba. O ministro do TSE, Luiz Fux, derrubou a impugnação.

Os outros candidatos são Tenente Coronel Jahnke, que aparece com 8,4%; Marcelino 2,0%; Irineu Ribeiro 1,6%; e Osli Machado 1,4%.

Foram entrevistados 700 eleitores iguaçuenses entre os dias 19 e 23 de março. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº PR-07230/2016.

Categorias
outros

LULA ATACA OUTRA VEZ DALLAGNOL: ‘O QUE AQUELE MOLEQUE CONHECE DE POLÍTICA?’

EM REUNIÃO DO PT, LULA XINGA CHEFE DA LAVA JATO DE “MOLEQUE”
Diário do Poder
Categorias
outros

SECRETÁRIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE FALOU AO PODER & POLÍTICA DA FOZ TV

Categorias
outros

Apoiador de investigado da PF convoca audiência sobre Carne Fraca na Câmara

Josias de Souza

.

Em decisão unânime, a Comissão de Agricultura da Câmara elegeu Sérgio Souza (PMDB-PR) como seu novo presidente. Não foi uma escolha banal. Mencionado em escuta telefônica da Operação Carne Fraca, o deputado é um dos padrinhos políticos do ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves Filho, preso preventivamente e apontado pela Polícia Federal como “líder da organização criminosa” sob investigação.

Eleito nesta quinta-feira (23), o parlamentar anunciou sua decisão inaugural: “O primeiro tema que nós vamos colocar na pauta é essa questão da Operaçao Carne Fraca.” Sérgio Souza informou que convidará o ministro Blairo Maggi (Agricultura) e representantes do setor agropecuário para “dar uma satisfação à Câmara”, numa sessão pública da comissão.

Junto com o correligionário Osmar Serraglio (PMDB-PR), Sérgio Souza avalizou a nomeação de Daniel Gonçalves. O deputado também se envolveu no esforço para tentar evitar o afastamento do apadrinhado no ano passado. Conforme já noticiado aqui, Souza e Serraglio defenderam a permanência do investigado no comando da superintendência paranaense em audiência com a então ministra da Agricultura Kátia Abreu.

Em notícia veiculada na sua edição desta sexta-feira (24), o jornal Valor informa que o nome de Sérgio Souza é mencionado numa das escutas telefônicas da Operação Carne Fraca. O diálogo foi captado em 11 de abril de 2016. Nele, o deputado é apontado como beneficiário do repasse de “muito dinheiro”. Repasse supostamente feito pelo afilhado político Daniel Gonçalves, que foi afastado do posto de chefia no ano passado, a despeito das pressões em contrário.

Suprema eficiência: o deputado avaliza a nomeação de um superintendente estadual precário, pega em lanças contra o afastamento do apadrinhado, aparece como suposto beneficiário de vantagens indevidas e, no instante em que a coisa vira um escândalo, o mesmo deputado convoca autoridades para “dar uma satisfação à Câmara.” Sérgio Souza, nunca é demasiado recordar, é filiado ao PMDB, partido do presidente Michel Temer.

Ecoando argumentos já esgrimidos pelo colega Osmar Serraglio, Sérgio Souza atribui a indicação de Daniel Gonçalves para a chefia da superintendência paranaense da Agricultura à bancada do PMDB do Paraná. Avalizou a iniciativa por entender que se tratava de uma escolha técnica. ”O Daniel, nós tínhamos ele como um cara técnico, fiscal de carreira do ministério. Foi uma indicação natural. Ninguém imaginou que o caboclo era chefe de quadrilha.” Quanto à citação do seu nome numa escuta da PF, Sérgio Souza diz estar “totalmente tranquilo sobre isso.” Ele nega o recebimento de dinheiro.


Odebrecht faz de Dilma uma pobre sem-verdade

As revelações feitas por Marcelo Odebrecht à força-tarefa da Lava Jato, repetidas em depoimento à Justiça Eleitoral, retiraram de Dilma Rousseff o último patrimônio político que ela imaginava ostentar: a presunção de superioridade moral. Ela já havia perdido a pureza ideológica ao encabeçar coligações eleitorais que incluíam do arcaico ao medieval. Perdera a aura de gerentona e a poltrona de presidente da República após reduzir a economia nacional a escombros. Agora, é submetida a um ritual de emporcalhamento que aniquila o que lhe restava de individualidade, integrando-a à baixeza geral. Foi para o beleléu a diferença heroica.

Em síntese, o príncipe das empreiteiras contou: 1) Dilma sabia que João Santana, seu marqueteiro, era remunerado pela Odebrecht no caixa dois. 2) Madame sabia também que Antonio ‘Italiano’ Palocci e Guido ‘Pós-Italiano’ Mantega faziam dupla jornada como ministros e coletores de fundos para suas campanhas presidenciais. 3) Reeleita, a soberana foi informada pelo próprio empreiteiro de que as contas abertas no estrangeiro para pagar o marketing do seu comitê estavam ao alcance dos investigadores da Lava Jato.

Em nota de sua assessoria, Dilma tachou os segredos de Marcelo Odebrecht de “novas mentiras”. Ainda não se deu conta de que suas verdades é que estão se transformando numa espécie de latifúndio improdutivo que os delatores da Odebrecht invadem. A nota sustenta que Dilma “jamais pediu recursos para campanha” a Marcelo Odebrecht. Tampouco  “solicitou dinheiro para o Partido dos Trabalhadores”. Ora, mas o delator disse exatamente a mesma coisa.

Dilma não precisou pedir nada. Tinha quem solicitasse em seu nome. “[…] Quem pediu os valores específicos era o Guido, eu me assegurava que ela [Dilma] sabia mais ou menos da dimensão do nosso apoio”, contou Odebrecht ao TSE, falando num idioma parecido com o português. “Ela dizia que o Guido ia me procurar, mas eu nunca falei de valor. A liturgia, a questão de educação, você não fala com o presidente ou o vice-presidente a questão do valor.”

Em 2010, contou Odebrecht, Dilma não teve que se preocupar com as arcas da campanha. Lula, o “amigo” da Odebrecht, se encarregou de tudo, com o luxuoso auxílio do grão-petista Antonio Palocci. Dilma “praticamente nem olhou as finanças, acho que todos os pedidos de doação foram feitos por Lula, Palocci. Ela nem se envolvia em 2010”, esmiuçou o empreiteiro.

Dilma soube do que se passava na bilheteria porque Lula se encarregou de informar, contou Marcelo Odebrecht. As verdades de Dilma sobre questões relacionadas à tesouraria foram, por assim dizer, herdadas de Lula. O tamanho dessas verdades vem sendo questionado desde o mensalão. Sempre que a conjuntura exigiu garantias, verificou-se que, além de improdutivas, as verdades do petismo estavam assentadas sobre um gigantesco brejo.

De repente, Dilma descobre que não é a dona da verdade. Bem ao contrário. A colaboração judicial da Odebrecht transformou-a numa sem-verdade. Parte das informações do empreiteiro já haviam sido descobertas pelos investigadores. A Lava Jato apalpou os extratos da conta de João Santana na Suíça antes que o herdeiro da construtora cogitasse suar o dedo. Não é razoável supor que Dilma, centralizadora a mais não poder, estivesse alheia ao melado que escorria nos porões do seu comitê.

Considerando-se que uma ex-guerrilheira jamais cogitaria a hipótese de se tornar uma delatora, restam a Dilma duas escassas alternativas: ou aceita sua parcela de culpa ou funda o MSV (Movimento dos Sem-Verdade), assumindo a liderança da cruzada nacional por uma reforma semântica que devolva algum sentido a quem já não tem nenhum.


Categorias
outros

VEÍCULO RECUPERADO

Às 7h do dia 23, a equipe estava realizando patrulhamento nas imediações do jardim Copacabana, quando visualizou um veículo Corolla preto com placas paraguaias com a frente bastante danificada e com a chave na ignição. Foi constatado que esse veículo foi roubado na data de 21/03/2017.

APREENSÃO DE REVÓLVER CALIBRE 22

Às 20h do dia 23, a equipe do Gotamotran observou dois indivíduos em atitudes suspeitas na rua Codorna no Portal da Foz. Quando os indivíduos visualizaram a viatura, correram. Momento este em que se iniciou um acompanhamento pelos becos. Os policiais não conseguiram realizar a abordagem, mas apreenderam um revólver calibre 22 municiado e um carregador de fuzil que estavam abandonados em um beco.

VEÍCULO RECUPERADO

Às 23h do dia 23, um automóvel Kia Sportage de cor branca foi recuperado no bairro Dom Giusep. O veículo que havia sido roubado horas antes, estava aberto e sem chaves.

Categorias
outros

EX-GOVERNADOR DO PARANÁ ORLANDO PESSUTI É NOMEADO CONSELHEIRO DE ITAIPU

Pessuti já havia ocupado o cargo entre maio de 2014 e junho de 2015. O conselho realiza seis reuniões ordinárias por ano e é composto por sete integrantes. Duas cadeiras ainda permanecem vagas.

Em outro decreto publicado nesta sexta, o presidente Michel Temer e o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, anularam duas das cinco nomeações para cargos de diretores executivos de Itaipu anunciadas no dia 14. No mesmo dia foi anunciado o nome de Luiz Fernando Vianna para a direção-geral da usina.

Tiveram as nomeações revogadas Rubens de Camargo Penteado, que assumiria o cargo de diretor técnico executivo, e de Ramiro Wahrhaftig, indicado para a diretoria de coordenação. Ambos ocuparam direções de partidos, o que os impede de ocupar cargos de comando em empresas públicas como Itaipu.

Categorias
outros

FOZ FUTEBOL FAZ PARTIDA DECISIVA NO DOMINGO

JUNINHO - MEIA 

Ingressos para Foz do Iguaçu FC x PSTC no Domingo (26), 19h30, já estão a venda nas redes Muffato, Panorama e Santi Móveis.

Uma vitória. É apenas este resultado que interessa ao Foz do Iguaçu FC no próximo Domingo (26), às 19h30, no ABC. O resultado além de garantir a permanência da equipe na elite do futebol paranaense , pode abrir caminho para a classificação para a próxima fase.

O adversário será o PSTC, equipe que por estar na última posição na tabela de classificação, vem disposta a atrapalhar os planos do Azulão.

Esse é o tempero do confronto válido pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense  2017.

“O campeonato está aberto e vamos buscar o resultado que precisamos para brigarmos pela classificação. O elenco sabe da importância e está fechado em busca desse objetivo”, disse o Supervisor de Futebol, José Negreiros.

Os ingressos para o confronto diante do PSTC estão disponíveis em mais de 20 pontos distribuídos nas principais regiões da cidade. Dentre eles: as Lojas Super Muffato, Panorama Home Center, Kamalito, Santi Móveis, Farmácias Brenda, Estacionamentos Bismillah, Banca do Abel, Silva Móveis, Gyn Beer, Fausto Bebidas, Dourado Pesca e Casa de Carnes Boi Verde.

Os valores para compra antecipada estão por apenas R$ 20,00 mais 1 Kg de alimento (Meia-ingresso Arquibancada).

Categorias
outros

Meu comentário na FM 97 desta sexta (24)

download (2)